Open Bar Canino usa redes sociais para ajudar animais do RS a serem adotados

Open Bar Canino usa redes sociais para ajudar animais do RS a serem adotados

Você já ouviu falar no Open Bar Canino? Criado em outubro de 2011, no aniversário de 19 anos da estudante Bruna Mendes, ela pediu para que aqueles convidados que fizessem questão de levar presentes, que levassem ração, pois ia fazer uma doação.

Assim, surgiu o Open Bar Canino, aqueles que não compareceram foram procura-la dizendo que gostariam de ajudar e em um mês 581Kg de ração para cães e gatos foram arrecadados. Muitas pessoas não ajudam por não saber como ou quem ajudar surgiu a ideia de criar um projeto somente para arrecadar ração e conversando com o seu namorado, que é publicitário, surgiu a ideia do nome, que nada mais é do que uma brincadeira com as festas de bebida open bar.

Sexta feira 😃 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Já pensou ter essa companhia todo final de semana? Esse macho adulto de porte médio aguarda adoção em Porto Alegre! Quer saber mais? Acessa o nosso site www.openbarcanino.com ou a nossa página do Facebook www.facebook.com/openbarcanino ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ▫️Conheça a loja online da @openpet, através da campanha #welovemutts, parte do valor da sua compra ajuda a manter o nosso trabalho aqui no @openbarcanino ▫️Nos ajude a ajudar! Usando o cupom MEUZOO do @meuzoologico no site da @usetmutts 10% do valor da sua compra é destinado ao projeto @cheiosderaca ▫️Acesse www.openbarcanino.com para conhecer mais sobre o nosso projeto e conferir as matérias do nosso blog ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #openpet #diadafofura #achadosdasemana #instadog #instapet #dogstagram #streetdog #dog #dogsofinstagram #viralata #adote #adopt #adoptdontshop #dogsofinstagram #amordequatropatas #adotarétudodebom #cachorro #adotei #euamocachorro #melhoramigo #nãocompreadote #caopanheiro #cuscosrs #instalata #viralatinhasdoinstagram

Uma publicação compartilhada por Open Bar Canino (@openbarcanino) em

Em 4 anos foram realizadas 6 arrecadações, eles ajudaram mais de 3 mil animais, 12 ONGs foram beneficiadas e 10.218,40Kg de ração, entre outas doações, foram arrecadados para cães e gatos. Nestes 4 anos também foram realizadas duas arrecadações de brinquedos, que beneficiaram crianças na Vila Dique em Canoas e no projeto Renascer da Esperança na Restinga em Porto Alegre e diversas outras campanhas para ajudar no tratamento e resgate de animais.

Em 2016, pela falta de espaço para armazenar as doações e de voluntários para leva-las até os abrigos, o projeto passou por uma reformulação. Doar um animal de porte médio um abrigo economiza cerca de R$ 210 por mês, esse valor é o suficiente para alimentar 10 cães de porte médio durante uma semana. Então porque não ajudar a fazer parte da solução ao invés de apenas tapar o problema?

Da esquerda para a direita: Júlia, fêmea de pequeno porte com um ano e meio, Dedé, fêmea adulta de porte pequeno/médio e Pretinha, fêmea com 2 anos de porte médio. Todas essas fofuras participaram das fotos da marca @usetmutts e aguardam por uma família em Porto Alegre! Quer saber mais? Envia uma mensagem aqui pra gente que passamos mais informações! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Nos ajude a ajudar! Usando o cupom MEUZOO do @meuzoologico no site da @usetmutts 10% do valor da sua compra é destinado ao projeto @cheiosderaca ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Foto: @paulazmarcon ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #openpet #welovemutts #euamocachorro #cuscosrs #amigosdosagu #instalata #viralatinhasdoinstagram #vidadecachorro #adotei #caopanheiro #adotarétudodebom #amordequatropatas #viralataslove #diadafofura #doleitorzh #cachorrosdobrasil #nãocompreadote #viralata #adote #adopt #dog #doglovers #cachorro #maedecachorro #adoteumamigo

Uma publicação compartilhada por Open Bar Canino (@openbarcanino) em

Foi então que eles começaram a investir cada vez mais na divulgação e na organização dos animais disponíveis para adoção. Confira aqui os nossos álbuns atualizados de animais para adoção: openbarcanino.com/adote. Nos últimos 2 anos tivemos o prazer de ajudar pessoas comuns, ONGs, projetos e protetores(as) na doação de mais de 1.000 animais em todo o Rio Grande do Sul.

Também foi criada a página no site chamada ajude um abrigo, onde aqueles que querem ajudar com doações, sendo voluntário ou apadrinhando um animal podem conhecer mais sobre os locais sérios que indicamos para ajudar e escolher com quem contribuir.

 

Leia mais:
:: Não deixe seu cão sentir frio: dicas para seu pet ter um inverno mais quentinho
:: Como saber se a soneira do seu cachorrinho filhote é cansaço ou doença
:: As vantagens de adotar um cão idoso

Fazer carinho e conversar com seu gato faz bem para a saúde dele, revela estudo

Fazer carinho e conversar com seu gato faz bem para a saúde dele, revela estudo

Não precisa ser um cat lover (“amante dos felinos”, numa tradução amigável), para saber que, vez em quando, o gatinho vem clamar por um pouco de carinho. Agora, existe uma prova científica que este tipo de comportamento ajuda a manter a saúde dos bichanos. Ou seja, passar um tempinho dando atenção e fazendo um carinho no seu gato pode contribuir para a saúde dele.

Para o estudo, publicado neste mês no jornal Preventive Veterinary Medicine, foram selecionados 96 gatos, que divididos em dois grupos. Os animais do primeiro grupo  tiveram interações positivas com a mesma pessoas por cerca de dez minutos, quatro vezes ao dia, durante dez dias. A interação incluía brincar, escovar, conversar e fazer carinho. Já no segundo grupo, os gatos não receberam nenhum tipo de tratamento carinhoso, apenas recebiam a visita de um voluntário, que não interagia de nenhuma forma com os bichanos.

:: Você aí já fez gatoterapia?
:: Caça às pulgas! Como manter cães, gatos e a casa livres dos insetos

Todos os 96 animais selecionados para a pesquisar passaram por testes nos quais foram considerados saudáveis e bem-dispostos. No fim do período da pesquisa, os gatos que receberam carinho apresentaram maior disposição e menor probabilidade de desenvolver algum problema respiratório. Os gatos do grupo que não recebeu atenção se apresentaram menos dispostos. Deste grupo, 17 desenvolveram doenças respiratórias, em comparação com outro grupo, onde apenas 9 gatos apresentaram sinais de problemas de respiração.

Baby-Hugging-Cat

– Nós aprendemos que o gato doméstico é muito sensível ao bom tratamento por seres humanos – disse Clive JC Phillips, professor de bem-estar animal na Universidade de Queensland e um dos autores do estudo.

:: 8 aplicativos para quem ama bichinhos de estimação
:: Gatos porteiros: como lidar?

Em entrevista ao The Huffington Post, a consultora de bem-estar animal Nadine Gourkow, uma das pesquisadoras responsáveis pela pesquisa, disse que encontrou uma forte relação entre as emoções positivas induzidas por carícias e a boa saúde dos animais.

– A ideia é que o contentamento dos gatos estimula a produção de um anticorpo, o que ajuda a combater doenças das vias respiratórias superiores.

PeTinder? 8 aplicativos para quem ama bichinhos de estimação

PeTinder? 8 aplicativos para quem ama bichinhos de estimação

Se os pets ocupam cada vez mais espaço na vida das pessoas, por que não fariam o mesmo nos dispositivos móveis?

Separamos alguns aplicativos que podem ajudar – e muito! – a vida de quem tem pet em casa. Vem ver:

1. Perfect Dog 

Funciona como uma enciclopédia de cães para ajudar a escolher o melhor companheiro: são mais de 2 mil fotos e informações de 350 raças.  A busca é feita a partir de um perfil pré- definido pelo futuro dono.

Gratuito, iOS e Android.

:: De pugs fofos a capivaras: 12 perfis de pets que têm conta própria no Instagram
:: Especialista Alexandre Rossi ensina como adestrar seu pet em casa

2. Barkcam

Conhecido como o “Instagram para cachorros”, ajuda os donos a registrarem boas poses de seus bichinhos.
Para isso, o aplicativo emite um som para chamar a atenção do pet para que olhe diretamente para a câmera.

Gratuito, iOS.

3. Pet phone

Ajuda a organizar a vida do seu bichinho: é possível anotar vacinas, medicações, lista de alergias e regras de alimentação.  O dono pode criar uma ficha completa do histórico do animal.

US$ 2,99, iOS.

url

5. BarkBuddy

Cadastra bichinhos para adoção: filtre sua busca por local, idade, sexo ou comportamento e navegue pelas fotos dos animais, clicando no coração quando curtir ou no xis para passar ao próximo.  Ao achar um para adotar, contate diretamente o abrigo.

Gratuito, iOS.

Mais no blog Animal Print
:: Como identificar e o que fazer quando seu pet sofre uma fratura ou luxação

:: Por que a atenção à saúde dos pets deve ser redobrada no inverno
:: Como escolher a ração ideal para o seu pet

6. DogsApp

Desenvolvido por uma empresa carioca, foi lançado em 2014 como uma rede de amizades que tem cães como elos.
Também oferece serviços e produtos geolocalizados, com informações sobre pet shops, clínicas e hotéis.

Gratuito, iOS e Android.

6a00d8341bf67c53ef01901df07968970b

6. PeTinder

Versão canina do app de paquera Tinder, busca pets a até 100km de distância em uma seleção de imagens.  Se o interesse for recíproco, os donos podem interagir.

Gratuito, iOS e Android.

7. Dog Dater

Divulga no perfil do bichinho se ele está disponível para adoção, cruzamento ou venda.  Dá para criar vários perfis e achar animais em todo Brasil.

Gratuito, iOS.

dog_with_Ipad_blog

8. Klooff

Fotos de cães, gatos e pássaros para curtir e comentar: veja os pets mais populares do dia e os mais famosos.  Na opção “ Featured”, há categorias divertidas como “ hipsters” e “ fanáticos por futebol”.

Gratuito, iOS e Android.

Castrar prolonga a vida do pet? Veterinária responde 7 dúvidas sobre a castração

Castrar prolonga a vida do pet? Veterinária responde 7 dúvidas sobre a castração

A castração de cães e gatos é um assunto que causa muita polêmica. O procedimento, que consiste na remoção do útero e ovários da fêmea e dos testículos dos machos, é considerado, por muitas pessoas, como algo bruto e desnecessário. Entretanto, muitos médicos veterinários afirmam o contrário: além dos benefícios comprovados para a saúde do pet, a medida é efetiva para que não haja tantos animais abandonados nas ruas. 

:: De pugs fofos a capivaras: 12 perfis de pets que têm conta própria no Instagram
:: Especialista Alexandre Rossi ensina como adestrar seu pet em casa

É preciso conscientizar os donos dos pets quanto ao procedimento, já que o mesmo não deve se restringir apenas aos animais de rua, mas também para os domésticos. Embora soe agressivo, a castração é um procedimento que agrega mais efeitos benéficos do que maléficos. No caso das fêmeas, o procedimento elimina o cio, que ocorre a cada seis meses, evita que a cadela fique prenha e doenças, como câncer de mama e infecções uterinas. Já nos machos, evita a demarcação de território, excitação causada pelo feromônio liberado pelas fêmeas no cio, além de tumores testiculares. Para te ajudar a decidir se optará pela castração para o seu pet, a veterinária Andressa Felisbino, da DrogaVET, responde 7 mitos e verdades sobre a castração. Vem ver:

1. Castração faz com que o animal engorde?

Mito! O que acontece é que, após o procedimento, o apetite do animal aumenta, fazendo com que o bichano coma mais. Porém o dono deve ficar atento a essa possível mudança de comportamento e incentivar o gato ou cachorro a se exercitar mais. Além disso, já existem rações específicas para animais castrados e na quantidade correta não haverá ganho de peso exacerbado.

giphy (4)

2. Castrar evita doenças no sistema reprodutor ou sexualmente transmissíveis?

Verdade! Assim como os seres humanos, cães e gatos também estão sujeitos a doenças, como diversos tipos de câncer e AIDS. A castração elimina quase que completamente a probabilidade de surgimento destas e outras enfermidades, tanto em machos quanto em fêmeas.

giphy (2)

3. Animais castrados são infelizes?

Mito! O animal não precisa consumar o acasalamento para ficar mais tranquilo. Na verdade, ele fica infeliz e frustrado ao não conseguir consumá-lo. O problema é mais acentuado, inclusive, para os pets que moram em prédios que, por terem maior quantidade de possíveis “parceiros”, acabam ficando ainda mais agitados em seus períodos férteis. Outra vantagem é que a castração diminui o estresse do pet, no caso de situações externas, como passeios e encontro com outros animais.

giphy (3)

4. Machos castrados não fogem de casa

Verdade! Com a remoção dos testículos, o pet perde o instinto de buscar alguma parceira que esteja no cio fora de casa. Isso diminui o risco de fugas, acidentes, atropelamentos e brigas com outros animais de rua, principalmente no caso de gatos.

giphy (5)

5. O pet fica mais dócil

Verdade! Entretanto, mesmo com a remoção da testosterona, a castração não irá alterar a natureza do animal. Ele continuará protegendo o lar, assim como ficar cansado e emburrado ocasionalmente.

giphy (1)

6. Só existe um tipo de castração

Parcialmente verdade! No caso das fêmeas, sim. O único procedimento possível é a remoção do útero e ovários, conhecido como ovariohisterectomia. Já para os machos há duas opções: orquiectomia, que consiste na retirada dos dois testículos e diminui drasticamente o apetite sexual, e a vasectomia, que interrompe a passagem de espermatozoides, permitindo com que o animal acasale, porém sem risco de procriação.

