Acne, celulite e estrias: como prevenir e tratar os problemas mais comuns na pele dos adolescentes

Natasha Heinz, especial
Um belo dia, você acorda, se olha no espelho e não reconhece muito bem quem vê. O cabelo está oleoso, uma espinha surgiu no nariz e há novos furinhos na sua coxa. Dá vontade de se esconder até tudo isso sumir, né? Mas, calma, tudo tem solução. Conversamos com as dermatologistas Verônica Bender, Dóris Hexsel e Lyane Minuzzi para explicar tudo o que você precisa saber – e talvez até um pouco mais – sobre os problemas que vêm surgindo na sua pele. E mais: como prevenir e tratar cada um deles.

:: Saudável e bonita! Confira 7 dicas para cuidar da pele no outono e inverno

Acne e oleosidade
O grande problema, a gente nem precisa falar, você provavelmente está vendo no seu rosto: os famosos cravos e espinhas. A oleosidade da pele, que está diretamente associada à acne, ocorre devido às alterações hormonais dessa fase da vida.
– Os hormônios estimulam as glândulas sebáceas a produzir sebo em excesso, propiciando a formação de lesões na pele que, junto com a proliferação bacteriana, tornam-se cravos e espinhas – explica Verônica Bender. O uso excessivo de cosméticos e maquiagens também contribui para a formação de acne.

Para prevenir

O principal é cuidar da higiene da pele, lavando o rosto pela manhã e à noite com água fria e um sabonete adequado ou produtos que ajudem a reduzir a oleosidade, como os oil free, que podem vir em creme, gel ou compostos à base de água. Cuidado: lavar o rosto várias vezes ao dia pode ser prejudicial e aumentar a oleosidade como uma resposta ao ressecamento exagerado. A alimentação é outro fator importante. Uma dieta rica em frutas e vegetais com minerais e vitaminas importantes para a pele (A, D e E) vão ajudar. Por outro lado, o exagero nos doces em geral é prejudicial, pois uma alta taxa de açúcar no sangue aumenta a produção hormonal, ou seja, mais espinhas.

Para tratar

Os tratamentos atuam no excesso de oleosidade e na consequente formação dos cravos, na proliferação das bactérias presentes na pele e na inflamação. Os tipos mais leves de acne melhoram com cremes, enquanto casos mais graves são tratados com medicamentos. O dermatologista irá descobrir o grau da acne e apontar a solução, que vai desde uma limpeza de pele até tratamentos com antibióticos.

:: Por que quem tem acne precisa ter mais cuidados com a pele no inverno?

Estrias
Um alongamento maior da pele do que o normal, seja por um crescimento muito rápido ou aumento de peso, dá origem às estrias, cicatrizes internas da pele. São mais comuns nas costas dos guris e nas nádegas e coxas das gurias.

Como prevenir

Aposte no trio alimentação, hidratação e exercícios. Uma dieta rica em frutas, legumes, verduras e muita água são básicos para uma pele saudável. Aliados a isso, os exercícios físicos ajudam a evitar o excesso de peso, principal causa da formação de estrias. Por fim, uma hidratação intensiva protege a camada superficial da pele e evita a perda de umidade e a formação de cicatrizes.

Como tratar

Se as estrias já se formaram no seu corpo, existem tratamentos possíveis, orientados por um médico. Quanto mais nova a estria (quando ela ainda está vermelha, por exemplo), mais fácil de tratar. As opções de tratamentos vão de cremes com ácidos, peelings, microagulhamento e até lasers.
(Free Images)

(Free Images)

Celulite
Os famosos “furinhos” (depressões) na pele são muito frequentes em quem está com sobrepeso. Logo abaixo da pele, encontra-se o tecido adiposo, cujas células têm a função de armazenar gordura. O tecido tem septos fibrosos, que se conectam com a pele e são os responsáveis por “puxar” partes para baixo, gerando os furinhos.

Como prevenir

Infelizmente, parece impossível prevenir o surgimento da celulite de vez, mas é possível retardar seu aparecimento com um estilo de vida saudável, que inclui tomar muita água, alimentar-se bem e praticar exercícios físicos.

Como tratar

Os principais procedimentos são feitos em consultório e incluem lasers, luzes, radiofrequência e ondas acústicas, que atuam na redução de gordura localizada e melhoram o aspecto da pele.

:: Por que as mulheres têm mais celulite do que os homens?
:: Celulite: 7 informações que toda mulher precisa saber

Manchas e sardas
Sardas são manchas causadas pelo excesso de exposição solar sem proteção adequada. Também podem ser hereditárias. Outras manchas podem surgir devido ao uso de pílula anticoncepcional, por exemplo.

Como prevenir

Proteja-se do sol. Use bonés, chapéus e, claro, os filtros solares fator, no mínimo, 30 UVB e com proteção UVA. Faça isso mesmo quando não houver uma exposição mais intensa ao sol, o seu uso diário também é indicado para prevenir as manchas e futuros problemas na pele.

Como tratar

As opções são clareadores ou despigmentantes para usar em casa e tratamentos com peelings ou lasers no consultório médico.

:: Manchas na pele? Saiba como evitar e tratar o problema

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna