Tipo a Estopinha! Especialista Alexandre Rossi ensina como adestrar seu pet em casa

Ensinar um animal de estimação a ter um bom comportamento pode não ser uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Essa é a filosofia de Alexandre Rossi também (ou mais) conhecido como Dr. Pet. Para o mestre em se comunicar com animais que lançou há pouco a terceira edição do livro Adestramento Inteligente (Benvirá, 248 págs., R$ 29,90) , a partir do momento em que o pet foi para o colo do dono, ganhou um nome e espaço na casa já está sendo educado, bem ou mal.

Baseada no reforço positivo, a técnica de Rossi valoriza as atitudes corretas e permite que cães e outros animais aprendam por estímulos e recompensas. Para seguir em casa desde já, o adestrador deu dicas rápidas, fáceis e bacanas.

Todo mundo pode adestrar o seu próprio pet?

Qualquer um pode e deve adestrar o seu pet para que ele aprenda a conviver cada vez melhor com a família e com a sociedade. Além de paciência e carinho, é necessário entender a forma de pensar e de se condicionar do seu pet, para que o treinamento seja eficiente e agradável.

Como lidar com a questão emocional dos bichos?

É preciso entender o que está acontecendo e descobrir a causa do comportamento para poder tratá-lo da melhor forma possível. Se for ansiedade ou estresse, por exemplo, eles devem ser abordados com treinos específicos, para que a conduta errada pare de acontecer. Não adianta tentar mudar o comportamento sem tratar a causa.

Veja também
:: Como identificar e o que fazer quando seu pet sofre uma fratura ou luxação

:: Por que a atenção à saúde dos pets deve ser redobrada no inverno

Sleepy terrier

Como ensinar cães e gatos a fazerem xixi no local correto?

Além de deixar o banheiro sempre limpo, em um local mais reservado, longe dos potinhos de água e comida e da caminha, sempre que o pet fizer as necessidades no local correto devemos recompensá-lo com petisco e carinho. Também é importante nunca dar bronca quando o pegarmos fazendo no lugar errado, pois ele pode começar a fazer escondido.

O que fazer se o cachorro passa o dia latindo quando está sozinho?

Os latidos excessivos podem ocorrer por diversos motivos, como tédio, ansiedade, estresse e para chamar atenção. Antes de tudo, deve-se entender o motivo desses latidos. Porém, oferecer atividades, como passeios, creche e enriquecimento ambiental, pode ajudar a amenizar o problema.

Mais no blog Animal Print
:: Como escolher a ração ideal para o seu pet

dog with bowl

Que equipamentos podem ajudar no adestramento?

Uma recompensa pela qual o pet se interesse, como um brinquedo ou petisco, coleira e guia feitas de material leve e um clicker (dispositivo que produz um estalo quando pressionado).

Como funciona a técnica do click?

A técnica do click é baseada no reforço positivo, no qual condicionamos o animal a associar o barulho do clicker a uma recompensa. Dessa forma, quando ele ouve o barulho do aparelho, sabe que acertou. A vantagem é que o clicker é mais preciso e rápido, e funciona melhor à distância do que um elogio.

 

* Gazeta do Povo