S.O.S. pele: os tratamentos estéticos mais recomendados para fazer na temporada outono-inverno

Silhouette Dermalift, divulgação
Silhouette Dermalift, divulgação

Por Laryssa Araújo, especial

Chegou a época do ano ideal para avaliar sua pele e recuperar os danos do verão. Sem a interferência constante do sol, mar e piscina, a cútis tem tempo de se reestruturar. Antes de encarar as temperaturas mais baixas, vale a pena investir em tratamentos clínicos ou tópicos para deixar sua pele 100%.

Mas atenção: nem todo tipo de tratamento é aconselhável para esta época do ano:

– Neste período de entrada de outono e pós verão imediato, ainda não é conveniente tratamentos muito agressivos na pele que ainda está com o “resto” do bronzeado do verão. Os lasers que promovem sua ação em camadas mais profundas da pele devem aguardar um pouco mais seu uso, assim como a luz intensa pulsada – afirma a dermatologista Célia Kalil.

Vale lembrar que os cuidados com a pele variam em cada estação do ano, dependendo do tipo e necessidades específicas de cada uma, mas o importante é não descuidar. Desde os truques mais básicos como usar protetor solar todos os dias, até mesmo os procedimentos com auxílio do dermatologista. Confira as novidades e exiba uma pele radiante na próxima estação.
LIFTING IMEDIATO

Redefinir o contorno facial, aumentar a firmeza da região do pescoço, elevar as sobrancelhas: há tratamentos que promovem estas transformações de forma rápida e segura. Um deles é o Sutura Silhouette, que consiste na colocação de fios constituídos de um material biocompatível e totalmente absorvível, o ácido polilático, aplicado na região subcutânea para proporcionar um efeito lifting imediato.

– Além disso, promove um efeito regenerativo a longo prazo ao estimular a produção natural de colágeno nos meses que seguem à aplicação, proporcionando resultados progressivos e naturais – explica a dermatologista Renata Heck.

A recuperação é rápida e o efeito do procedimento tem duração estimada de 18 meses.

NUTRIENTES + FARMACÊUTICOS

No último Congresso Anual da Academia Americana de Dermatologia, em Washington D.C., o uso dos nutracêuticos como auxiliares na melhora do fotoenvelhecimento foi demonstrada em estudos.

O termo nutracêuticos vem da junção das palavras “nutriente” + “farmacêuticos”: são assim chamados porque os nutrientes – que podem ser vitaminas, minerais, enzimas etc – têm capacidade comprovada de beneficiar a saúde e auxiliar na prevenção e tratamento de doenças.

Opnutra, divulgação

Opnutra, divulgação

O PODER DA UVA

Uma substância chamada resveratrol é encontrada na uva, e seu uso vem crescendo no mundo dos cosméticos devido ao seu potente efeito antioxidante, combatendo os danos dos radicais livres no processo de envelhecimento cutâneo.

– O uso destes produtos visa retardar o processo de envelhecimento e proteger as células das agressões externas. Os cremes contendo resveratrol devem ser aplicados na face à noite, após adequada higiene da pele, sendo produtos de uso diário – afirma Renata.

:: Cada região do corpo tem um tratamento diferente indicado para remover manchas

HIDRATAÇÃO PARA A PELE

Melhorar a elasticidade, a firmeza e o equilíbrio hídrico local estão entre os benefícios de procedimentos injetáveis, por exemplo, como o Skinbooster, usado para hidratação cutânea. O ácido hialurônico é depositado na derme, camada média da pele, explica Renata.

O tratamento revitaliza a pele, além de ajudar a devolver o brilho e maciez. Isso porque consegue maiores efeitos que os cremes de hidratação diários, pois permite uma maior capacidade de penetração na pele. A quantidade de sessões depende do tipo de pele e do local a ser tratado.

Para os cuidados diários, não se deve esquecer da dupla creme hidratante e água.
– No pós verão e na adaptação climática do outono, a pele deve estar muito bem hidratada tanto local, com emolientes, como por via oral através de líquidos apropriados – explica Célia.

:: Diminuir as rugas, clarear manchas da pele, combater radicais livres: os benefícios de usar produtos com vitamina C
PRODUÇÃO DE COLÁGENO

Duas técnicas se destacam para estimular a produção de colágeno na pele. O microagulhamento é um procedimento que realiza um estímulo mecânico à produção de colágeno cutâneo através do rolamento de um cilindro com pequenas agulhas, que provocam microlesões na pele.

– Este dano controlado desencadeia a liberação de mediadores químicos que estimulam as células formadoras de colágeno e elastina a restaurar a pele danificada, resultando numa melhora do aspecto geral da mesma – explica a dermatologista Renata Heck.

Os pequenos canais formados pelo microagulhamento servem para facilitar a penetração de substâncias nas camadas mais profundas da pele. Diversos ativos podem ser aplicados, entre eles, a vitamina C. Já o laser toning é um método considerado de baixa agressividade, não causa dores e nem interfere na rotina.

– O ideal para esta época do ano é fazer tratamentos, em sessões, que estimulem o colágeno com laser, por exemplo, que promove recuperação do mesmo. Pode ser feito em qualquer tipo de pigmentação da pele – afirma Célia.

:: 10 produtos e tratamentos de beleza com chocolate para cuidar da pele e dos cabelos
:: Por que quem tem acne precisa ter mais cuidados com a pele no inverno?

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna