Cirurgião plástico revela os 10 procedimentos preferidos pelos homens

Número de homens que realizam procedimentos estéticos aumentou 50% em três anos

Foto: Alasdair McLellan

As estações mais quentes do ano se aproximam e os homens não querem ficar para trás quando o assunto é beleza.  De acordo com o médico Vitorio Maddarena Junior, da Clínica Maddarena, em São Paulo, aumenta rapidamente o número de homens ? 50% em três anos ?que estão assumindo suas vaidades e investindo cada vez mais em técnicas que vão além da academia e do nutricionista: envolvem desde depilação a laser até o implante de queixo e a lipoaspiração. Maddarena comenta:

? Há grande influência da mídia com relação a uma maior aceitação da vaidade. Hoje, os ícones não partem apenas das revistas ou do cinema, mas estão até mesmo nos campos de futebol e nas grandes empresas. É fato que os homens estão movimentando a indústria cosmética como nunca e estão deixando o preconceito de lado na hora de se submeter a correções cirúrgicas.

Veja quais são os 10 procedimento preferidos pelos homens:

1. Redução de mamas (ginecomastia). “Esse é um dos problemas mais comuns, embora gere ainda algum constrangimento para falar sobre o assunto. Mas ocorre que a cirurgia de redução de mamas pode ser necessária para grande parcela dos homens – mesmo os que não foram crianças ou adolescentes obesos, já que, em muitos casos, ocorre o desenvolvimento da glândula mamária também no sexo masculino”.

2. Lipoaspiração. “Cresce, também, o número de homens que, após perder peso, optam pela lipoaspiração como um retoque final ao novo formato corporal. O procedimento é capaz de eliminar gordurinhas que raramente são eliminadas através de exercícios físicos”.

3. Rinoplastia. “Em geral, os homens querem ter um nariz menor, menos proeminente. Além das queixas relacionadas ao formato, também a giba (osso do dorso nasal) incomoda bastante por pautar as relações interpessoais, gerando brincadeiras e apelidos”.

4. Blefaroplastia. “Essa é uma das principais cirurgias plásticas feitas em homens com mais de 35 anos. Isso porque ela suaviza as olheiras, garantindo uma aparência rejuvenescida, aliada com as novas exigências do mercado de trabalho”.

5. Implante capilar. “Enquanto os mais jovens recorrem às clínicas de medicina estética para se livrar dos pelos no corpo, principalmente na região do peito, abdômen e costas, depois dos 35 anos é comum uma maior preocupação com a queda de cabelo que os faz parecer mais velhos. As técnicas de implante, hoje, estão muito avançadas. E os resultados são tanto melhores quanto mais cedo o paciente recorrer a um tratamento”.

6. Facelift. “A melhor fase para optar por um facelift é entre 45 e 60 anos, a fim de levantar a expressão, eliminar as bolsas de gordura e pele sob os olhos, suavizar os sulcos nas laterais dos lábios, e levantar um pouco a região da face e pescoço. Trata-se de uma fase em que o homem está mais atento à saúde e à adoção de hábitos saudáveis. A cirurgia plástica pode ser, então, mais um recurso para sentir-se bem”.

7. Toxina botulínica. “O surgimento de rugas é gradual, sendo que no início apenas aparecem em determinadas expressões. São as chamadas ‘rugas dinâmicas’, porque estão associadas à movimentação facial. Se tratadas com toxina botulínica nessa época, desde cedo, evitaremos que se transformem em sulcos – que são ‘rugas estáticas'”.

8. Preenchimentos e laser. “Quando a ruga já se transformou em sulco, além da toxina botulínica, é necessário usar o ácido hialurônico, para fazer o preenchimento do volume perdido. O laser é outro aliado para o tratamento das imperfeições da pele. Esse trio formado por toxina botulínica, preenchimento e laser tem ótimo poder de rejuvenescimento”.

9. Aumento de queixo. “A mentoplastia é a cirurgia plástica que remodela o queixo e o contorno do rosto de pacientes insatisfeitos com a projeção – seja através de próteses de silicone que dão um formato mais clássico ao queixo, seja através da redução, quando a projeção é excessiva. Para os homens, principalmente, há um formato de queixo mais quadrado que garante maior harmonia ao conjunto.”

10. Orelha de abano. “A otoplastia resolve um problema que costuma incomodar bastante os meninos: as orelhas de abano. Apesar de ser realizada em crianças a partir dos sete anos de idade, é mais comumente realizada em jovens adultos, na faixa dos 18 aos 25 anos. Trata-se de um recurso importante quando o problema passa a afetar a autoestima do paciente, desencorajando-o às relações sociais”.

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna