Em oito passos, aprenda a dar remédio para o seu pet sem (muito) sofrimento

O veterinário prescreveu e você comprou o remédio, mas o “abre a boca, Totó” se mostrou uma tarefa quase impossível de ser realizada.

Calma, isso tem cura. Aliás, é prevendo possíveis patologias no futuro que se aconselha os donos a acostumar seu pet desde filhote a ter a boca manipulada. Faça seu mascote brincar com seu dedo e permaneça alguns segundos tocando em sua gengiva e nas mucosas para evitar o sufoco na hora de administrar medicação via oral.

Esse é um momento tenso até mesmo para o cão mais obediente. Você fica sabendo como está a obediência do pet, assim como a confiança que ele deposita nos gestos de seu dono. Se ele obedecer, já e meio caminho para o sucesso do tratamento. Contudo, existem animais que, ao perceberem que terão a boca manipulada ou que, dentro dela, será depositado um comprimido, pulam, saltam, fogem e até mordem, comportamento que obriga a levá-los de volta ao consultório veterinário para que profissionais possam resolver o problema.

Mas como dar comprimido sem drama?

Para não traumatizar seu pet, evite colocar um comprimido no fundo da garganta. Além de perigoso, causa angústia a manipulação da faringe, o que aumenta as chances de seu pet cuspir o comprimido e fechar de vez possibilidade de uma nova tentativa.

Abaixo algumas maneiras para facilitar (em tese) a vida de quem precisa fazer com que seu pet engula um comprimido:

• Mantenha a cabeça de seu pet para cima, o que dificulta rejeitar o comprimido;

WhatsApp Image 2017-08-29 at 11.20.57

• Faça um “arco” com a mão esquerda (se você for destro), sobre o focinho de seu pet;

• Coloque o polegar e o indicador esquerdos dentro da boca, na área bem ao fundo do maxilar onde não existem mais dentes. Há quem consiga segurar o maxilar de seu pet encostando os dedos nos dentes molares sem maiores problemas;

WhatsApp Image 2017-08-29 at 11.22.42

• Alguns preferem fazer isso com o polegar e o dedo anelar, mas há quem se sinta mais seguro contando com o auxilio do dedo médio também;

• Com o dedo médio e anular da mão direita, abaixe a mandíbula de seu pet;

WhatsApp Image 2017-08-29 at 12.06.47

• Com os dedos indicador e o polegar, deposite o comprimido no meio da língua com um movimento seguro e firme, e não muito no fundo da boca.

• Feche a boca de seu pet e o mantenha com a cabeça erguida, ainda mantendo maxilar fechado e fazendo massagens em sua garganta até sentir que ele engoliu, o que se percebe quando ele começa a lamber o nariz.

WhatsApp Image 2017-08-29 at 12.04.54

• Depois disso, é bom dar um petisco para associar medicamento com recompensa. No mercado pet, já existe um tipo de gelatina que facilita a ingestão do comprimidos.

Nunca abra as cápsulas para dar aos animais. Elas precisam desse revestimento e sem ele seu efeito pode ser nulo. Da mesma forma, nunca se sabe se comprimido esfarelado é totalmente engolido, o que pode fazer com que seu pet receba uma dose menor do que aquela que foi prescrita. Alguns acostumaram seus pets a engolir enrolando o fármaco em um pedaço de pão, o que não é ruim, mas é importante observar se ele não ingere o alimento e despreza a medicação, o que pode acontecer minutos depois e sem a supervisão do dono.

Medicamentos em forma líquida já facilita (e muito!) a vida. Uma seringa de plástico (sem agulha) costuma ser usada para administrar o produto entre a bochecha e os dentes molares, e alguns pets até aceitam lamber a medicação sem fazer fiasco. De qualquer forma, mantenha sempre a cabeça ligeiramente inclinada para cima para que tudo seja deglutido. E nada de afobação! Permita-lhe engolir sem se engasgar. E lembre-se de que todo medicamento deve ser dado sob orientação do médico-veterinário.

Leia mais
:: Você sabia que seu pet pode ter pressão alta? Veja como descobrir
:: Gato com cão, cão com hamster… Dicas para adaptar um animal de outra espécie na casa
:: Frutas para pets: saiba quais não oferecem risco para seu mascote