Saiba mais sobre a lipo de alta definição, técnica que ajuda os mais sarados

Procedimento cirúrgico promete eliminar a "pochete"

Foto: Stock Photos, Divulgação

Sabe aquela gordurinha localizada que fica abaixo do umbigo e que tira o sono das mulheres e dos homens mais disciplinados? Pois a “pochete” está com os dias contados. Já chegou ao Brasil a Lipo de Alta Definição, um novo procedimento cirúrgico que elimina a gordura localizada – aquela que o exercício físico não consegue queimar – e garante a barriga desejada.

Criada por médicos americanos, a cirurgia atraiu, inicialmente, o público masculino, por agir detalhadamente na região do abdômen, proporcionando uma barriga sarada ao paciente. A eficiência do método foi tão grande que, hoje em dia, já caiu no gosto das mulheres que também adotam o método para conseguir a silhueta perfeita, que não são conquistadas com os exercícios físicos regulares.

O método é aconselhável para pessoas que praticam atividades físicas e estão próximas do peso ideal e que, por algum motivo, não conseguem atingir as curvas desejadas.

? O médico terá o papel de escultor das curvas, como em uma lipoaspiração normal , o resultado é inacreditável ? garante o cirurgião plástico Mauro André Arguello.

O profissional dá algumas dicas que irão garantir o sucesso do procedimento:

:: Os exames são considerados imprescindíveis para a boa realização da cirurgia como: hemograma completo, urina, eletrocardiograma e radiografias e outros que são escolhidos de acordo com o procedimento e a idade do paciente;

:: O pós-operatório é fundamental para o bom resultado de sua intervenção, levando-se em conta o tempo de repouso, que será determinado pelo cirurgião, e a medicação, que é feita com cicatrizantes, antiinflamatórios e analgésicos;

:: Escolha hospitais que possuam em seu centro cirúrgico a infraestrutura para resolver qualquer tipo de complicação. É importante ter UTI.

:: A alimentação deve ser balanceada, com muitos legumes, carnes e líquidos, e lembre-se que esta não é a hora de fazer dieta e, sim, de recuperar as vitaminas, proteínas, sais minerais e potássio, perdidos no momento da cirurgia;

:: A drenagem e o ultrassom são itens importantes para ajudar na eliminação do inchaço e retenção de líquidos e serão os responsáveis em recompor o sistema linfático, comprometido após a cirurgia.

:: Desconfie de preços milagrosos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, 629 mil cirurgias são realizadas por ano, sendo 73% estéticas, portanto escolher profissionais que fazem parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica é imprescindível.

Leia mais
Comente

Hot no Donna