Como comer bem gastando pouco em Nova York | Spice Up The Road

Chelsea Market | Foto Fernanda Costa Gama
Chelsea Market | Foto Fernanda Costa Gama

Em função da alta do dólar, o Spice up the Road criou uma pequena série de posts dedicados a quem procura opções de refeições mais baratas no Exterior. A ideia é mostrar algumas opções em diferentes cidades para você ver que é possível, sim, comer bem, gastando menos mesmo em lugares mais simples. Claro que, com o dólar elevado, nenhuma refeição é tão barata assim. Mas selecionamos as melhores opções para você gastar cerca de US$ 2O e sair satisfeito.

Nova York, um dos roteiros mais procurados por turistas, é o destino escolhido. A vantagem de NYC é que, por ser tão grande e tão diversificada, é mais fácil de se encontrar restaurantes baratos. Destaque também para o grande número de mercados gastronômicos, que tornam as refeições mais simples e econômicas, já que você pode comprar diversas comidas por um preço mais acessível. Aqui vão algumas sugestões de onde você pode comer bem e barato na Big Apple:

Shake Shack |Foto Fernanda Costa Gama

Shake Shack |Foto Fernanda Costa Gama

Shake Shack: uma das redes de fast food mais famosas dos Estados Unidos que já se tornou parada obrigatória para turistas! A refeição é rápida e super bem servida, e os hambúrgueres vêm acompanhados de fritas. Ambiente simples e ingredientes de qualidade: a carne não tem nenhum tipo de hormônio. O site oficial não contém os preços, mas os hambúrgueres custam entre US$ 4 e US$ 9.

Whole Foods Market: supermercado gourmet com enorme variedade de produtos orgânicos, que além dos produtos do mercado, oferece algumas comidas prontas para levar ou comer lá mesmo. Durante o almoço, funciona com o sistema self service: há um buffet com diversas opções de pratos prontos (com carne, frango ou apenas vegetarianos) e uma outro buffet enorme de saladas e vegetais. Também é uma excelente opção para quem procura lanches, padarias e até cervejas artesanais. O site oficial mostra o preço de alguns produtos: a estimativa é que cada pessoa gaste em torno de US$ 10 para comer bem.

Gans Voort Market

Gansvoort Market

Gansevoort Market: é um dos mercados de comida mais recentes de Nova York, inaugurado em 2015. É um mercadinho menor e aberto, que possui várias banquinhas de comida e food trucks. As opções variam entre massas, pizzas, tacos, macarons, gastronomia orgânica, sorvetes e pães. Além de comprar para levar, os clientes também pode fazer a refeição ali mesmo, em mesas compartilhadas. Uma sugestão é o Luzzo’s Pizzas: são pizzas com 12 ou 16 fatias, e os preços variam entre US$ 18 e US$ 25.

Leia também
:: Caribe: conheça o paraíso romântico das ilhas Turks and Caicos
:: Café da manhã com almoço! 5 melhores brunches de Los Angeles
:: Achados em Nova York: selecionamos os melhores lugares para fazer compras

Chelsea Market: o mercado gourmet mais famoso da cidade, bastante frequentado por turistas. É um local com diversas opções de restaurantes e lancherias, além das várias bancas de comida para o cliente comprar e levar para comer em outro lugar. O prédio já é um atrativo em si: uma construção antiga, onde antigamente funcionava uma fábrica de biscoitos, na subida para o High Line. Uma sugestão é o Red Lobster, especializado em frutos do mar. Lá os pratos custam entre US$ 7 e US$ 25.

Madison Square Park Eats

Madison Square Park Eats

 

Madison Square Park Eats: é uma feirinha que acontece durante um determinado período do ano, organizada pelo Conservatório do Madison Square. O evento reúne os melhores chefs e restaurantes de Manhattan em duas estações: primavera e outono. A feira já teve oito edições e vem se consolidando cada vez mais como um movimento de ocupação do espaço público. É legal ficar ligado e dar uma passada por lá caso você esteja em Nova York no mesmo período do evento. Refeições boas, dinâmicas e com um preço super acessível.

Five Guys: para muita gente, é a melhor opção de fast food em Nova York. O ambiente é bem simples (ao estilo lanchonete) e os clientes podem se servir com aperitivos de amendoim torrado enquanto esperam o hambúrguer ou o hot dog ficarem prontos. Os preços dos lanches variam entre US$ 2,49 e US$ 5,59.

La Esquina

La Esquina

La Esquina: restaurante mexicano. Funciona com três sistemas diferentes: a taqueria (onde se pode comer nas mesinhas da rua ou pedir para levar), o café (que serve brunch, almoço e jantar) e o bar (com mais de 100 tipos de tequilas). O ambiente é bem descontraído e não tem nenhum luxo, próprio para quem precisa de uma pausa para comer em meio aos passeios. Aqui, o ideal é reservar antes de ir comer. Pratos entre US$ 3,95 e US$ 15.

Lombardi’s: é a pizzaria mais antiga de Nova York, que existe desde 1905, e uma das melhores da cidade, com forno à lenha. A massa é fina e bastante crocante, e o ambiente é bem tradicional: mesas e cadeiras de madeira, com toalhas de tecido xadrez. Servem apenas a pizza inteira. O cliente pode escolher entre a clássica margherita ou uma pizza sem carne. Em ambas as opções, é possível acrescentar condimentos. Pizzas custam entre US$ 18,50 e US$ 24,50.

Leia também
:: Romance na estrada: 5 destinos românticos para diferentes tipos de casais
:: O que fazer em um dia de tour pelas vinícolas de Nappa Valley, na Califórnia

Cafe Habana: um lugar pitoresco, com comida estilo cubana-mexicana. Lá você encontra tacos, nachos, quesadillas, sopas, panquecas…. Mas o grande destaque é o milho assado, servido com maionese, queijo, pimenta e lima. Vale a pena experimentar. O ambiente é pequeno, com algumas mesas, balcão, paredes coloridas e está sempre cheio de gente. Os pratos variam entre US$ 7,75 e US$ 19,45.

Mimi chengs

Mimi chengs

Mimi Cheng’s Dumplings: restaurante especializado em comida oriental. Ambiente moderninho, colorido e divertido. Vale a pena conhecer. Aqui é o paraíso dos bolinhos (dumplings), e o menu é um pouco limitado, porque não há outras opções no cardápio. Os dumplings são preparados com carne de porco, carne de frango ou vegetariano. O preço é assim: seis bolinhos saem por US$ 8 e oito bolinhos saem por US$ 10.

Please Don’t Tell: é um bar curioso, diferente e …. secreto. Para comer lá, é preciso reservar por telefone, e eles só aceitam reserva para o mesmo dia em que for comer! A chegada é uma cabine telefônica, e o cliente se depara, primeiro, com o restaurante Crif Dogs, especializado em cachorro-quente. Os preços variam de US$ 3,95 a US$ 5,95. Depois de degustar um bom cachorro-quente, aproveite para seguir adiante nesta experiência e tomar uns bons drinks no Please Don’t Tell (já que você economizou com a comida)!
Fresh & Co: restaurante de comidas orgânicas excelente para um café da manhã ou almoço natureba. O cliente escolhe o prato e ainda vê toda a preparação. O destaque é que cada um pode preparar o seu próprio prato, com o ingrediente principal e os condimentos que quiser acrescentar. Dá para comer poer lá ou na opção “to take away”. Preços entre US$ 2,95 e US$ 10,25.

Delicatessen: restaurante moderninho com cardápio muito variado. As opções vão desde hambúrgueres a massas e tacos mexicanos. No almoço sempre há um prato é especial do dia. O ambiente é aconchegante, com decoração simplista. Entre almoço e jantar, a maioria dos pratos figuram na faixa de US$ 15.

Katz

 

Katz’s Delicatessen (foto acima): perfeito para quem procura bons sanduíches. É considerado por muitos o melhor sanduíche de Pastrami de Manhattan. Quem vai ao local pode ser atendido de duas formas: as mesas da esquerda são destinadas a quem quer o atendimento do garçom, e as demais são para self service. Ambiente descontraído com quadros decorativos de artistas e celebridades. O site não apresenta preços, mas os pratos variam entre cerca de US$ 4 e US$ 20.

Dallas BBQ: é uma rede de restaurantes dedicadas ao estilo texano. Portanto, espere comer muita carne! Há diversas opções, inclusive com frutos do mar. O destaque vai para as costelinhas de porco ao molho barbecue e para o frango frito. As porções são bem grandes, para dividir entre mais de uma pessoa. Pratos entre US$ 8,99 e US$ 15,99.
The Dutch: um restaurante bem variado, que serve principalmente frutos do mar. Ao contrário do que indica o nome, não é um local de comida típica holandesa. Lá, as ostras se destacam como prato principal, mas há opções para agradar a todos (inclusive, sanduíches e outros tipos de snacks). O ambiente é simples e descontraído, próprio para quem busca um lugar agitado para levar os amigos. Pratos custam entre US$ 9 e US$ 29.

Leia sobre opções de lugares para comer bem gastando menos em Barcelona, Miami e Paris no blog.

Leia mais
Comente

Hot no Donna