Pelo encravado, depilação definitiva, varizes: 5 soluções para a saúde e a beleza das pernas

Basta o sol dar as caras para as pernas ganharem protagonismo em saias, vestidos e shortinhos. Mas nem sempre estamos 100% felizes com a aparência da pele. Se você tem incômodos como pelo encravado e alergias sabe do que estamos falando.

Donna conversou com as dermatologistas Ana Eliza Bomfim, de Pelotas, e Juliana Jordão, de Curitiba, para responder às dúvidas femininas mais comuns sobre a saúde e a beleza das pernas.

Leia mais:
:: S.OS. Cabelos! Dicas de como não estragar os fios no verão
:: Como curtir o verão com a pele sequinha e os cabelos com cara de recém-lavados
:: Guia básico de cuidados da cabeça aos pés para enfrentar o calor numa boa

Pelo encravado

Você retocou a depilação há poucos dias e acaba de notar que alguns pelinhos sobreviveram, mas sem conseguir nascer totalmente. São os fios encravados, bolinhas vermelhas que se formam na pele e podem deixar manchas.

— Os pelos podem encravar por conta de uma camada espessa de queratina na pele, ou também quando o fio cresce curvo, por fatores genéticos — explica a dermatologista Juliana Jordão.

Além de resistir sem espremer ou puxar o fio pela pinça, vale espaçar mais o período entre uma depilação e outra, sugere Ana Eliza. Fique atenta também ao método escolhido: se a lâmina está fazendo com que seus pelos encravem, escolha outra opção, como a cera quente. Quando o problema é recorrente, avalie com seu dermatologista a depilação a laser ou com luz pulsada.

Para prevenir, não esqueça de evitar a exposição solar e fazer uma esfoliação nos dias seguintes à depilação, além de hidratar a pele e priorizar o uso de roupas de algodão.

A pele ficou manchada? Tratamentos como laser ou fotodepilação e procedimentos como peelings podem ajudar, assim como cremes despigmentadores – sempre indicados pelo seu dermatologista. Para não intensificar, não esqueça de usar fotoprotetores com FPS 30 ou maior.

pernas1

Celulite

Dos buraquinhos discretos quando cruza as pernas até o popular aspecto de “casca de laranja”, é fato: quase todas as mulheres (e homens também!) têm algum grau de celulite. Se os furinhos estão incomodando, mudanças básicas na alimentação podem ajudar a melhorar o aspecto e, principalmente, prevenir o aparecimento.

A dermatologista Ana Eliza Bomfim indica beber de dois a três litros de água por dia para garantir a hidratação da pele e priorizar frutas e legumes no cardápio diário – e, sempre que possível, evitar a ingestão de gorduras, sal e açúcar. É preciso se mexer bastante: exercícios aeróbicos ajudam a combater a gordura localizada nas coxas e culotes, e a musculação melhora a flacidez da pele. Se você é do time que curte cremes, procure opções para uso noturno à base de cafeína, que ajudam a melhorar a circulação sanguínea.

Para quem prefere investir em tratamentos, os mais populares são os com infravermelho. A dermatologista também sugere opções com o ácido poli-L-Lático, bioestimulador de colágeno. Os resultados começam a ser vistos em 30 dias e podem ser necessárias de uma a três sessões, com intervalos mensais ou bimestrais.

Veja mais
:: Antes de pisar na areia: um guia de cuidados para deixar os pés prontos para o verão
:: Bronzeado seguro existe? Mitos e verdades sobre como ficar com aquela “corzinha” do verão
:: Maquiagem de verão – tutorial para peles bronzeadas!

Varizes

Recorrente principalmente em quem tem pele mais clara, as varizes insistem em aparecer nas coxas e nas batatas das pernas. Juliana Jordão conta que o mais comum é atender casos em que a queixa é puramente estética – quando as veias inchadas e dilatadas prejudicam sua saúde, o tratamento precisa ser realizado em conjunto com um cirurgião vascular. Mas se o que te incomoda é apenas o aspecto das varizes, a médica Ana Eliza indica a escleroterapia, um dos tratamentos mais conhecidos para amenizar o problema.

— A escleroterapia é um tratamento para eliminar ou diminuir as varizes que pode ser feito a laser, com espuma ou glicose. Este procedimento trata vasinhos indesejados e aquele aspecto esverdeado ou arroxeado da pele — explica.

Fora do consultório, a dermatologista sugere elevar as pernas duas vezes ao dia, durante meia hora. O procedimento vai te ajudar a diminuir o inchaço.

pernasmulher

Depilação definitiva

Que tal deixar de lado o ritual de depilação todo mês sem deixar de lado as pernas lisinhas?

— Independentemente do método, são eliminados cerca de 80% dos pelos, nunca atingimos a totalidade — afirma a dermatologista Juliana Jordão.

A vantagem é que são justamente os pelos mais grossos e escuros que somem com facilidade – no caso de brancos e castanhos, a eliminação não é tão eficaz. A médica indica a luz pulsada ou o laser de iodo para quem tem pele mais clara e o laser Nd:Yag, especial para morenas e negras. O número de sessões varia de acordo com as características do pelo.

Estrias

Resultado do crescimento acelerado, ganho de peso e até da gravidez, as estrias se manifestam em duas fases: branca e vermelha. Juliana Jordão conta que a maioria das mulheres chega ao consultório para buscar ajuda quando os riscos estão na fase branca, justamente quando ela se encontra praticamente cicatrizada.

— O resultado vai ser sempre melhor quando o tratamento é feito na fase inflamatória, quando o risco na pele é avermelhado. Os procedimentos são os mesmos, mas quando a estria é branca só conseguimos deixar menos visível — diz.

Além de cremes com ácidos, o dermatologista pode indicar tratamentos como indução percutânea de colágeno com agulhas, laser fracionado ou luz intensa pulsada.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna