3 motivos que fazem pessoas inteligentes sabotarem suas carreiras

Foto: Pexels
Foto: Pexels

Quando pessoas consideradas talentosas não conseguem avançar tanto quanto gostariam é um sinal de que podem estar boicotando a si próprias.

Essa é a conclusão de um estudo publicado pela Harvard Business Review, em que a escritora e PhD Alice Boyes explica como pessoas inteligentes, muitas vezes, evitam novas situações que as expõe ao risco de parecerem menos inteligentes. Sutilmente, elas acabam minando a si mesmas com a perda de oportunidades e com a diminuição da própria resiliência.

Por que isso acontece?

Elas têm medo do novo

É preciso ter disposição para se sentir vulnerável, investir tempo e energia na nova meta ou desafio. Em uma pesquisa pioneira sobre vulnerabilidade, a pesquisadora da Universidade de Houston e autora do livro A coragem de ser Imperfeito afirma que o tanto que nos protegemos de ficar expostos é a medida de nosso medo e de nosso isolamento em relação a novas experiências que dão significado à vida.

Para Brown, a vulnerabilidade não é uma medida de fraqueza, mas uma definição de coragem. “Nos tornamos fortes ao aceitar a nossa vulnerabilidade e somos mais ousados quando admitimos nossos medos”, escreveu.

Elas param de tentar

Em outra pesquisa, a norte-americana estudou características em comum entre as pessoas consideradas “plenas” e concluiu que a disposição para estar vulnerável foi o único traço claramente compartilhado por todas as mulheres e homens que estudou.

Assim como as pessoas inteligentes sabotam o próprio sucesso fugindo de emoções como medo e decepção, outras tantas pessoas perdem a oportunidade de dar um próximo passo na carreira porque desistem.

“Existe muita gente talentosa que não vai até o fim com seus compromissos. Talento não é sinônimo de garra”, defende a professora Angela Lee Duckworth, da Universidade da Pensilvânia.

Elas não admitem errar

Duckworth explicou a sua “teoria da determinação” em um TED e afirma que a garra não tem relação ou está inversamente relacionada com o grau de talento do indivíduo.

“Temos de estar dispostos a fracassar, errar e começar de novo com as lições aprendidas. Então pegue suas melhores ideias, suas mais fortes intuições e teste-as”, afirma Duckworth no vídeo, disponível no Youtube.

Leia mais:
:: Liderança no trabalho: veja dicas para ser uma gestora eficiente
:: Veja 3 maneiras de diminuir a desigualdade de gênero no trabalho
:: Quantas vezes por dia você checa o celular? Veja 3 dicas para evitar que as redes sociais atrapalhem sua produtividade
:: O segredo do sucesso: descubra o que pessoas bem-sucedidas fazem para se manter no topo

Leia mais
Comente

Hot no Donna