5 dicas para as mamães investirem mais tempo em si mesmas

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Ter tempo para realizarmos todas as tarefas é um dos grandes desafios que temos hoje em dia, especialmente depois que nos tornamos mães. Todos os dias vejo alguma mãe dizendo que sente falta do tempo que tinha só para si.

A verdade é que embora ela se culpe por se sentir assim, esse tempo é mais do que necessário para que ela possa se redescobrir como pessoa, mulher, profissional ou mesmo resgatar energias para seguir cuidando dos filhos. Já eles, terão uma mãe ainda mais presente, dedicada e feliz ao seu lado por ter se permitido um momento para chamar de seu.

A consultora materna Mariana Zanotto dá dicas simples que podem ser aplicadas na rotina e que farão a maior diferença para as mamães:

Acorde um pouco mais cedo

via GIPHY

Isso parece contraditório, mas quando colocamos na nossa rotina um momento para nós em que não escutaremos Mãaaaeeee um milhão de vezes, nos tornamos responsáveis por mudar a ideia de que não somos importantes. Se você gosta de tomar um banho longo, ler uma revista ou até mesmo conseguir ir ao banheiro em paz, dê prioridade para suas necessidades durante o período da manhã. Estudos indicam que um simples banho pode diminuir em até duas vezes as chances da mulher sofrer de Distúrbios de Humor Pós-Parto.

Aprenda a priorizar

via GIPHY

Grande parte dos problemas que encontramos na convivência com crianças está relacionado à nossa inabilidade de priorizar o que é realmente importante. Ficamos doidas com a ideia de que temos que fazer tudo e acabamos não fazendo nada. Lembre-se de que você também é uma prioridade e que seu bem-estar determina o bem-estar de seus pequenos. Crie uma rotina semanal que inclua todas as suas responsabilidades e siga este padrão. Isso ajuda até mesmo com aqueles desafios que aparecem de última hora, pois fica mais fácil encaixar os imprevistos dentro de uma rotina já estabelecida.

Peça ajuda

via GIPHY

Você não está sozinha nessa. Distribua as responsabilidades para aqueles que querem te ajudar. Se no seu caso é o seu parceiro ou parceira, dê espaço para eles encontrarem suas próprias soluções para os desafios diários enquanto você tira um tempo para você. Se você confia nos avós para fazer isso, permita o mesmo. E em casos de não ter alguém da família para te ajudar, conte com a ajuda de amigos e familiares. O importante é verbalizar o que estamos precisando, sem medo de julgamentos.

Reuna-se com outras mães

via GIPHY

Organize grupos de atividade com pessoas que estão passando pelas mesmas dificuldades que você. A maioria das mulheres tem dificuldades em encontrar tempo para elas, pois sempre estão com as crianças. Por isso, grupos de atividade são uma ótima opção. Desta forma você consegue combinar um tempo para conversar, trocar ideias, ver gente, com uma atividade para as crianças.

Respeite suas limitações

via GIPHY

Não somos perfeitas, nem nunca seremos. E qual é o problema? Crianças também não são. Quando aprendemos a respeitar nossas limitações e temos mais empatia por nós mesmas, conseguimos fazer o mesmo por nossos pequenos. É engraçado como empatia pelo outro só é possível quando encontramos compaixão por nós mesmos. Você não precisa acertar sempre. Você pode tirar uma folga. Você deve dar uma caminhada e respirar fundo. Ser honesta com suas limitações abre um novo mundo onde a convivência é mais leve e sustentável.

Leia mais
:: Dicas para o casal não se perder na nova vida a dois após a chegada do primeiro filho
:: Conheça o slow parenting: a proposta dos “pais sem pressa”
:: 10 dicas de livros para presentear mamães e futuras mamães

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna