Dossiê do cabelo loiro: perguntas & respostas sobre os cuidados com a coloração mais pedida pelas gaúchas

Campeão incontestável de pedidos nos salões brasileiros, especialmente no Sul, o cabelo loiro nunca sai de moda. O que muda é a tecnologia de produtos, tratamentos e técnicas para deixar o fio mais saudável e com aparência natural. Com tanta novidade disponível no mercado de beleza, é comum ter dúvidas sobre o que funciona ou não para cada caso.

Consultamos três cabeleireiros de Porto Alegre para um passo a passo útil tanto para quem já tem o cabelo descolorido quanto para quem vai se aventurar pela primeira vez no universo da química. O que você precisa saber antes de começar é que não basta ir ao salão uma única vez e depois seguir a vida normalmente. A escolha do loiro requer cuidados diários e constantes.

– Nas prateleiras, há opções para todos os bolsos. Porém, quanto mais tecnologia envolvida, melhor é o produto que foi desenvolvido e, em consequência, fica mais caro. É preciso investimento de tempo e dinheiro para manutenção do visual – explica a cabeleireira Josi Maciel, colorista no Marcelo Maschke Hair Salon.

1. Um cabelo platinado pode ser 100% saudável?

Por Cesar Augusto (Mirage Três Figueiras)

100% saudável sim, mas não quer dizer que todos vão ter aspecto 100% natural. Cabelos que passam por uma descoloração em grau máximo, isto é, a retirada total de pigmentos, podem manter sua saúde com os cuidados corretos. É muito importante que o cabelo seja tratado anteriormente com o objetivo de preparar o fio. A descoloração deverá ser feita de forma gradual, mesmo que a cor desejada vá ser atingida no mesmo dia. O colorista irá observar a resistência e a saúde do fio a cada etapa.

00c53de3

Foto: Félix Zucco

Com fios superfinos e delicados, a blogger Natana de Leon mantém seu loiro bege-amanteigado com hidratação semanal e protetor térmico sempre antes do uso do secador, explica Matheus Tauber

2. O que deve ser usado para não destruir os fios ao pintar?

Por Matheus Tauber (Mirage Padre Chagas)

Hoje em dia há uma nova geração de produtos chamados “plex”. O mais conhecido e eficaz é um produto americano que reduz praticamente 90% dos danos ocorrido em uma descoloração, permitindo um loiro saudável e com brilho. Também existe uma versão nacional (todos são de uso profissional). A grande vantagem é que estes novos produtos protegem o cabelo ser provocar desgaste e ressecamento na fibra. E o que também realmente faz diferença é o uso de um pó descolorante de boa qualidade.

3. Como escolher o tom ideal?

Por Matheus Tauber (Mirage Padre Chagas)

Não existe um tom universal que funcione para todas as mulheres. É essencial harmonizar com três fatores: o tom da pele, a cor do fundo do cabelo e da sobrancelha. Indico uma análise com um profissional que seja visagista. Ele irá ajudar a encontrar um loiro natural que valorize cada beleza. É muito importante que seja escolhido um loiro que dê contraste com o tom de pele: via de regra, peles frias pedem cabelos quentes, e peles quentes pedem tonalidades mais frias. Faça um teste em frente ao espelho: veja se você sente a necessidade de usar muita maquiagem para sair de casa. Em geral, pele quente com tom de loiro quente, por exemplo, vai exigir pelo menos um batom ou olho trabalhado para poder realçar o look, para não ficar com tudo apagado.

4. Não quero ser “total blonde”. Quais são as outras opções?

Por Matheus Tauber

Existe uma infinidade de técnicas para descoloração: mechas, ombré hair, californiana, contour, babylights, descoloração global… Cada uma tem um resultado diferente. E sempre levar em conta a opinião do profissional naquele momento. Nem sempre o cabelo da modelo da revista ou da sua amiga é aquele que ficará melhor em você.

00c53562

Foto: Lauro Alves

Para ter um cabelo como o de Vanessa Leite, natural sem apliques, Matheus Tauber
indica o uso de produto matizador para não amarelas o tom loiro claro, quase platinado

5. Como deve ser feita a hidratação?

Por Cesar Augusto

Os fios pintados de loiro perdem nutrientes constantemente e, por culpa de agentes como sol, cloro ou sal podem facilmente abrir suas cutículas. A hidratação é a reposição do que foi perdido, portanto é indispensável. Pode ser feita de duas formas: no salão, por meio de processos de nutrição com produtos de alta tecnologia, e em casa, com manutenção indicada pelo seu cabeleireiro (veja sugestões ao fim desta matéria). O objetivo final é o mesmo: manter a cutícula fechada, proteger o fio do que chamamos de “desgastes mecânicos” (secador, chapinha, escova e modelador) e facilitar o desembaraçamento dos fios, sem perder a flexibilidade e o brilho.

