Aprenda a liderar: como o empoderamento ajuda a desenvolver habilidades de negociação em mulheres

Foto: Marina Bitten
Foto: Marina Bitten

Camila Maccari, especial

Você é daquelas que, vez ou outra, menospreza suas capacidades, sente-se insegura no ambiente de trabalho ou acaba se comparando negativamente com colegas, principalmente homens? Então você pode se interessar pelo Springboard, um programa mundial que desenvolve a liderança por meio de técnicas de empoderamento feminino. A primeira turma chega a Porto Alegre no dia 17 de setembro, com workshops que são realizados uma vez por mês, durante quatro meses.

Os encontros duram o dia inteiro e trazem exemplos de mulheres que atingiram altos cargos em empresas _ seja qual for o setor ou o negócio em que atuam. Além disso, o programa inclui palestras e networking, com ferramentas como design thinking e mindfulness, e um workbook, livro idealizado para que, no intervalo entre as quatro sessões, as mulheres coloquem em prática o que foi visto.
O Springboard foi criado na Inglaterra há 30 anos e chegou ao país em 2015, trazido pela francesa Corinne Giely Eloi, que usou as técnicas para evoluir ainda mais em sua carreira na indústria farmacêutica.

– A experiência me fez desenvolver novas habilidades como assertividade e determinação, sem falar que me ajudou ainda a utilizar minha criatividade para resolver problemas.

Marina Bitten02

Ela decidiu largar a carreira e se dedicar exclusivamente ao método para avançar em um tema cada vez mais em pauta: a desigualdade entre os gêneros no mercado de trabalho. Os dados desanimam: no Brasil, apenas 19% das empresas têm mulheres ocupando cargos de chefia, segundo a pesquisa International Business Report (IBR)/Women in Business, realizada pela Grant Thornton, em 36 países. Entre os fatores que explicam a questão, Corinne acredita que a falta de autoconfiança feminina pode ser um influenciador – inseguras, elas participam menos ativamente em reuniões, por exemplo.

Leia também
:: Já ouviu falar em estado de flow? 3 passos para alcançar o ápice em resultados e concentração no trabalho
:: Quer ser empreendedora? 5 passos para sua empresa decolar
:: Deu vontade de desistir? Dicas para manter o foco em seus objetivos profissionais

– Nesse caso, estamos falando de mulheres que já ocupam posições importantes dentro de uma empresa, mas que nunca chegam ao cargo principal. Elas esbarram em uma espécie de teto de vidro, só conseguem atingir um determinado nível dentro da companhia. A partir daí, só homens passam – afirma Corinne.

Em 2015, o Relatório Global de Equidade de Gênero do Fórum Econômico Mundial estimou que, no ritmo em que as coisas estão, a igualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho vai ocorrer apenas em 2095. Ou seja, ainda faltariam 79 anos. No entanto, por mais que o problema seja sistemático, medidas tomadas individualmente podem ajudar a acelerar o processo.

– A capacitação de mulheres dá a elas uma espécie de força interior para que elas acreditem mais nelas mesmas e passem a disputar cargos mais altos e aceitarem maior responsabilidade. Mas são poucas as empresas que investem em capacitação humana: muitas acreditam que só a capacitação técnica já é suficiente – conclui.

GIF_trabalho

PRIMEIROS PASSOS

Sabe aquela necessidade de fazer tudo de forma impecável? Ela contribui mais para deixá-la ansiosa que para trazer resultados – inclusive isso pode fazê-la perder oportunidades. Corinne afirma que, na hora de se candidatar para posições mais altas, por exemplo, elas sentem necessidade de cumprir todos os requisitos. Já eles não são tão criteriosos assim e se arriscam mais.

É claro que uma mudança de comportamento não acontece do dia para noite – e, por isso mesmo, o workshop dura quatro meses. A consultora explica que leva tempo para identificar os momentos em que a pessoa se coloca em situações de passividade mas que, com algumas atitudes, já é possível recuperar a autoconfiança e ter mais atitude. Confira as dicas:

1 | Conheça-se melhor

Este passo inicial é fundamental para que você tenha consciência de suas capacidades e limitações: faz com que você se autovalorize e eleve a autoestima. A dica é apostar na meditação.

2 | Delegue tarefas

Pode ser difícil, mas você precisa abrir mão de algumas atividades. Nem sempre dá tempo de trabalhar, cuidar de tudo dentro de casa, ir à reunião de pais e à reunião de condomínio.
– Ser multitarefa parece uma qualidade, mas ninguém aguenta um ritmo assim para sempre. Mulheres já trabalham cinco horas a mais por semana que os homens então, provavelmente, vão estar exaustas antes.

3 | Crie uma rede de apoio

Ela vai te ajudar tanto pessoal quanto profissionalmente. São esses contatos que podem indicá-la para determinada vaga, ajudá-la a fechar um negócio e apresentá-la para outras pessoas, que por sua vez vão aumentar essa rede.
– As mulheres ainda não apostam no networking porque sentem uma espécie de vergonha, como se estivessem se aproveitando de alguém, o que não tem nada a ver. Funciona como uma troca, assim como alguém te apoia, você pode apoiar alguém.

4 | Tire um tempo para si mesma

Se você não estiver bem, não tem como dar conta de tudo, por isso um momento só para você é fundamental. Cuide-se, permita-se um tempo fazendo algo de que gosta _ ou, ainda, fazendo nada _ mas invista em momentos seus que lhe ajudem a dar conta da rotina.

SERVIÇO
Programa de empoderamento e liderança feminina (Springboard)
Onde: Nós Coworking (Shopping Total, anexo 2)
Quando: são 4 workshops presenciais nos dias 17 de setembro, 29 de outubro, 26 de novembro e 10 de dezembro, das 9h às 18h
Contato: (048) 8802-0173 e corinne.springboardbr@gmail.com
Inscrições: acesse o link http://bit.ly/Turma-5

PARTICIPE DE UMA OFICINA NESTE SÁBADO
Oficina Experimental Springboard Brasil
Para quem quiser conhecer o método de forma experimental, haverá neste sábado, dia 10 (das 14h às 17h) uma oficina em Porto Alegre. Tanto mulheres interessadas quanto representantes de empresas podem participar. O evento será no Ikebana Coworking (Vila Flores), na Rua Hoffman, 447. O valor do ingresso é R$ 30. Contato: (048) 8802-0173.

:: 4 perguntas para saber se você realmente é ou não uma pessoa de sucesso
:: Perdeu o emprego? 7 dicas para dar a volta por cima e recomeçar
:: Sem complexo: especialistas dão dicas para mulheres deixarem a insegurança de lado e se valorizar no mercado de trabalho

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna