Lisinha no verão: cuidados após depilação devem ser redobrados

Método adequado para cada tipo de pele pode evitar manchas indesejadas

Se você se depilou e vai tomar sol, precisa intensificar o uso do protetor solar e não esquecer-se de reaplicá-lo
Se você se depilou e vai tomar sol, precisa intensificar o uso do protetor solar e não esquecer-se de reaplicá-lo Foto: marcelo oliveira

Manter a pele bronzeada e livre de pelos é um dos maiores desejos das mulheres para curtir o verão. Mas, a combinação depilação e sol pode ser perigosa. Os cuidados após a retirada dos pelinhos indesejados ? seja com cera quente/fria, gilete, laser ou cremes depilatórios ? devem ser redobrados para não provocar manchas.

Um dos procedimento mais modernos de depilação ? e aderido por muitas pessoas, por ser um método definitivo ? é o laser. A eficácia do método é maior quando a pele não está bronzeada, de acordo com a dermatologista da Paraná Clínicas Planos de Saúde Empresariais, Adriane Reichert Faria.

? Quanto mais clara é a pele e mais escuro o pelo, melhor o resultado e menores as chances de adquirir manchas. A partir do mês de abril, até o fim do inverno, é a melhor época para iniciar o tratamento.

Antes de decidir fazer a depilação a laser é importante consultar um dermatologista . A especialista alerta que para evitar qualquer tipo de manchas, o paciente deve conhecer seu histórico de enfermidades e preparar a pele, pelo menos 20 dias antes da primeira sessão.

Métodos

Algumas pessoas desenvolvem alergias, ressecamento e manchas após a depilação. Quem tem predisposição para irritações deve procurar um dermatologista para discutir os melhores métodos e como tratar consequências.

Se você se depilou e, em seguida, vai tomar sol, precisa intensificar o uso do protetor solar e não esquecer-se de reaplicá-lo.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna