Cara de noite maldormida? Isso pode ter fim! Dicas para disfarçar e controlar as olheiras

Foto: FreePics, divulgação
Foto: FreePics, divulgação

*Por Rossana Silva, especial

Ainda que você tenha uma noite maravilhosa de sono, na manhã seguinte, os olhos sugerem horas de insônia. Pior ainda se o sono custou a vir. As olheiras, que conferem aquela cor escura logo abaixo dos olhos, estão entre as queixas mais recorrentes dos consultórios de dermatologistas e oftalmologistas.

Entre as causas mais comuns, está a genética: não raro, as olheiras aparecem ainda na infância e se acentuam na adolescência. Mas também contribuem fatores como excesso de exposição ao sol ou de vascularização ou ainda a chamada hiperpigmentação pós-inflamatória, provocada por acne e dermatite. Somado a tudo isso, o passar dos anos pode agravar o problema ou fazer aparecer olheiras em quem nunca as havia tido.

– A área ao redor dos olhos é uma das primeiras a mostrar os sinais do envelhecimento. Além das rugas e da flacidez, é muito comum ocorrer a hiperpigmentação dessa região, ou seja, as temidas olheiras – explica a oftalmologista Tatiana Nahas.

Apesar do avanço de procedimentos como laser, preenchimento e luz pulsada, acabar definitivamente com as olheiras não é tão simples assim. Os resultados dos tratamentos são satisfatórios, mas não definitivos.

– É preciso fazer uma manutenção constante para manter as olheiras sob controle. Mesmo depois do tratamento, é necessário o uso de cosméticos e produtos que despigmentam a região – afirma a dermatologista Fernanda Fachinello.

Veja os principais tipos de olheiras e os tratamentos mais indicados

♦ Pigmentárias

Provocadas pelo acúmulo de melanina, têm coloração amarronzada e escurecida. O tratamento começa com técnicas como peeling e luz intensa pulsada e segue com a aplicação de cosméticos sob indicação do seu dermatologista.

♦ Vasculares

São as de cor violácea e avermelhada, que transparecem os vasos sanguíneos. Costumam ser provocadas por fatores genéticos e aparecer ainda na infância. Procedimentos com luz intensa pulsada costumam trazer bons resultados.

♦ Estruturais

Provocam um aspecto de afundamento da pele abaixo dos olhos. Relacionadas ao envelhecimento, começam a surgir a partir dos 30 ou 40 anos. Os melhores resultados são obtidos com preenchimento à base de ácido hialurônico, que dá volume e aproxima a superfície da região à do rosto.

♦ Bolsa de gordura

Causada pela proeminência de bolsas de gordura na parte inferior dos olhos, está geralmente relacionada ao envelhecimento. O tratamento mais indicado são os diferentes tipos de cirurgia de pálpebras (blefaroplastias).

♦ Mistas

Mais comuns entre as mulheres, mesclam dois tipos ou mais de olheiras (como hiperpigmentação e estruturais). O tratamento combina técnicas, como laser e preenchimento ou luz pulsada e cosméticos.

Disfarce

A maquiagem é um grande aliado na hora de camuflar as olheiras. Mas cuidado: a maquiadora e professora do Senac Paula Lessa alerta que corretivo em excesso dá um efeito craquelado na pele e chama mais atenção para o problema. Ela ensina o passo a passo para não errar:

♦ Prefira os corretivos líquidos e de consistência menos espessa.

♦ Acerte o tom. Aposte em corretivo amarelo para olheiras de tonalidade roxa, escura e profunda em peles claras. Já o salmão uniformiza a pele morena a negra e também olheiras profundas em tons azuis na pele branca. O bege tradicional pode ser usado para as outras colorações de olheiras. Se possível, faça o teste na própria pele.

♦ Depois de higienizar a pele, passe um primer facial. O passo seguinte depende da coloração da olheira. Se sua pele exige o corretivo amarelo ou roxo, aplique-o após o primer. Em seguida, faça o acabamento com a base.

♦ Se a olheira é média (nem tão escura, nem tão profunda), passe primeiro a base. Em seguida, aplique o corretivo, preferencialmente com um pincel apropriado ou uma esponjinha.

♦ Para retirar a maquiagem, quem tem pele sensível deve usar água micelar. Se a maquiagem for à prova d`água, use um demaquilante bifásico.

dn022_15__beleza

Vale testar: confira as dicas da maquiadora Paula Lessa

♦ Radiant Creamy Concealer, da Nars

Camufla olheiras e imperfeições, sem marcar linhas de expressão. A cobertura é de média a alta, e o acabamento, natural.
Preço médio: R$ 99

♦ Pro Longwear Concealer, da MAC

Fluido e leve, confere cobertura média a completa com um confortável acabamento matte natural.
Preço médio: R$ 103

♦ Corretivo Yellow, da MaryKay

Com fórmula leve, cremosa e à prova d’água, tem longa duração e é indicado para peles sensíveis.
Preço médio: R$ 41

♦ Corretivo colorido Salmão, da Quem Disse, Berenice?

Com cobertura alta, disfarça pequenas imperfeições sem deixar a pele oleosa. Dura até seis horas.
Preço médio: R$ 19,90

Leia mais
:: 4 receitas caseiras com ingredientes funcionais para rejuvenescer a pele
:: 8 hábitos que aceleram o envelhecimento da pele
:: Sem oleosidade: saiba como curtir o verão com a pele sequinha e os cabelos com cara de recém-lavados

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna