Carpinejar: Se vê que o ex ou a ex está feliz com alguém, deixe quieto

Foto: Pexels
Foto: Pexels

Se vê que o ex ou a ex está feliz com alguém: deixe quieto. Não atrapalhe. Engula a aspirina do orgulho com copo d’água.

O novo namorado ou namorada é um ferrolho. Lembra da brincadeira de polícia-ladrão da escola? Não é para continuar no encalço. Suspenda a perseguição dos pensamentos. Evite as canções de fossa. Mude de playlist.

Nenhuma alegria alheia deve servir de ameaça. Não está competindo com ninguém, ainda mais com irônico futuro relacionamento de uma história anterior. Não vale a pena ser insubstituível se pode ser
inteiro sozinho.

Desapegar-se é a única despedida sincera.
Não seja avarento com cismas e impasses antigos. Prescreveu a dívida assim que o ex ou a ex começa a namorar.

Desative a vingança. Não mande mensagens e indiretas. Não cerceie com likes. Não teste o seu poder e sua influência por vaidade. Abandone a guarita de vigilância do Facebook.

Desaparecer é elegância. Desaparecer é grandeza. Desaparecer é caráter. Desaparecer é chique.
Não alimente ressentimentos com grupo em comum de amigos. Não plante insinuações. Não agoure que a infelicidade volta para onde partiu.

As crises não foram resolvidas dentro da relação, não é de fora que enxergará uma solução. Ciúme é sentimento interno, inveja é sentimento externo.

A inveja continuará desastrosamente a sina do ciúme, sem efeito algum.
Siga adiante. Tem lacunas que não têm mesmo conserto, incompreensões que serão silêncios. O que resta é a serenidade de desistir, em vez de remendos e costuras inúteis.

O desespero apenas cria chantagens e distorções – não é conselheiro nem fiador.
Na hipótese de achar que o outro não é merecedor de paz, pense que a recente companhia não tem nada a ver com o inferno de vocês. Não envolva gente inocente num amor destruído. Pode machucar e ferir de modo desnecessário.

Pare de stalkear e comparar, pare a mandinga e a torcida macabra. Olhar o passado só traz torcicolo. Fixar-se no passado só gera cãibra.

Leia mais colunas do Carpinejar:
:: Carpinejar: Fui arrastado pela minha atual esposa para as aulas do curso de noivos
:: Minha mãe não precisa de lugar no céu, ela levará a sua própria cadeirinha
:: Se a vida sexual inicia com a indiferença, isso pode bloquear a emoção dos próximos relacionamentos

Leia mais
Comente

Hot no Donna