SAIBA COMO INTERPRETAR A TABELA DE INFORMAÇÃO NUTRICIONAL DAS EMBALAGENS DE ALIMENTOS

Desvendar os rótulos às vezes é tarefa complicada no supermercado

Entenda o que cada item na embalagem dos alimentos quer dizer
Entenda o que cada item na embalagem dos alimentos quer dizer Foto: Arivaldo Chaves

Os termos desconhecidos, as siglas e os números não ajudam: poucos conseguem decifrar as informações impressas na embalagem de alimentos industrializados. Sem a devida orientação, os consumidores sofrem para selecionar o produto mais adequado a seu perfil. E não basta simplesmente optar pelo alimento light ou diet - o ideal é compreender os reais benefícios das comidas que dizem fazer bem à saúde.

- Acredito que existe essa preocupação em ler o rótulo, mas a maioria não sabe interpretar o que está ali - opina a nutricionista Marcela Mendonça.

Refrigerantes sem açúcar, por exemplo, oferecem um produto muito similar ao original, mas sem calorias. O preço que se paga por isso está ali, impresso no verso do rótulo: a bebida não contém gorduras, açúcar nem carboidratos, mas os adoçantes adicionados à fórmula aumentam consideravelmente o nível de sódio.

Representada em miligramas, a presença da substância parece irrisória. Mas seu consumo em grandes quantidades pode desencadear quadros de hipertensão e intensificar a retenção de líquidos pelo organismo – origem da celulite. Portadores de doenças cardiovasculares também devem atentar para a quantidade de gordura saturada no produto, responsável pelo aumento do colesterol ruim no sangue.

- Um por cento na tabela pode parecer pouco, mas você tem de levar em conta todos os alimentos que vai consumir durante o dia. Quanto menor esse percentual, melhor - alerta Marcela.

Em vez de somar gramas e miligramas, o melhor caminho para descobrir se o consumo de determinado nutriente passou do ponto ou deixou a desejar é checar o Percentual de Valores Diários (%VD), calculado sobre uma dieta média de 2 mil quilocalorias por dia. O truque é procurar por produtos que tenham um baixo %VD de gorduras e sódio, e um alto valor de fibras (benéficas para o intestino). A gordura trans deve aparecer nas embalagens com %VD nulo, pois seu consumo é desaconselhável em qualquer proporção.

Tais valores - é bom lembrar - são apenas uma referência. A capacidade de absorção de nutrientes varia de pessoa para pessoa e depende dos demais alimentos ingeridos na refeição.

- É difícil comparar, por exemplo, o consumo de um iogurte com um pão de fôrma, pois são nutrientes diferentes - esclarece a nutricionista.

Confira o que significam as informações das embalagens:

VALOR ENERGÉTICO
Energia que será produzida com a ingestão, em quilocalorias (Kcal) ou quilojoules (Kj). Embora seja a informação que receba mais atenção dos consumidores, o valor energético não é, por si só, definitivo para decidir qual produto é mais saudável ou qual engorda menos.

% VD
Percentual de Valores Diários indica o quanto o produto representa em uma dieta de 2 mil calorias. Serve apenas de referência, já que as necessidades nutricionais variam de pessoa para pessoa.

CARBOIDRATOS
Embora sejam muitas vezes considerados os vilões da boa forma, os carboidratos são a fonte de energia que mantêm o corpo em funcionamento. O excesso deles, porém, pode gerar um acúmulo de triglicerídeos e, consequentemente, aumento de peso. Estão presentes principalmente em massas, cereais e alguns vegetais, como a batata.

PROTEÍNAS
Essenciais na formação dos músculos, são altamente recomendadas para crianças, adolescentes e idosos. Seu consumo é muito benéfico, mas deve ser restrito para os que sofrem de problemas renais. Encontradas em carnes, ovos, derivados do leite e algumas frutas.

GORDURAS TOTAIS
Esse é um dos itens que deve ter sempre um baixo Percentual de Valores Diários, pois implica ganho de peso. Apesar disso, alimentos ricos em gorduras não podem ser totalmente ignorados, pois ajudam na absorção de vitaminas.

GORDURAS SATURADAS
São as de origem animal, oferecendo perigo para pessoas com problemas cardiovasculares. Deve-se dar preferência às gorduras de origem vegetal, que não contêm colesterol. Esse valor está incluso também no cálculo das gorduras totais do alimento.

GORDURAS TRANS
É o único item do rótulo que não tem listado seu Percentual de Valores Diários (%VD), pois seu consumo não é recomendado em nenhuma quantidade. Se consumida com frequência, pode se depositar nas artérias e causar uma série de complicações para a saúde, além de ganho de peso.

FIBRA ALIMENTAR
Presente em alimentos integrais, frutas e verduras, a fibra é a única substância cujo alto Percentual de Valores Diários é recomendado. Não fornece nutrientes para o organismo, mas é muito importante para o seu funcionamento.

SÓDIO
Muito prejudicial à saúde. O Percentual de Valores Diários desse elemento é maior em alimentos industrializados (sopas e temperos prontos) e em comidas light que contêm adoçantes como a sacarina. A ingestão exagerada pode causar pressão alta e retenção de líquidos, principal causa da celulite.

Trufas à base de café podem ser feitas em casa. Receita rende 20 porções

DUAS RECEITAS COM O TRADICIONAL CAFÉ, O NOSSO PRETINHO BÁSICO

Matéria anterior
O psiquiatra Nelio Tombini assume que utiliza recursos online e propõe que prática seja mais debatida entre profissionais da área

WEBTERAPIA: A ERA DO DIVÃ VIRTUAL

Próxima Matéria