Os melhores e piores cortes de cabelo para mães

Site usa famosas para mostrar o que fica bem e o que deve ser descartado por mulheres que são mães

Sharon Osbourne e Michelle Obama entraram na lista: será dos melhores ou piores?
Sharon Osbourne e Michelle Obama entraram na lista: será dos melhores ou piores? Foto: White House / ABC

O site americano Total Beauty fez uma lista dos melhores e dos piores cortes de cabelo para mães. Para mostrar o que dá certo e o que deve ser descartado, foram usadas famosas da tevê e do cinema como exemplos.

Os piores: a matriarca da família Kardashian, Kris Jenner, encabeça a lista dos piores cortes. O motivo é a franja longa, que só fica bonita quando passa por uma sessão de escova. O segundo entre os piores cortes é o da apresentadora Sharon Osbourne, que é repicado demais e tem luzes em uma imensidão de cores diferentes. Fechando a relação vem Kate Gosselin, ex-estrela de reality show. O corte é considerado um mullet inverso, com a parte da frente mais comprida. A pior parte, no entanto, fica com o repicado do topo da cabeça até a nuca.

Os melhores: a primeira-dama dos Estados Unidos abre a lista dos melhores cortes de cabelo para mães. O comprimento permite que Michelle Obama use coques, rabos de cavalo e soltos, mostrando que é possível ser versátil. Victoria Beckham vem em segundo, com um repicado que dá certo. É sofisticado e fácil de manter. A relação encerra com Michelle Williams, que traz uma versão mais moderna do estilo imortalizado por Audrey Hepburn. O que mais agrada é a franja levemente penteada para o lado.

Leia mais
Comente

Hot no Donna