Mais no blog Animal Print
:: Como identificar e o que fazer quando seu pet sofre uma fratura ou luxação

:: Por que a atenção à saúde dos pets deve ser redobrada no inverno
:: Como escolher a ração ideal para o seu pet

7. A castração prolonga a vida do animal

Verdade! Com o procedimento, o bichinho fica prevenido de diversas doenças, o que pode aumentar em até cinco anos o tempo de vida do animal. Desta maneira, também auxilia a eliminar a realização de procedimentos cirúrgicos do animal quando ele estiver idoso. Outro fator é que, com o animal mais calmo, ele acaba saindo de casa com menos frequência e se expondo a menos situações de risco.

giphy (6)

Amor e saúde! 5 benefícios mútuos da relação entre donos e cães

Amor e saúde! 5 benefícios mútuos da relação entre donos e cães

Quem não tem um pet em casa, pode não saber, mas parece não haver explicações para tanto amor desses animalzinhos, que ganham cada vez mais espaço em nossos lares. A paixão dos brasileiros pelos pets foi comprovada em uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que demonstrou que cerca de 45% dos lares do país possuem cachorros e, em média, são quase dois pets por domicílio brasileiro. E além do carinho, os cães são responsáveis por trazerem inúmeros benefícios à saúde. Ter um animal em casa significa, não apenas ter um ótimo companheiro para compartilhar bons momentos, mas também, desfrutar de uma série de benefícios comprovados cientificamente.

:: De pugs fofos a capivaras: 12 perfis de pets que têm conta própria no Instagram
:: Especialista Alexandre Rossi ensina como adestrar seu pet em casa

– Nos últimos anos, muitos pacientes tem recorrido à ‘pet terapia’, método de interação entre pessoas e animais, como forma para auxiliar no tratamento e recuperação de doenças, como fibromialgia e câncer. Além disso, esse convívio diminui a percepção de dor e ansiedade no paciente – afirma a veterinária Andressa Felisbino.

Confira outros benefícios proporcionados pela convivência com nossos cãezinhos:

1. Diminui o estresse

 

Chegar em casa e ser recebido de uma maneira tão calorosa pelo fiel companheiro afasta qualquer tipo de problema relacionado ao dia a dia.

– Brincar ou passear com o pet libera hormônios, como endorfina e dopamina, que auxiliam no relaxamento do corpo e diminuem a ansiedade, proporcionando uma noite muito mais tranquila – revela a especialista.

2. Evita o isolamento e depressão em idosos

 

A companhia de um animal de estimação é recomendada para pessoas mais velhas.

– Os idosos tendem a ficar menos ativos e mais tempo dentro de casa, porém, com o cãozinho por perto, eles se exercitam mais. Além de precisar manter o ambiente limpo e sair para passear, o que impulsiona a interação social com outras pessoas provocada justamente por estar com o pet, deixando-os mais alegres e dispostos – ressalta Andressa.

 3. Combate doenças cardíacas

 

sleeping-dog-running

É comprovado que donos de cachorros são menos propensos a doenças no coração devido ao estímulo do animal para a prática de exercícios. Segundo a veterinárias, quem tem cão sabe que uma saída com o animal nunca demora apenas uns minutinhos. Principalmente quem mora em prédio ou em casa com quintal pequeno, na hora de passear, o animal se empolga, fica mais enérgico e a caminhada dura mais, isso traz muitos benefícios para a saúde física de ambos.

4.  Auxilia no desenvolvimento mental e emocional das crianças

giphy

Ter um cachorrinho em casa também é ótimo para o desenvolvimento das crianças.

– Ter um animal de estimação ajuda a lidar com situações do dia a dia, como manter disciplina e ter responsabilidade. Outro lado positivo é que a presença do pet no ambiente auxilia na interação entre pessoas, principalmente no caso de crianças autistas, pois possuem muita dificuldade em se relacionar com outros indivíduos – relata Andressa.

5. Fortalece o sistema imunológico

funny-gif-puppies-small-step-falling

Pessoas que convivem com animais, podem se tornar mais resistentes a doenças. Segundo Andressa, crianças e adultos que possuem um pet tem menos chances de desenvolver reações alérgicas a fungos e poeira porque quando o seu organismo fica mais exposto, desenvolve mais glóbulos brancos, deixando o corpo ainda mais forte.