Carpinejar: Nunca discutir?

Foto: Pexels, reprodução
Foto: Pexels, reprodução

Quando o casal me diz que nunca discute ou está mentindo ou um dos dois reclama e o outro é indiferente.

A farsa é para selfie. Pois o sorriso de margarina derrete ao sol da verdade.

Não tem como acertar sempre de primeira. Nem os inspirados em rosas e gentilezas, nem os plantonistas dos versos de Pablo Neruda.

A paz é feita de sucessivos acordos e tratados. Ninguém assina a concordância eternamente. Não há amor à primeira vista, isso é coisa da paixão. O amor é parcelado em cada reconciliação.

Há casais que brigam excessivamente, com temperamentos geniosos, e casais que brigam pouco, com uma maior maleabilidade de suas opiniões. Mas não discutir é censura. Nada mais triste do que a ditadura da felicidade. Compreensão difere assombrosamente da submissão.

Não é possível. Simplesmente não é possível não conversar a sério e de cara feia uma vez na vida. É questão de saúde mental expor o que incomoda e procurar consertar ao alterar o padrão de comportamento.

Nem a pessoa mais estável está imune ao erro. O ciúme vem de mansinho, o egoísmo corteja a partilha, a arrogância sussurra aos ouvidos refrãos de dominação. A falha é fatal inclusive para os bem-intencionados.

Trata-se de uma farsa o casal que defende que nunca discute. Ele deseja ser uma exceção num mundo turbulento e ansioso. É um capricho, não uma realidade. Talvez queira gerar inveja e provocar desconforto em romances normais mergulhados em desentendimentos fugazes. Vem forçando um casamento milagroso, para desestabilizar a ordem de pequenos e naturais estremecimentos humanos.

Só que não dá para acreditar. Pega mal repassar esta versão. Derruba a credibilidade das palavras, enferruja a aliança.

Duvido alguém jamais perder a razão ao equilibrar a casa, a família, as finanças e as urgências do trabalho.

Os enamorados puros não escapam da regra. Terão um dia ruim, enfrentarão a birra, a frustração e o desespero mudo, como todos que se amam e equacionam as diferenças sem anular as identidades.

Par amoroso que alega que não discute jamais está apenas fingindo que é perfeito. Os vizinhos ou os filhos conhecem a verdade. E não dura muito tempo.

Casal feliz é o que briga, mas faz as pazes antes mesmo de virar notícia para os amigos no dia seguinte.

Confira mais colunas do Carpinejar
:: Hey!
:: O beijo na boca
:: Irmãozinho chegando

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna