Escritora britânica propõe “regra dos 15 minutos” para se maquiar

Foto: Pexels, reprodução
Foto: Pexels, reprodução

A escritora Zadie Smith aborda o assunto maquiagem em seu trabalho desde 2005, quando registrou, em seu livro On Beauty, que “qualquer mulher que valoriza demais seu rosto é uma boba”. O tema voltou à tona no Festival Internacional do Livro em Edimburgo. No evento, Zadie compartilhou a história de quando viu sua filha de sete anos ficando horas em frente ao espelho se maquiando.

“Você está perdendo muito tempo, o seu irmão não faz isso e acaba tendo muito mais tempo livre”, alertou a escritora. “Todos os dias, ele coloca uma camiseta e vai direto à rua e não liga se você perdeu uma hora e meia se maquiando”.

A escritora Zadie Smith | Foto: AFP

A escritora Zadie Smith | Foto: AFP

Foi depois desse episódio que ela adotou a regra dos 15 minutos, seguida toda vez que a família sai para passear. A ideia é não ultrapassar o tempo limite para – além de ganhar tempo – demonstrar à menina que não é necessário sucumbir à pressão social que força as mulheres a parecerem quem não são.

A história gerou debate nas redes sociais, algumas mulheres apoiam e aderiram à ideia. Já outras pessoas, principalmente aquelas envolvidas com o mundo da maquiagem, afirmam que nenhuma mulher é obrigada a se maquiar além do que sente vontade.

Leia mais
:: Brilho certeiro: aprenda a maneira correta de usar o iluminador na maquiagem
:: Beleza aos 20 anos, aos 30, aos 40: Taís Andrade dá dicas de maquiagem para diferentes fases da vida
:: Tutorial: maquiagem versátil com marrom e dourado (puro glamour!)

Leia mais
Comente

Hot no Donna