Descubra se você está se autossabotando: 7 maneiras de NÃO realizar um trabalho com propósito

Foto: Pexels
Foto: Pexels

Você já sentiu que deveria estar fazendo outro tipo de trabalho? Algo que possa lhe fazer sentir mais viva e íntegra, talvez? Ou quem sabe você esteja apenas buscando uma forma de potencializar algo que já lhe faça feliz. Antes de criar um plano de ação que reflita seus desejos atuais, é possível que você encontre alguns obstáculos que impeçam de enxergar o todo. 

Como facilitadora de processos de alinhamento vocacional, autora do curso Transborda, realizado em Porto Alegre na última semana, a coach Carolina Bergier compartilha 7 erros comuns que já testemunhou em atendimento a pessoas que buscam um trabalho com mais propósito e auto-realização.

  1. Investir pontualmente no processo, sem regularidade

Construir um trabalho com propósito é como fazer exercício: há de se fortalecer e alongar os músculos dia após dia, ou não obtemos os resultados desejados e ali na frente trava tudo. Ações pontuais podem trazer clarezas e insights poderosos, mas é a regularidade de investimento no processo que traz resultados.

Sem regularidade, as ações perdem força ou ainda pior: o tiro sai pela culatra. Nadamos e morremos na praia, ou chegamos em uma praia que não gostaríamos de ter chegado. Para que isso não aconteça, é importante ter um plano de ação com metas e prazos bem definidos, além de revisitar as ações tomadas e aprender com elas.

Foto: Pexels

Foto: Pexels

  1. Achar que os resultados vão cair do céu

Se você quer criar um futuro no qual você faz algo significativo para si e para o mundo e acha que isso é possível sem muito empenho, esqueça desse futuro. Siga no seu emprego seguro, aquele que você nem gosta tanto. Ser dona da própria vida demanda comprometimento diário, amadurecimento, tomada de risco e muito trabalho.

Vai dar preguiça, você vai querer que outra pessoa faça por você. E aí você vai se lembrar que é sua felicidade que está em jogo, bem como o futuro da humanidade nesse lindo planeta. E isso vai te dar um gás para seguir empenhada.

  1. A clareza vira um anestésico

Visualizar um futuro desejado nos traz conforto e diminui  a inquietação interna. Se não estamos atentas, a clareza pode nos distanciar das ações necessárias para construir esse futuro.

Vejo isso com frequência nos cursos de autoconhecimento. A pessoa fica cheia de insights sobre quais são seus medos, bloqueios e talentos, o que é muito importante! Mas, sem ações eficazes, são só insights. Para construir o futuro desejado, se faz essencial endereçar essas clarezas para que tornem-se um plano de ação eficaz, com acompanhamento de tarefas.

Foto: Pexels

Foto: Pexels

  1. Achar que dá pra ir sozinha

Por medo, vergonha ou síndrome da mulher-maravilha, algumas de nós temos a crença de que precisamos conseguir realizar tudo sozinhas. E logo ali na frente, cansamos e desistimos.

Sinto dizer, é bem difícil que você construa algo bom para si e para o mundo sozinha. Esse é um caminho único, só seu, onde não há respostas certas, já trilhadas por outras pessoas. É natural você se sentir perdida. Então pedir ajuda é essencial para se ter mais clareza de onde se está, onde se quer ir e como se chegar até lá.

Para algumas, é necessário humildade pra pedir ajuda. Pra outras, construir uma rede de apoio para ter para quem pedir apoio. Seja qual for o seu caso, invista energia em pedir apoio.

  1. Ter sonhos megalomaníacos

Percebo que algumas pessoas criam futuros muito maravilhosos e megalomaníacos como uma estratégia não consciente de não fazerem nada. Afinal, “é tão difícil e distante que eu nunca vou chegar lá. Então melhor nem começar pra não me frustrar.”

Sonhar é ótimo. Realizar sonhos é melhor ainda. Então, se conecte com o que esse sonho traria para você. Você deseja erradicar a fome no Brasil? Que tal começar conversando com alguém que lhe pede comida na rua? Deseja criar uma marca de moda sustentável? Que tal começar conversando com suas amigas mais próximas para entender o que elas pensam sobre o tema? Ou investir você mesma em um armário-cápsula e ver os desafios que aparecem?

Assim você lida com o que é possível e real e caminha a partir disso. O sonho vai aumentando à medida em que você vai amadurecendo e se tornando mais capaz de realizar sonhos maiores.

Foto: Pexels

Foto: Pexels

  1. Achar que o resultado é mais importante do que o processo

Vislumbrar um futuro desejável e caminhar em direção a ele não faz com que o futuro seja mais importante do que o presente. O presente garante o futuro, que é reajustável a partir do presente. O próximo passo traz clareza do passo seguinte e o erro constrói o acerto. Processos ineficazes são redesenhados para que se tornem eficazes.

No processo, aprendemos. É esse aprendizado que constrói o vir-a-ser. Caminhe passo a passo. (E lembre da constância!)

  1. Querer nadar sem antes ter mergulhado em si

Se você não está olhando para suas questões internas com compromisso, a chance de empacar ali na frente é enorme. O primeiro passo para a construção de um trabalho com mais significado para você e para o mundo é o passo para dentro. Sem isso, mudamos o trabalho e seguimos funcionando sob os mesmos paradigmas de antes, mesmo sem consciência disso. E nós não queremos isso, né? Queremos mudanças reais, genuínas, sustentáveis e duradouras.

Leia mais:
:: Quer empreender? Aprenda com a fundadora do projeto “Empodere Um Bilhão de Mulheres até 2020”
:: Rainha Elizabeth lidera ranking de salários mais altos pagos às mulheres
:: Pequenos detalhes com grandes resultados: conheça o “nudge”, um empurrãozinho para a escolha certa

Leia mais
Comente

Hot no Donna