Como tratar as manchinhas que aparecem após uma temporada sob o sol

Foto: Pixabay, reprodução
Foto: Pixabay, reprodução

Esta reportagem é para você que já ficou preocupada ao olhar o rosto no espelho depois da temporada de férias. Percebeu que, mesmo com os devidos cuidados, o verão deixou suas marcas na pele? Para evitar que os danos acumulados em janeiro e fevereiro sejam permanentes, é preciso tratar o mais rapidamente possível.

– A pele tem memória, e as manchas podem voltar. Os danos são cumulativos – afirma a dermatologista Adriana Elsner, sócia-proprietária da Clínica Bellsner. – E, mesmo depois de tratar as manchas surgidas no verão, sempre é preciso fazer a manutenção do tratamento.

Confira as indicações de procedimentos para dois problemas de pele decorrentes da exposição ao sol.

MANCHINHAS

Voltou da praia e sentiu a textura da pele do rosto diferente? Podem ter surgido também novas pintinhas e sardas que antes não estavam lá. O sol causa ainda perda da elasticidade e do brilho (viço). Tudo isso é causado, sim, pela exposição ao sol, mesmo que você tenha sido usado filtro solar.

Como tratar: diferentes tratamentos podem ser combinados para atenuar as manchas com objetivo estético. Conforme o tipo de dano causado pelo sol, sugere-se o uso de peelings químicos superficiais e profundos (à base de ácidos), peelings mecânicos (de cristal ou diamante), microagulhamento (peeling de agulhas), laser ou luz intensa pulsada. As marcas mais profundas serão tratadas gradualmente, sem efeito imediato.

– Se irritarmos demais uma pele manchada usando tecnologias ou produtos inadequados para clareamento rápido, há risco até de piorar o problema – afirma a dermatologista Adriana Elsner.

Alerta: algumas destas pequenas manchas são lesões suspeitas que podem evoluir para situações mais graves, como câncer de pele. Neste caso, o médico encaminha para biópsia.

Pixabay, reprodução

Pixabay, reprodução

MELASMA

São aquelas manchas de colorações e tamanhos diferentes, que aparecem principalmente no rosto, mas podem surgir em outras partes do corpo – e costumam ser mais comuns em mulheres. Ocorrem por um acúmulo na produção da melanina. O melasma também é causado por radiação solar. Os outros fatores que influenciam o problema são genéticos ou hormonais (anticoncepcionais, gestação etc).

Como tratar: o tratamento requer muita persistência e disciplina. Podem ser utilizados cremes clareadores de uso tópico, peelings químicos e abrasivos, microagulhamento e laser.

– Infelizmente não existe cura com nenhum dos tratamentos conhecidos, apenas controle. O tratamento é contínuo – explica a médica Giordana Vargas, do Centro Clínico Gaúcho.

CUIDADOS PÓS VERÃO

Não importa qual tipo de tratamento você fizer, todos os passos preventivos a seguir vão estar entre as recomendações médicas. As dermatologistas explicam que não existe uma única forma de se prevenir por completo. Ou seja, só usar filtro solar não é o suficiente para quem deseja uma pele bonita. Aposte no combo abaixo para se proteger.

pexels-photo-286951

Foto: Pexels, reprodução

– Sempre que possível, opte por protetor solar com cor – o pigmento bloqueia mais do que o transparente. Basta se lembrar do velho hábito de nossas mães na praia de colocar pomada branca no nariz. A maioria dos produtos protege apenas dos raios UVA/UVB. Já o filtro físico (com tonalizante) ajuda a bloquear o efeito da luz visível (a luz que enxergamos a olho nu, como smartphone, computador, TV e lâmpadas, por exemplo).

– Dentro de casa, além das luzes visíveis, também o calor (radiação infravermelha) pode prejudicar a pele. Ou seja, até situações corriqueiras como o uso do secador de cabelo e o fato de cozinhar perto do forno quente podem contribuir para o fotoenvelhecimento da pele.

– Suplementos via oral com ação antioxidante e fotoprotetora – como polypodium leucotomos, betacaroteno, vitaminas E e C,  Oli-Ola, picnogenol, e luteína – têm se mostrado efetivos no aumento da proteção.

Tan woman applying sun protection lotion

Foto: Pexels, reprodução

VOCÊ SABIA?

Percebeu manchas no colo, pescoço e mãos? Estas regiões merecem cuidados especiais por serem mais propensas ao ressecamento e à flacidez. Há tratamentos específicos para essas áreas:

  • peelings físicos e mecânicos
  • microagulhamento
  • luz intensa pulsada

Leia mais
:: Sem oleosidade: saiba como curtir o verão com a pele sequinha e os cabelos com cara de recém-lavados
:: Receitas caseiras: veja como cuidar do corpo e do rosto de forma prática e barata
:: Guia básico de cuidados da cabeça aos pés para enfrentar o calor numa boa

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna