Saiba como prevenir e tratar a acne solar

Excesso de sol afeta a pele, especialmente nas costas e ombros

Para cortar o mal pela raiz, são bem-vindos esfoliantes leves, sabonetes específicos e tônicoss que equilibrem a pele
Para cortar o mal pela raiz, são bem-vindos esfoliantes leves, sabonetes específicos e tônicoss que equilibrem a pele Foto: Divulgação

Você se expõe ao sol em busca de um bronzeado perfeito e em vez de uma pele mais morena aparecem bolinhas avermelhadas e endurecidas, sendo algumas delas doloridas? Pode ser um indício da acne solar, uma doença típica do verão e que podem transformar os seus dias ensolarados em uma verdadeira angústia.

Além de deixar a pele esteticamente feia, a acne solar causa um enorme desconforto devido à irritação da pele. Muitas delas também são doloridas, já que a pele está inflamada.

Esse tipo de acne atinge geralmente a região das costas e ombros, áreas que são mais afetadas durante a exposição ao sol.

? O calor e o aumento do suor favorecem o desenvolvimento de microorganismos, como fungos e bactérias, facilitando o surgimento de infecções da pele. A acne solar está ligada a essa contaminação ? explica a médica dermatologista Luciana Macedo de Oliveira.

Para prevenir a doença, a médica recomenda o uso de filtro solar, sobretudo os específicos para peles oleosas ou peles com predisposição ao surgimento de acnes.

? Recomendamos o uso de filtros oil free. Mas a aplicação deve ser feita antes e durante a exposição ao sol ? orienta a especialista.

Se a acne já tiver aparecido, o caminho é tratar o quanto antes para evitar marcar definitivas na pele. Geralmente, o tratamento pode ser feito com as medicações usualmente utilizadas para tratar a acne comum, como esfoliantes e antibióticos em loção ou gel, quando houver inflamação.

Mesmo sem tratamento, com o passar do tempo e evitando-se a exposição solar, a acne solar tende a ir melhorando gradativamente.

Leia mais
Comente

Hot no Donna