Luis Felipe Di Mare: cadarço aparece em coleções de grandes marcas

Começou a maratona. E se pensavam que era necessário apertar os cintos para encarar a corrida fashion que começou em Nova York, com a primeira semana de moda da temporada outono/inverno 2017, eu vos digo que a amarração agora é outra. Ou pelo menos promete ser.

Mais colunas do Di Mare?
Estampas animais aparecem como tendência na moda masculina para o inverno
Os destaques da semana de moda masculina de Milão

Vide os desfiles de grandes marcas, que apesar de não serem muito conhecidas por quem não é da indústria ou fashionista de carteirinha, apresentaram vestidos, casacos e outras peças compostas por uma espécie de cadarço. É um sinal e uma novidade em comum que dá um certo update nas coleções.

Na 3.1 Phillip Lim, um amarilho aparece em evidência na frente e na lateral de uma veste de ar militar como se unisse partes do look.

3.1phillip lim

Proposta também aparente na coleção desconstruída e cool de Proenza Schouler, que na tendência do show-now-buy-now disponibilizou sete peças do desfile para compra imediata na loja do Soho ou pelo e-commerce da grife. Fast fashion de luxo!

proenza-schouler

A moderninha e jovem DKNY também investiu na ideia do cadarço com toque esporte – traços do DNA da marca.

dkny

Yigal Azrouel criou um trançado em peça de tricô, que se não fosse o longo decote em V, seria sucesso no mercado masculino.

yigal-azrouel

Pra ficar de olho: Self-Portrait, criada em 2013 com direção criativa de Han Choung. A label vendeu bem em Londres. O diferencial está no trabalho de mistura da renda com outros tecidos criando texturas e uma percepção de look 3D. 

self-portraitDo arquivo e das ruas para inspirar: o sapato da Balenciaga de 2012.

17

Leia outras colunas de Luis Felipe di Mare

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna