Netflix diz que cachorros e gatos são os melhores companheiros de maratonas de séries. Na sua casa também?

É serio: pesquisa lançada nesta terça-feira (10) pela Netflix traz dados curiosos sobre o entretenimento humano quando o assunto é se afundar no sofá com o controle remoto na mão – e os espectadores de quatro patas estão em destaque nesse hábito.

De acordo com o levantamento da plataforma de streaming, é bem expressivo o número de brasileiros adultos que admitem não apenas dividir, mas ceder seu espaço para que seu companheiro de filmes possa estar bem confortável e assim assistir a maratona de filmes do dia.

A pesquisa – feita em 27 países e que contou com 50 mil respostas – revela que os pets brasileiros têm lugar de destaque na poltrona.

A justificativa desse apreço pode ser a mais absoluta isenção de atitude, já que que pets não palpitam durante os filmes, não exigem o controle remoto e nem criticam o que você está vendo, não é mesmo?

Mas nem tudo são flores: muitos donos admitem que, para ganhar a paciência de seu pet e convencê-lo a estar um pouco mais de tempo a seu lado, foi necessário apelar para petiscos e até mesmo ceder o lugar para que seu pet pudesse se esparramar do jeito que ele gosta.

Outra curiosidade é que donos de cães tendem a escolher séries com mais ação, enquanto os gateiros preferem ficção científica.

Foto: Pexels

Foto: Pexels

Leia também
:: Quem nunca sofreu com o cachorro do vizinho que chora o dia todo?
:: Descubra o que fazer para seu cachorro não enjoar em viagens

Veja a seguir os dados completos da pesquisa:

# 65% dos brasileiros elege seus animais de estimação como os melhores parceiros de maratonas na Netflix

# 37% dos brasileiros já buscaram o conforto dos seus amigos peludos durante uma cena triste ou mais assustadora

# 33% dos brasileiros já conversaram com seus animais de estimação sobre a série ou o filme a que estavam assistindo naquele momento

# 43% dos brasileiros já chegaram a sair de onde estavam sentados só para deixar seu animalzinho mais confortável

# 21%“subornaram” seus pets com petiscos para conseguir assistir às séries mais um pouco

# 9% já chegaram ao ponto de desistir do que estavam vendo porque o pet não curtiu. É “cãoplicado” mesmo!

Minha opinião: o lado obscuro dessa tendência a estar ao lado de seu pet é aquilo que há muito já se tem observado. Preferir dividir a tevê com um animal de estimação pode ser um sintoma, uma hostilidade ou uma decepção em relação ao meio social em que se vive ou até mesmo reflexos da ditadura do Eu: afinal, é meu controle, meu sofá, minha casa, meu programa. E ai de quem for do contra. Os pets, por sua vez, jamais o serão.

Leia também
:: Donna Indica: 4 seriados na Netflix para fazer maratona nos feriados e fíndis
:: 7 coisas das quais matamos a saudade com o revival da série Gilmore Girls na Netflix
:: 5 comédias românticas para você ver na Netflix