Fique de olho nos carrapatos! Como se livrar desse problema com seu cão

Você não os viu, o tamanho também não ajuda, mas agora eles estão aparecendo no piso branco da sua cozinha. Mas como o Totó pegou carrapato se ele só passeava nos fundos do condomínio?

O verão explica o súbito aparecimento de carrapatos mesmo em animais que não saem do apartamento. Os cães dos vizinhos que frequentam praças e aqueles que voltaram (tapados) de carrapatos da praia são os principais vilões por terem contaminado uma área restrita. Até quem mora em casa e tem cão único pode estar encontrando carrapatos na ponta das orelhas, na barriga e entre os dedinhos de seu mascote. Nesse caso, a culpa pode ser dos passarinhos que levam as larvas em suas penas e também dos gatos que circulam livremente entre telhados de casas, praças e pátios alheios.

IMG_20180123_100023

Atenção redobrada para quem está no litoral. Mesmo que você não os veja, as chances de seu pet está sendo infestado não são pequenas ainda mais se ele sai passeando pela cidade litorânea. O mercado pet disponibiliza uma série de produtos com a estrita finalidade de deixá-los longe de seu bichinho, mas é necessário aplicar regularmente para não perder seu efeito.

É importante considerar uma passadinha na pet shop da cidade de origem antes de você voltar de mala e cuia para casa, uma excelente medida preventiva para que seu pet perca todos os ectoparasitas, e isso inclui pulgas e piolhos, antes de voltar a sentar lindo e limpinho no seu tapete.

Encontrando carrapatos em casa? Aí complicou. Além de proteger seu pet, que as essas alturas já foi picado pelo parasita, você também deve combater a presença indesejável com produtos que devem ser aplicados na casa e até mesmo no jardim.

O problema do carrapato não é apenas sugar sangue de seu mascote, ele pode transmitir uma doença, um protozoário que destrói as hemácias no sangue do hospedeiro, a famosa “tristeza parasitária”, uma doença mais conhecida em bovinos que tem também sua versão pet.

IMG_20180123_100126

Lembrando de um cachorro cansado que não sai da casinha? A resposta pode estar em um exame de sangue que comprova estar seu pet com erlichiose canina, possibilidade que reforça a importância de você manter os carrapatos bem longe de seu pet.

Leia mais:
:: Calor é inimigo do seu cão: saiba os cuidados no verão
:: De volta para casa: o que fazer pela saúde dos pets após o fim do verão
:: Cachorros de focinho curto sofrem mais no verão e exigem cuidados extras