Cachos livres: Google revela crescimento de 232% na busca por cabelos cacheados

A rapper Negra Jaque em ensaio para Donna | Foto: Mateus Bruxel, Agência RBS
A rapper Negra Jaque em ensaio para Donna | Foto: Mateus Bruxel, Agência RBS

Na segunda-feira, 7, o Google BrandLab divulgou um dossiê sobre as pesquisas por cabelos e o mundo da beleza teve uma grata surpresa. No último ano, a busca por cabelos cacheados cresceu 232%, ultrapassando as buscas por cabelos lisos.

Além dos cacheados, a busca geral por cabelos afro também cresceu expressivamente, somando 309% nos últimos dois anos. Segundo a pesquisa, tudo é reflexo – e se reflete – no comportamento das ruas. Na nova geração (de 18 a 24 anos), 24% das mulheres assumem os cachos, atitude mais difícil entre as faixas etárias mais velhas, aponta o dossiê.

Assumir os cabelos naturais é revelar uma identidade – e pode ser bem difícil. Segundo a pesquisa, 1 em cada 3 mulheres já sofreu preconceito por conta do cabelo e 1 em cada 4 já sentiram vergonha dos fios. “Quando a mulher é vítima de preconceito, manter os fios cacheados ou ondulados torna-se um ato político“, explica o levantamento.

Acompanhando a onda dos cabelos naturais, a busca de informações sobre transição capilar também cresceu: em dois anos, o volume de pesquisas cresceu 55%. Os cuidados com os fios também são valorizados, principalmente no YouTube, em que, segundo os dados, 50% das buscas é sobre cabelos.

Você pode conferir o dossiê completo do Google BrandLab neste linkE, na nossa seção Cabelos, você fica por dentro de todas as novidades, produtos, tratamentos e tendências para cabelos cacheados, lisos, grisalhos e mais.

Leia mais
:: Dicas para disfarçar a diferença de texturas na transição capilar
:: Superguia de produtos para cuidados com os cachos
:: Saiba quais os cortes e as cores de cabelos que vão bombar neste inverno
:: Nicole Kidman lamenta ter destruído seus cachos naturais

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna