Tranças, pele natural e boca colorida: direto da SPFW, 10 tendências de beleza que vão pegar em 2016

Vinte e nove desfiles depois, a São Paulo Fashion Week encerrou sua temporada de inverno 2016 trazendo não só tendências para o closet, mas também pautando o que será mais bacana na penteadeira. Seguindo à risca as apostas das semanas de moda internacionais, o que se viu foi a consagração da pele mais natural possível, como explica Fabiana Gomes, maquiadora sênior da M.A.C. e uma das responsáveis pela beleza das modelos:

— A pele que a gente prega é a que corrige só onde precisa. Se eu tivesse de escolher algo para incorporar no dia a dia seria a pele leve.

Resumão SPFW!
:: De pantacourt a plumas: direto da SPFW, 10 tendências que vão pegar no inverno 2016

Mas pele leve não quer dizer make apagada. A aposta da vez é justamente uma cútis natural finalizada com uma pitada de iluminador e, para quem gosta, cor nos lábios. Além das novidades no mundo dos pincéis e paletas de sombras, a SPFW também deu adeus ao cabelo liso e certinho – e o que se celebrou foi, de novo, o retorno ao autêntico de cada um.

Naturalmente bela

Seja com as sardinhas das modelos á mostra, como no desfile de Alexandre Herchcovitch já no primeiro dia, até a make para lá de básica que levou somente um traço de lápis preto abaixo da linha d’água dos olhos na passarela da Ratier, no encerramento da temporada, o que se viu foi pele de verdade, sem camadas e camadas de produto. Corrige uma manchinha daqui, disfarça a olheira dali e pronto!

— Para mim, o fundamental é a pele estar limpa e bem hidratada, com produtos específicos para os lábios, olhos e, claro, as necessidades do seu rosto — sugere Fabi Gomes.

#DonnaNaSPFW
:: Tudo sobre a edição inverno 2016 da SPFW

:: O que vimos de mais bacana nos bastidores está no nosso Insta, o @revista_donna
:: Engano que deu certo! Modelo erra no corte de cabelo e vira a nova sensação da SPFW 

Alexandre Herchcovitch

Nasci assim

Ou melhor, meus fios nasceram assim – e ninguém é obrigada a mudá-los. É assim que os hair stylists têm encarado os diferentes tipos de cabelos das modelos, e, o mais bacana, respeitando as individualidades. Ondulados, cacheados, lisos, com um pouquinho de frizz como toda mortal: o que se viu foi muita diversidade na passarela. Não quer dizer que você precise dizer adeus à escova e à chapinha, mas cada vez mais é bacana manter e valorizar os fios naturalmente.

patriciaviera_I16_008MESSY

Arroxeou

Depois do vermelho, clássico absoluto na nécessaire da mulherada, o roxo vem ensaiando como a cor de batom preferida entre as moderninhas. No desfile da Coven, o violeta dividiu os holofotes com o vinho, enquanto a UMA por Raquel Davidowicz priorizou o tom de ameixa.

— Para ficar ainda mais natural, aplique com batidinhas leves. O efeito fica superleve — ensina Fabiana.

uma_fotosite_I16_013VIOLETA

Rapunzel, é você?

Fazer uma trança é, talvez, a primeira alternativa que a gente aprende, ainda na infância, para dar jeito nos fios. E não é porque o penteado é simples na essência que não pode estar na fashion week. Fernanda Yamamoto evocou a versão camponesa, com os fios trançados ao redor da cabeça e o comprimento pendendo para um lado. Já PatBo criou uma espécie de franja lateral, enquanto a Ratier transformou as tranças em uma tiara. Possibilidade – e inspiração – é o que não falta.

O que rolou na Bienal
:: SPFW começa com convidados chegando de metrô ao desfile de Herchcovitch
:: 2º dia: o romantismo de Ronaldo Fraga e a land art da Animale
:: SPFW, dia 3: o viking feminino de Patricia Bonaldi e o não-gênero de João Pimenta

:: No 4º dia, a moda festa impecável de Samuel Cirnansck e as rendas de Reinaldo Lourenço
:: Dia 5: Com Fernanda Lima na passarela, coleções vão das Olimpíadas aos anos 1980
:: SPFW, dia 6: Temporada termina com rock, viagem ao deserto e até cachorro na passarela

patbo_fotosite_I16_002TRANCA2

Brilhou

Ele passa longe de ser unanimidade, mas não há como negar que o gloss há tempos tenta ser o novo protagonista da penteadeira. Mas nada daquele aspecto molhado demais, que incomoda durante o dia e ainda gruda no cabelo de quem tem fios longos: o brilho da vez é leve e discreto e funciona bem para chamar a atenção para os lábios em produções leves.

— Eu acredito que o gloss deve voltar. Estamos no matte faz um tempo, mas as mulheres mais pra frente vão começar a pôr gloss. É supersexy — acredita Fabi Gomes.

gloriacoelho_I16_006 GLOSS

 

E os olhos?

Para quem ama uma boa sombra, a dica é atentar à paleta da Colcci, inspirada nos anos 1970. Teve verde, rosa, azul e lilás – e com uma dose extra de máscara de cílios, tanto nos de cima quanto nos de baixo. Aliás, investir em sombra é o ponto de partida para quem quer se aventurar nas cores para o make, ensina Fabi:

— Quando você faz o olho esfumado, a passagem do marrom escuro para a cor da pele não precisa ser com um tom neutro, pode ser com rosa ou laranja. Quase ninguém pensa em fazer isso e fica moderno, nível 2 de maquiagem.

colcci-I16_010 BELEZA

 

Alerta franjão

Longas, bagunçadas e com cara de acordei assim: essas são as franjas da vez, que foram vistas nas passarelas de Coven, Ellus, GIG Couture e Alexandre Herchcovitch. Volumosas e espessas, elas ganharam ainda mais destaque com penteados como o clássico rabo de cavalo e coques simples, que deixam o rosto em evidência.

coven_I16_007FRANJA2

Tudo dividido

Já notou que a maioria de nós têm o cabelo naturalmente dividido ao meio? Ainda na onda de valorizar as características naturais de cada um, os cabeleireiros da SPFW mantiveram os fios bem assim, repartidos por uma risca ao centro da cabeça. Esse foi o estilo que pareceu para Animale, Colcci e Reinaldo Lourenço, que apresentaram belezas descomplicadas.

DIVIDEMEIO

 

Cor de boca

— A cor de boca em 2002 era a apagada. Hoje, o que a gente imita é a cor da boca da pessoa, sempre bem hidratada. Cada uma tem a sua — resume a maquiadora Fabiana Gomes.

E foi justamente isso o que se viu nas passarelas da SPFW: parecia que cada uma das modelos havia levado de casa o seu próprio nude preferido – e perfeito. O resultado não poderia ser mais leve e natural, como o que mostraram as beautés dos desfiles de Reinaldo Lourenço e Animale.

Reinaldo Lourenço

 

Vermelho, vermelhaço!

Entra temporada, sai temporada – e o vermelho segue firme nos lábios delas, das clássicas às antenadas. Símbolo da mulher poderosa, a cor apareceu no desfile de Ronaldo Fraga justamente para ressaltar o romantismo da coleção, inspirada livremente no amor. Também foi visto tanto em tons mais alaranjados quanto puxando para o bordô. Lembra do conceito de pele natural? O batom vermelho é a companhia perfeita para dar cor ao make clean do dia a dia.

— Cinco nos atrás a gente não via tantas mulheres com boca colorida, então acho que o batom continua com força. Uma pele sutil, um olho natural e um bocão que aparece bastante. É um jeito prático de maquiar, bonito e que resolve bem no dia a dia. Não acredito que vá ser deixado de lado tão cedo — aposta Jake Falchi, que também integra o time de maquiadoras da M.A.C.

ronaldofraga_I16_014BOCAVERMELHA

* A repórter viajou a convite da organização da SPFW
** Fotos: Agência Fotosite

Leia mais
Comente

Hot no Donna