Sem ressecar! 10 cuidados para manter a pele hidratada e bonita no inverno

Quando a temperatura começa a cair, a reclamação é unânime: mãos, pés e, principalmente, rosto, começam a ficar mais ressecados. Mais do que nunca, a pedida é manter – e renovar – a hidratação.

– É normal que nessa época do ano a pele demande mais cuidados, pois fica mais exposta à ação do vento, por exemplo. Além disso, naturalmente também há perda de água – explica o dermatologista Juliano Costa, que integra a equipe do Centro Clínico Gaúcho.

:: Tempo de beleza: aproveite o inverno para investir em tratamentos para a pele
:: Rejuvenescimento em etapas: os  5Rs da estética facial
:: Dos 20 aos 60: tratamentos de beleza ideais para cada faixa etária
:: Beleza de dentro para fora: conheça as cápsulas da juventude

E é nos cuidados diários básicos que estão as medidas mais fáceis para prevenir a ação do frio. Independente de que tipo de pele você tem, vale dar atenção à temperatura do chuveiro. Mesmo que o termômetro esteja lá embaixo, evite banhos muito quentes e demorados. Em excesso, o sabonete também é inimigo da pele perfeita, já que retira a camada oleosa da pele.

– Se você toma mais de um banho por dia, escolha um deles para se ensaboar com mais calma. Na chuveirada mais rápida, use o sabonete apenas em áreas que suam mais – recomenda o profissional.

Depois de sair do chuveiro, o hidratante é indispensável. Como os poros estão dilatados pela água morna, é o momento ideal para aplicar o produto, que será melhor absorvido pela pele. Para quem detesta a sensação gelada de creminhos no inverno, vale lembrar que existem produtos específicos para espalhar pelo corpo ainda dentro do box.

Outra opção são os óleos faciais e corporais, que amolecem a camada superficial da pele e permitem que outros hidratantes penetrem – e ajam – ainda mais.

– Eles também funcionam como uma barreira para que a pele não perca líquido, o que é natural na estação – acrescenta Costa.

007b0345

 

:: Quer mais? 5 dicas para cuidar também das unhas e dos lábios

– Tire o creminho de mãos da bolsa com mais frequência. Vale aplicar mais de uma vez por dia, se você sentir que as mãos estão mais ressecadas do que o normal.

– Áreas como cotovelos e joelhos, que sofrem mais atrito, merecem atenção especial. Não esqueça de reforçar o hidratante.

– Sabe aquele efeito descamado das unhas, que acaba com o esmalte logo nos primeiros dias? Também é efeito do ressecamento. Para contornar o problema, o dermatologista Juliano Costa recomenda a troca de acetona por removedores de esmalte. Sabia que o óleo de banana também cumpre bem a função? Além de tirar aquele pretinho com glitter sem muito esforço, o produto ainda ajuda a hidratar as unhas. Mas o melhor amigo da manicure perfeita é, sem dúvida, o creme com ureia. Invista nele se as unhas estiverem muito quebradiças. Dica: para recuperar o viço das unhas, vale deixá-las pelo menos um dia da semana sem esmalte. É tiro e queda!

– Sensíveis, os lábios costumam ficar rachados já no primeiro frio. Os batons geralmente já contém hidratante na fórmula, mas se você sentir a necessidade de proteção extra, não deixe de aplicar os famosos lipbalms. Eles também podem – e devem! – usar. Uma opção sugerida pelo médico são os protetores labiais com bepantol.

– Caso sinta a pele mais ressecada, diminua a frequência da esfoliação para uma vez por semana. Quem tem pele seca pode repetir o processo a cada 15 dias.
af B2A 0030 14 An Jornal Zero Hora Box em Pauta 12,1x17.indd

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna