Você sabe como está sua carreira? 8 perguntas poderosas para descobrir já

Por Semadar Marques
Especialista em Empatia, Liderança Colaborativa, Propósito de Vida e Inteligência Emocional. 

Especialistas no mundo todo são unânimes em afirmar que um currículo de peso e uma titulação invejável já não são um diferencial quando o assunto é carreira. Uma quantidade grande de diplomas não será garantia de sucesso se você não se dispuser a avaliar suas atitudes e seu planejamento: ambos precisam convergir em metas que traduzam quem você realmente é e ajudá-la a se tornar-se alguém que mostre seu valor de mercado e seja referência em sua área de atuação.

Leia também:
:: Perdeu o emprego? 7 dicas para dar a volta por cima e recomeçar

Agora, pare um minuto e me diga: qual foi a última vez que você dedicou um tempo significativo para pensar em sua carreira e nos rumos que está tomando? Eu falo de verdade, sem interrupções ou distrações. Um tempo para entender e comparar o que você está fazendo agora e o que você realmente gostaria de estar fazendo.

Pensar no que se ama fazer gera motivos para a ação – motivação! É claro que podem existir vários obstáculos, pressões e realidades que nos distanciam da carreira que gostaríamos de ter. Mas, se você não se perguntar o que realmente quer e tomar as devidas providências, fica bem mais complicado.

Tudo bem, eu sei que é difícil e, às vezes, até um pouco chato. Mas sinto lhe dizer: a melhor forma de crescer é refletindo sobre metas profissionais, fatores de satisfação ou insatisfação em sua posição atual e quais atitudes assertivas você pode ter em relação a isso.

Não existe uma regra, o importante é ser o mais honesto e sincero consigo mesmo.

Reflita:
1. Do que mais me orgulho em minha carreira nos últimos 12 meses?
2. A posição em que eu atuo está me proporcionando autoestima e felicidade?
3. Quais as minhas metas profissionais para o próximo ano?
4. O que eu faria caso o dinheiro não fosse necessário? O que faria de graça?
5. Estou disposta a correr riscos para colocar em prática aquilo que me trará satisfação no trabalho?
6. O que efetivamente me traz a felicidade e realização como ser humano?
7. O que você faria por horas sem perceber a passagem do tempo?
8. Quais sonhos me trazem empolgação e motivação?

Caso as respostas não estejam muito alinhadas com sua realidade atual, tudo bem. Você acaba de identificar o que não está bom. Já é o primeiro indicativo de que você está pronta para iniciar a mudança, e é isso que importa agora.

Mas como faço isso?

Não existe uma receita de bolo. Cada um tem seu próprio tempo de entendimento e elaboração interna até juntar forças e promover uma transição. O que é imprescindível é estar aberta e disposta a olhar honestamente para dentro e perceber quais escolhas lhe trouxeram até aqui, entendendo um pouco mais sobre o que lhe parecia importante no passado e o que é agora – sem cobranças, apenas compreensão e aprovação de suas próprias decisões. Foram essas escolhas que lhe deram a consciência e a maturidade que você tem hoje e formaram a profissional que você é. Daqui para frente, você precisa definir e decidir, dando pequenos passos que lhe ajudarão a tornar o que lhe faz bem uma parte maior de sua vida.

:: Sem complexo: especialistas dão dicas para mulheres deixarem a insegurança de lado e se valorizar no mercado de trabalho
:: O que toda mulher precisa saber para crescer no mercado de trabalho ou empreender
:: Saiba quais são os setores de trabalho onde as mulheres estão mais satisfeitas e mais bem pagas

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna