Especialistas esclarecem quais tratamentos estéticos são permitidos durante a gravidez

Dermatologista e obstetra falam sobre procedimentos como depilação a laser e drenagem linfática para gestantes

Ao engravidar, Débora Soibelman não abriu mão de manicure e pedicure
Ao engravidar, Débora Soibelman não abriu mão de manicure e pedicure Foto: Ricardo Duarte

A gestante que não quer deixar de lado o visual deve ficar de olho nas restrições a determinados produtos e tratamentos estéticos para quem espera um bebê. No salão de beleza, surgem as perguntas.

? A minha grande dúvida foi sobre o tratamento com depilação a laser que eu estava fazendo. A minha obstetra disse que não havia nada científico sobre fazer ou não, por isso, na dúvida, achamos melhor suspender ? conta Débora Soibelman, 29 anos, no final da gestação de Lucas.

Vaidosa, Débora continuou frequentando o salão de beleza desde que soube que estava grávida. Apesar de ter interrompido o laser, ela não abriu mão de manicure, pedicure, drenagem linfática e outras opções liberadas pelos médicos.

? Além de tudo, é altamente relaxante. A gente sai, se distrai ? completa Débora.

O Meu Filho foi atrás das respostas às principais dúvidas das gestantes. Confira a seguir.

Pode ou não pode?

Confira as respostas da dermatologista Ana Paula Dornelles Manzoni e da obstetra Maria Cristina Barcellos-Anselmi sobre alguns tratamentos estéticos na gravidez.

:: Tratamento contra acne

Em geral, a pele da grávida fica mais bonita por causa do estrogênio, mas também pode ocorrer o oposto: o surgimento de acne séria. É recomendável higienizar e aplicar protetor solar. Caso ocorra acne inflamatória com lesões pustulosas, pode ser necessário o uso de cremes com antibióticos que sejam recomendados pelo dermatologista.

:: Peelings

A maioria dos peelings químicos é contraindicada durante a gestação. Porém, existem alternativas que podem ser avaliadas individualmente com seu dermatologista. Os peelings mecânicos, como os de cristal e diamante, podem ser usados como recursos em determinados casos.

:: Pintar o cabelo

Não há estudos conclusivos sobre o assunto. Assim, é prudente evitar pintar o cabelo durante o primeiro trimestre gestacional, pois o feto está mais suscetível à influência de agentes externos.

:: Alisamento

O alisamento químico dos cabelos está totalmente contraindicado, por existir evidências de que possa causar malformações e determinados tipos de câncer.

:: Drenagem linfática

Pode ser feita após 12 semanas de gestação.

:: Bronzeamento artificial

Câmaras estão proibidas na gestação. Aliás, o bronzeamento é contraindicado para todos.

:: Depilação a laser

É contraindicada durante a gestação, porque não existem estudos que comprovem a sua segurança.

:: Manicure e pedicure

O grande cuidado a ser tomado é evitar infecções por bactérias, fungos e vírus. Como prevenção, deve-se optar por profissionais que utilizem materiais descartáveis e autoclavados (mesmo processo de esterilização realizado nos hospitais). Esses cuidados valem independentemente de estar ou não grávida.

:: Estimulação russa

Nenhum tipo de estímulo elétrico continuado deve ser utilizado durante a gestação. Técnica usada para o tratamento de flacidez, celulite e gordura localizada, ela pode estimular a musculatura uterina e levar a partos prematuros. Para evitar a celulite, deve-se manter uma dieta balanceada para evitar o aumento de peso.

:: Estrias e varizes

Os principais fatores de risco para o aparecimento de estrias na gestação é o aumento de peso em demasia e de forma rápida, além de histórico familiar de estrias gestacionais. Engravidar na adolescência também aumenta o risco, pois a pele é mais tensa. A hidratação com cremes pode auxiliar na manutenção da maleabilidade da pele.

Leia mais
Comente

Hot no Donna