Bronzeado seguro existe? Mitos e verdades sobre como ficar com aquela “corzinha” do verão

Foto: Lauro Alves
Foto: Lauro Alves

Quem quer exibir a cor do verão já conhece bem a dupla dinâmica (obrigatória) do protetor solar + sol proibido entre 10h e 16h. Mas – alerta! – perder o tom branco-escritório sem riscos para a saúde é um pouco mais complicado do que isso.

Consultamos três dermatologistas (Carolina Feijó e Suzana Hampe, de Porto Alegre, e Annia Cordeiro, de Curitiba) para saber o que fazer antes de se esticar sob o sol. Todas são unânimes: não há forma 100% saudável de ficar bronzeada.

– As pessoas acreditam nisso, mas é um grande mito. Todo bronzeado é uma defesa natural da pele, isto é, resposta a um dano induzido pela radiação ultravioleta – explica Suzana Hampe.

– Levando em consideração os riscos que o sol representa, a recomendação em prol da saúde sempre será a de que cada um mantenha seu próprio tom de pele, por mais que a nossa cultura valorize o bronzeado – pondera Annia Cordeiro.

Para conscientizar de vez: a Organização Mundial de Saúde estima que em 2030 existirá 27 milhões de novos casos de câncer de pele – aliás, este é o tipo mais comum no Brasil por conta do clima. Para não fazer parte desta estatística e evitar outros dois efeitos colaterais da exposição ao sol (o envelhecimento precoce e o surgimento de manchas em todo o corpo), confira as perguntas e respostas mais frequentes –e as possíveis saídas para ficar menos branquinha – antes de se jogar na areia.

girl-1154734_1920PERGUNTAS & RESPOSTAS

EXISTE UMA MANEIRA DE OBTER UM BRONZEADO SEGURO?
Não. Pele bronzeada e saúde são uma combinação impossível, afirma a dermatologista Annia Cordeiro Lourenço:
– Pele queimada é pele danificada. Isso acontece de duas formas: o sol estimula a produção de enzimas destruidoras do colágeno, o que acelera o processo de envelhecimento. Além disso, os raios levam também à mutação do DNA, que pode causar câncer de pele – decreta, de forma categórica.

NEM MESMO USANDO PROTETOR SOLAR EU POSSO ME BRONZEAR?
Não é possível pegar uma cor usando filtro solar adequadamente. Se a pele branca ficar levemente morena, já significa que houve queimadura, ou seja, a proteção não foi efetiva. Também não se deve cair no conto dos chamados aceleradores de bronzeamento com filtro solar.
– Em geral, o FPS destes produtos é baixo, pois o acelerador precisa da radiação ultravioleta para estimular ou intensificar o bronzeado, dando uma falsa sensação de proteção – explica Suzana Hampe.

VOU PARA O SOL MESMO ASSIM. O QUE POSSO FAZER PARA EVITAR (MAIS) DANOS?
Se você quiser tentar um meio-termo, como explica a dermatologista Carolina Feijó, a alternativa mais sensata é mesmo respeitar o clássico horário do resguardo.
– Falamos sempre no período proibido das 10h às 16h por conta da incidência de radiação UVB. As faixas do dia antes das 10h e depois das 16h têm predominância de raios UVA. Mas não abuse, pois apesar da boa fama, também causa rugas e manchas – explica Carolina.
E não esqueça, é claro, de ajustar tudo segundo o horário de verão (ou seja, evite sol das 11h às 17h). Para evitar o vermelho e descascar, comece utilizando fatores mais altos e com exposições progressivas, indica Suzana Hampe. Peles claras devem usar produtos com FPS ainda mais altos em horários de sol forte.

sea-sunny-beach-holiday
A ALIMENTAÇÃO AJUDA A TER UMA COR MAIS UNIFORME?
Uma pele hidratada é o começo de tudo: para isso, vale bebermos muita água e consumir alimentos ricos em betacaroteno: abóbora, laranja, mamão, manga e vegetais folhosos de cor verde-escuro. A dermatologista Carolina Feijó também indica frutas com vitamina C (acerola e laranja), porque exercem efeito protetor sobre a pele. Também os nutracêuticos fazem bonito: estão presentes em alimentos como urucum, cenoura e beterraba.
– Aumente a ingesta destes tipos de alimentos, iniciando até bem antes de ir à praia – indica Suzana Hampe.

QUERO IR PARA O SOL MESMO ASSIM. O QUE POSSO FAZER PARA ACELERAR O BRONZE?
Entre as opções disponíveis no mercado, as formas mais segura de escurecer a pele são as pílulas de caroteno, que uniformizam o tom da pele com uma sensação de bronzeado. Existe uma cápsula disponível no mercado que tem efeito antioxidante e que age como um filtro solar “de tomar”. Entretanto, deve ser utilizada com a orientação de um profissional.
– Funciona protegendo contra a penetração dos raios solares, impedindo parte da ação deles – explica Annia, que salienta: mesmo assim, as cápsulas de uso oral não substituem o protetor solar.

QUE ALTERNATIVAS TENHO SEM SER IR PARA O SOL?
É possível lançar mão de produtos com eritrulose, os chamados autobronzeadores, que pintam a camada superficial da pele à medida que se usa, ou ainda aqueles que tingem a pele e saem no banho, como as fórmulas caseiras com hidratante e pó facial ou comprados prontos em spray ou loção.
– Além de colorir a pele, também cobrem temporariamente as imperfeições – avalia Carolina.
Antes da aplicação e da posterior hidratação com cremes, vale esfoliar com produtos naturais como a velha misturinha de açúcar e mel ou os hidratantes mais clássicos a base de ureia, indica Carolina. No entanto, a esfoliação não é indicada para todos os tipos de pele: a dermatologista Suzana alerta que, na cútis saudável, o ato pode remover a barreira natural de defesa contra germes, poluição e alergias.
– Somente esfolie caso tenha pele áspera com ceratoses, cravos ou muito oleosa.

BRONZE SEM SOL
Alternativas temporárias

* MAQUIAGEM PARA PERNAS: spray que vem em duas cores, bege claro para as mais branquinhas e bege escuro para morenas e negras. Ele simula o efeito da uma meia-calça, deixando a pele das pernas mais uniforme, cobrindo imperfeições como marcas de depilação, manchas e varizes. Saem na hora do banho (esfregue com sabonete e bucha vegetal para eliminar todos os resíduos).

*AUTOBRONZEADORES: são cosméticos à base de substância que, quando entra em contato com as proteínas da pele, confere um efeito dourado. O produto reage na epiderme, camada mais superficial. Há opções em gel, creme e spray. Dura uma semana e depois disso começa a desbotar.

* JET BRONZE: técnica de bronzeamento artificial, feita em alguns salões, em que uma mistura com corante é aplicada na pele com uma máquina controlada por um profissional. O produto irá reagir na pele da pessoa para garantir que o bronzeado dure por mais tempo. A cor pode ser manipulada de acordo com o tom desejado para cada uma. Dura de sete a 10 dias.

Leia também
:: Maquiagem de verão – tutorial para peles bronzeadas!
:: Projeto Verão: receitas de sucos detox para ativar o bronzeado

Leia mais
Comente

Hot no Donna