6. Com que frequência devo hidratar?

Por Matheus Tauber

No salão, indicamos o ritual de tratamento de 15 em 15 dias: um de nutrição e outro de reconstrução. Além destes processos feitos com profissionais, é a manutenção em casa que vai manter o resultado. Escolha uma boa máscara de tratamento indicada para seu tipo de cabelo e use-a como condicionador na hora do banho sempre que for lavado. Deixe de cinco a 10 minutos agindo no cabelo (pode tanto ser espalhado com a mão ou com um pente de plástico). Tome muito cuidado com os produtos desamareladores: o uso em excesso deixa o loiro opaco sem brilho e com nuances acinzentadas. Para quem tem o hábito de usar secador, é imprescindível o uso de protetor térmico para não amarelar as madeixas.

7. Ser loira é uma boa opção para quem tem cabelos brancos?

Por Josi Maciel

Sim, um tom claro é interessante para este caso. Mas, quando a mecha é feita apenas no intuito de cobrir os branquinhos, a pintura irá se tornar mais frequente, e isso pode ser danoso à saúde dos fios. Sem contar que o visual do cabelo pode ficar muito monocromático. O indicado é usar coloração pra cobrir os brancos e depois realizar mechas com efeito de iluminação.

8. Ainda não estou feliz com meu cabelo loiro. O que posso fazer?

Por Josi Maciel

Você está deixando o cabelo crescer? Saiba que uma cor bem feita não é nada sem um bom corte. Mesmo aquela mulher que quer ficar com cabelos compridos precisa de tesoura a cada três meses. Não adianta tratar com os melhores produtos sem esta manutenção. Outra dica importante é descobrir se o encanamento do chuveiro de casa é de cobre. Esse é um metal muito agressivo aos fios, que vai acumulando a cada lavada, modificando a cor e deixando o fio do cabelo poroso e opaco. Se a resposta for sim, cuidados em dobro – e providencie com urgência um filtro para o chuveiro.

ana

Foto: Fabio Rebelo, especial

Para looks quase branco total, como o da artista plástica Ana Aita, o hair stylist Cesar Augusto
indica xampu cinza uma vez por semana para evitar o amarelamento

9. O que está em alta hoje em dia?

Por Josi Maciel

O cabelo mais pedido é o que tem mistura de tons e contorno definido (como o de Joana Orbec, abaixo). E, claro, nada de marcas de raiz. Também faz sucesso a mistura de tons quentes e frios, que dá um movimento na cor. Gosto de usar mistura de tons areia, manteiga, dourados frios e perolados. Mas o mais importante é o conceito de equalização de cor, isso engloba levar em conta o estilo pessoal da mulher, o tom da pele, a cor dos olhos… Na maioria dos casos, deixa-se uma raiz mais esfumada para deixar mais espaçamento de tempo na manutenção, pois pintura frequente prejudica muito o cabelo.

00c5408f

Os cabelos de Joana Orbec no contorno do rosto receberam tons mais frio (platinado), pela colorista Josi Maciel, e tons perolados se misturam ao restante dos fios | Foto: Arquivo pessoal

“Ser loira é um estilo de vida”

Especialista em loiros, o hair stylist Matheus Tauber (foto abaixo) alerta: antes de pintar, leve em consideração que não se trata apenas de uma coloração qualquer. É uma decisão que requer muita disciplina e investimento (tanto de dinheiro, já que exige tratamentos, quanto de tempo, pois o processo no salão pode demorar algumas boas horas).

– Costumo comparar a decisão de ter um cabelão loiro à decisão de levar uma vida fit: é um estilo de vida. O loiro requer manutenção diária, assim como quem é regrado na alimentação, por exemplo. É preciso ter cuidados com protetor térmico quando usar secador, um bom shampoo e condicionador e máscara de tratamento, nutrições no salão… Tudo é indispensável na qualidade da cor e na saúde do fio.

Foto: Lauro Alves

Foto: Lauro Alves

Fernanda Salvi experimenta todos os tratamentos novos e
leave in para manter as mechas no tom caramel blond

Para sua prateleira

*Indicações abaixo da colorista Josi Maciel (Marcelo Maschke Hair Salon)

♦ Lumino Contrast L’Oréal

montagem produtos loreal

“Xampu e creme específicos para cabelos mechados para usar em casa”.

♦ Recharge Wella

Color-Recharge wella

“Máscara de hidratação top para usar uma vez por semana”.

♦ Oil Reflections Wella

wella oil reflection

“Amo, pois é incolor e não pesa. Use uma gotinha todos os dias”.

Para sua prateleira

*Indicações abaixo do hair stylist Cesar Augusto (Mirage Três Figueiras)

♦ Linha Kérastase Resistance

kit-kerastase-force-controle-3

“Sou fã porque a nanotecnologia deste produto produz o melhor resultado de reconstrução.”

♦ Color Corrector Blondes L’Oréal

l-oreal-professionnel-color-corrector-blondes-150ml

“Color Corrector é um milagre: um creme que corrige o amarelado do cabelo sem correr o risco de deixá-loo acinzentado ou violeta.”

♦ Blonde Idol Redken

redkenblondidolcesar
“Tem um dosador para você controlar a quantidade de cinza que vai adicionar ao seu cabelo para não amarelar.”

Leia também
:: Cabelo crespo: dicas de como iniciar os cuidados ao assumir os cachos
:: Com orgulho! Mulheres compartilham suas histórias de libertação e aceitação dos cabelos brancos
:: Saiba quais os cortes e as cores de cabelos que vão bombar neste inverno

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna