GABRIELA VERRI, FILHA DE DUNGA, ABRE ATELIÊ EM PORTO ALEGRE

Loja na zona sul da Capital terá coleção feminina limitada e renovada todas as semanas

Loja de Gabriela será inaugurada no início do mês
Loja de Gabriela será inaugurada no início do mês Foto: Félix Zucco

Gabriela Verri despontou no mundo da moda à época em que seu pai comandava a Seleção Brasileira e, volta e meia, alguém dizia que ela havia sido a responsável pela escolha do figurino exibido à beira dos campos. Tecnóloga em moda e estilo formada pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), a primogênita de Dunga estreia oficialmente como estilista na próxima quarta-feira, com a abertura do mix de loja e ateliê que leva seu nome no bairro Tristeza, na zona sul de Porto Alegre.

- Vou começar com moda feminina para um público jovem que busca um produto diferenciado. Minha intenção é ter novidades toda semana – explica Gabriela, 26 anos, com planos de mirar uma fatia mais ampla de consumidores, assim que possível.

A formação acadêmica foi complementada com um estágio em Roma, na Itália. Durante três meses, Gabriela trabalhou com o estilista Rocco Barocco, absorvendo o ritmo do dia a dia de um ateliê, criando roupas femininas e infantis. De volta ao Brasil, aceitava pedidos sob encomenda, atendendo noivas e madrinhas, e improvisava um espaço para criar na própria casa, em Ipanema. No último ano, dedicou-se à reforma da casa na Rua Almirante Delamare onde agora passará a trabalhar.

- Tudo aqui me encanta. Sempre sonhei em ter um espaço meu, ver a coisa se profissionalizando – conta a admiradora de Stella McCartney, Alexander McQueen e Giorgio Armani.

As primeiras peças receberam o nome de um destino que carrega boas lembranças para a jovem profissional. Para o verão 2013, a coleção Monte Carlo – inspirada no balneário localizado em Mônaco, entre a França e a Itália – terá 35 modelos com quatro peças cada. Serão vestidos, blusas, shorts e camisas.

Gabriela garante ser apenas uma consultora informal da família – nunca atuou como stylist do pai, como frequentemente se dizia nos tempos em que ele estava no comando do time verde-amarelo. Às vezes, Dunga pergunta o que a filha acha de um look ou outro, e, se a roupa não a agrada, ela diz a verdade. O casaco Alexandre Herchcovitch tão comentado em um dos jogos da Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, foi um presente de filha como outros tantos, e não algo planejado para que o então técnico vestisse naquela ocasião.

- Ele tem uma personalidade superforte, jamais o obrigaria a usar qualquer coisa. A coisa sempre foi mais sutil do que se supunha. O objetivo dele, naquele momento, era o jogo. A roupa não era o foco – lembra Gabriela, que viveu 12 anos no Exterior, com temporadas na Alemanha, na Itália e no Japão, por conta da carreira do pai.

Ilustrações da obra são de autoria do próprio Christian Lacroix

BIOGRAFIA DE CHRISTIAN LACROIX É CONTADA SOB A ÓTICA DOS CONTO DE FADAS DOS IRMÃOS GRIMM

Matéria anterior
13763126

MULHERES PERDEM TRÊS DIAS POR SEMANA LUTANDO CONTRA O CABELO REBELDE

Próxima Matéria