Personalidade engarrafada! Entenda como os aromas chegam ao frasco e saiba aproveitar cada perfume

Quando sentimos o cheiro daquele perfume que adoramos, nem imaginamos a complexidade por trás de seu desenvolvimento. São diversos ingredientes com funções específicas, para serem percebidos no momento certo. Representação da estrutura de uma fragrância, a pirâmide olfativa apresenta os principais componentes de cada produto, divididos em três partes: notas de topo (ou saída), notas de corpo (ou coração) e notas de fundo (ou base). Aromas mais leves e frescos, que combinam com o verão, costumam partir de notas de saída mais intensas, enquanto os perfumes mais marcantes e densos, ideais para o inverno, têm maior aposta na estrutura de fundo. Entenda como funciona cada um dos três estágios de composição de um perfume.

Veja também
:: É mito: o tal fixador não existe! Saiba como fazer o seu perfume durar mais

Notas de cabeça ou saída

É por meio dessas notas que se desperta o interese pela fragrância, pois são sentidas principalmente quando o perfume é aplicado e até os 30 primeiros minutos logo após – por serem as mais voláteis, são as que primeiro evaporam. Normalmente, estão presentes as notas mais frescas e cítricas, como laranja, limão e menta, além de aromáticas como lavanda e eucalipto.

009bf01c

Notas de coração ou de corpo 

Nestas notas está a alma da fragrância, é o que define a personalidade do perfume. São notas mais encorpadas, têm peso intermediário e duram em média até quatro horas. Estão presentes as flores, folhas, especiarias e algumas frutas.

Notas de fundo ou de base 

São chamadas de acorde, têm baixa volatilidade e, juntamente com as notas de corpo, definem a durabilidade do perfume na pele. Quanto maior a presença destas notas, maior esta duração, que pode ultrapassar oito horas. Suas notas são mais densas e compostas de madeiras, resinas, couro, tabaco, e algumas especiarias.

:: Descolado, elegante, esportista: saiba como escolher o perfume de acordo com a personalidade

007488aa

Perfumada na medida

• Aplique o perfume no pescoço, nos pulsos ou atrás dos joelhos – essas regiões com intensa circulação sanguínea favorecem a exalação do aroma.

• Não abuse na quantidade: se necessário, reaplique ao longo do dia.

• Compre um perfume depois de senti-lo no corpo, de preferência em dois ou três dias diferentes.

• Não experimente vários perfumes de uma vez – o ideal é provar apenas dois, aplicando na dobra interna do cotovelo.

• Perfumar os cabelos funciona: uma leve chuva de perfume sobre os fios não os deixa oleosos ou danificados.

• Não perfume roupas ou tecidos, pois o líquido pode causar manchas.

:: Para usar e arrasar: as últimas novidades em perfumes, por Marcela Frasson

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna