Empreender é com elas: conheça espaços de coworking e coletivos criados por e para mulheres

Foto: Nuwa, Divulgação
Foto: Nuwa, Divulgação

Dia 19 está aí para lembrar o que nós já sabemos há muito tempo: empreender sempre foi coisa de mulher. Na segunda-feira, é celebrado o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, e a Revista Donna apresenta quatro espaços de Porto Alegre criados por e para elas. Todos os lugares funcionam como redes de apoio para a empreendedora se desenvolver em parceria e colaboração. Os pacotes para usufruir do serviço variam de planos mensais e pagamento por hora. Saiba mais sobre os coworkings Casa da Confraria, Nuwa e Moma e sobre o espaço coletivo Manas.

Leia mais:
::Liderança no trabalho: veja dicas para ser uma gestora eficiente

Nuwa

Depois de sentirem na pele as dificuldades no mercado de trabalho apenas por serem mulheres, as publicitárias Gabriela Teló, 27 anos, e Gabriela Stragliotto, 27, decidiram criar um espaço em que o gênero feminino não seria empecilho, mas vantagem. As amigas lançaram a Nuwa em agosto deste ano, um coworking onde homem não tem acesso liberado.

– A casa fica sendo um espaço seguro para crescermos e restabelecermos nossa confiança – explica Gabriela Teló.

Os únicos espaços da casa que permitem a entrada masculina são a sala de reuniões (para não impedir negócios com públicos variados) e a área externa. A Nuwa conta com três serviços direcionados ao desenvolvimento das mulheres. Há o Content Club, uma plataforma de conteúdo online com textos, podcasts e vídeos, em que as assinantes podem, de qualquer lugar do Brasil, acessar informações que ampliem seu olhar sobre negócios. Outra iniciativa é o Social Club, que promove encontros como meditação guiada, coaching coletivo, grupo de estudos sobre feminismos plurais e palestras. Já o Work Base é pensado para as profissionais que precisam de um espaço de trabalho compartilhado, no estilo coworking. A Nuwa oferece sala de reunião, biblioteca, área externa, internet, sala para skype e videoconferências, espaço para mães amamentarem e café liberado durante o dia – a casa tem capacidade para receber aproximadamente 50 mulheres.

• Rua Augusto Pestana, 153
• De segunda a sexta, das 8h às 20h.
• (51) 3407-9700
nuwa.vc

Casa da Confraria

Foto: Confraria do Batom, divulgação

Foto: Confraria do Batom, Divulgação.

Há uma década, as amigas e empresárias Iva Cardinal e Daniela Arruda deram início a um projeto voltado para o público feminino que se tornou referência no Estado quando o assunto é a parceria entre mulheres. A Confraria do Batom é uma rede que promove o networking e a colaboração para incentivar as participantes a serem tudo o que desejam, seja na vida pessoal ou profissional. E a iniciativa deu tão certo que, em 2014, o projeto ganhou uma sede só sua, a Casa da Confraria. O espaço se transformou em um coworking exclusivo para mulheres, com eventos e atividades ligadas ao bem-estar – aulas de yoga, meditação e um salão de beleza compacto estão entre os serviços oferecidos. Há salas privativas para quem precisa atender clientes e um espaço multiuso que comporta até 60 pessoas. Desde março deste ano, a Casa de Confraria está localizada em um antigo casarão revitalizado no bairro Moinhos de Vento.

• Rua Doutor Vale, 553
• De segunda a sexta, das 8h30min às 18h30min.
• (51) 3103-3067
confrariadobatom.com.br

Leia mais:
::O segredo do sucesso: descubra o que pessoas bem-sucedidas fazem para se manter no topo

Manas – Loja e Espaço coletivo

Foto: Manas - Loja e Espaço Coletivo, divulgação.

Foto: Manas – Loja e Espaço Coletivo, Divulgação.

A publicitária Carolina Cozzatti, 39 anos, e a hoteleira Juliana Nogueira, 36, se conheceram em um curso de preparação para o parto há dois anos. Foi desse encontro de mães que nasceu a ideia de um espaço coletivo voltado para mulheres, gestantes e mães com filhos pequenos. Inaugurado em março deste ano, o Manas conta com loja colaborativa, sala de atendimento e mezanino multiuso.

A loja é uma vitrine para mulheres empreendedoras exporem seus produtos, como roupas. Já a sala de atendimento pode ser locada por profissionais liberais para receber clientes e pacientes, e o mezanino funciona como espaço para aulas, cursos e rodas de conversa. Há também uma sala kids para que as frequentadoras possam levar seus pequenos junto – e onde eles possam se divertir. Nos horários livres, o lugar é ponto de encontro para chimarrão coletivo e muita troca de experiências.

• Avenida 24 de Outubro, 1.681, loja 5
• De segunda a sexta, das 10h às 19h.
Sábado, das 10h às 17h.
• (51) 99258-6687
facebook.com/manasespacocoletivo

MOMA Coworking + Kids

Foto: Moma Coworking, divulgação.

Foto: Moma Coworking, Divulgação.

Equilibrar maternidade e trabalho se tornou um desafio para a arquiteta Aline Sillos, 31 anos, quando se tornou mãe de Cecília. Ela não queria passar a maior parte do dia longe da filha, mas largar o trabalho estava fora de cogitação. O dilema inspirou Aline e a prima, a advogada Nádia, a abrirem o MOMA Coworking + Kids em dezembro do ano passado. O coworking familiar é voltado para mães autônomas trabalharem próximas a seus filhos (de quatro meses a quatro anos). No local, há escritórios compartilhados e salas de reuniões, além do espaço kids supervisionado por cuidadoras treinadas. As mães podem acompanhar presencialmente ou pelas câmeras a rotina das crianças, que participam de diversas atividades, como contação de história, musicalização, artes e movimento. A programação conta também com atividades para as mães, como treinamento funcional, yoga e aula de dança.

• Avenida Icaraí, 1.717, sala 611
• De segunda a sexta, das 8h30min às 18h
• (51) 3209-0479
facebook.com/momacoworking

Leia mais
Comente

Hot no Donna