Celia Ribeiro: amor narra o livro de Adriana Falcão

Não vai mais haver possibilidade de os filhos, ao organizar os pertences de seus pais falecidos, terem mais tarde suas cartas em mãos: a correspondência virtual está acabando com elas. Mas a escritora carioca e roteirista da Rede Globo Adriana Falcão viveu essa experiência ao guardar a caixa com a correspondência entre os pais dela sem ler. Quando quis abri-la para saber mais sobre o amor intenso e tumultuado entre Caio e Maria Augusta, chamou as duas irmãs. Depois de chorar muito, as três acharam que merecia ser escrito um livro. Assim surgiu Queria Ver Você Feliz (editora Intrinseca), lançado no último mês de outubro. Ex-mulher do diretor João Falcão e mãe da atriz e cantora Clarice Falcão, Adriana foi estimulada também pelo genro, Gregório Duvivier: o ator e roteirista disse que só após ler o livro entendeu Clarice, sua mulher.

:: Veja outras colunas de Claudia Tajes

A história é dramática, mas tem lances divertidos da vida de uma familia nada comum. O pai se suicida aos 44 anos e a mãe treze anos depois, em 1991. A ação do livro transcorre no Rio, em Recife e em Porto Alegre, onde moravam uns tios de Maria Augusta e ela passava as férias. Quando, em 1959, precisou de tratamento psiquiátrico, o marido a internou por um mês no Hospital São José. Para tornar o texto mais leve, o narrador é o Amor, personificado na força dos personagens, que falam através das suas cartas. Ele também fala de si mesmo, na abertura do livro:

– Sou um penetra. Estou belicosamente plantado no meio de olhos que não se devem olhar, corpos inéditos, condições incompatíveis, atos ilícitos e corações desautorizados. Sou a maior fonte da inspiração de poetas de todos os tempos. Sem mim, luas cheias se exibem sem finalidade.

 

Correspondência Rio-Porto Alegre

 

Caio

Rio, 6 de janeiro de 1950

Maria Augusta: Ando meio mais ou menos. O papai ficou muito triste porque eu fiquei para segunda época, ficou até irritado, por mais que pareça impossível que ele chegue a se irritar. (…) Espero que você pense com carinho em tudo que falei na nossa última discussão, foi tudo sincero. Estou temeroso por nós dois. Na época que nos conhecemos, meu bem, eu tinha ideia de, caso pegasse uma garota que gostasse de mim, aproveitar-me dela. (…) Mas não tive coragem, Maria Augusta, ante tua inocência, de fazer nada com você. Foi a primeira vez que eu cedi à razão. Mas tudo é loucura, não é você mesma que diz? E temos que respeitar a maluquice dos outros.

Maria Augusta

Porto Alegre, 10 de janeiro de 1950

Telegrama: Não fica assim meu amor pt fica feliz pt eu te amo pt me manda um telegrama no meu aniversário pt ou então eu morro pt

Porto Alegre, 23 de janeiro de 1950

Meu amor, você não pode imaginar a alegria que senti ao receber sua carta. Eu dava pulos e me pendurava no pescoço das minhas primas que estavam aqui visitando a tia Rosina. Elas ficaram admiradas de me ver assim, pois nos últimos dias ando muito abatida. As saudades de você eram tantas que eu não aguentava. Ontem eu fui ao cinema com a Vera e chorei o filme todo sem razão, pois A Filha do Comandante nada tem de triste. Eu sei só que senti uma falta horrível de você, mais do que nunca.

***

Parece Mal é o nome do livro com “a breve exposição de faltas e inconveniências, tanto de gesto como de linguagem, que se devem evitar em sociedade”, editado em junho de 1913 pela Aillaud, Alves & Cia em francês e traduzido para o português em Lisboa. Alguns conselhos valem até hoje.

Aos homens parece mal sentar-se antes das senhoras prender o guardanapo por baixo do queixo ou estendê-lo no peito. Ao trinchar o peru, parece mal deixar os braços levantados como asas em “pleno voo”.

***

Frutommelier, o termo recentemente criado pela nutricionista Sonja Salles (foto abaixo), já está nas colunas sociais de São Paulo, onde ela ministra cursos em sua academia de nutrição. A palavra foi criada a partir de sommelier, originalmente o encarregado da adega de vinhos na despensa. Hoje, sommelier define universalmente o expert em vinhos com formação profissional ou mesmo autodidata.

Um frutommelier sabe combinar frutas e harmonizar sucos com as comidas. Ele começa pela seleção das frutas. Aconselha como misturá-las com outros ingredientes de pratos de gastronomia. Não é preciso recorrer ao frutommelier para saber que morango com creme de chocolate é uma feliz sobremesa, e molho de manga casa bem com o peru da ceia de Natal. Já a harmonização dos sucos de frutas com as comidas merece consultoria.

***

Acontecerá

A professora Marcia Ivana de Lima e Silva dará uma palestra dia 19, das 12h20min às 13h40min, no Studio Clio (José do Patrocínio, 698), sobre a Porto Alegre que foi cenário de romances de Erico Verissimo dos anos 1930 (Clarissa, Olhai os Lírios do Campo, Caminhos Cruzados e O Resto é Silêncio, de 1942). Baseada no mapa da cidade àquela época, Marcia Ivana falará durante almoço com cardápio sob a mesma inspiração.

***

Etiqueta na prática

Envie sua pergunta para a Celia: contato@revistadonna.com

Espírito de natal

“Fico muito chocada por meus netos adolescentes não se interessarem por participar da nossa ceia de Natal, nem terem curiosidade de conhecer outros parentes. O que se pode fazer para atrai-los?” IZOLDA

– Todos têm pressa de usufruir da vida, especialmente os adolescentes, que agem como se o mundo fosse acabar amanhã. Nós também fomos assim. Convive-se muito pela internet. A educação também mudou, há maior intimidade entre pais e filhos, alunos e professores. Quem sabe você pergunta aos seus netos se gostariam de levar à ceia um(a) convidado(a) da sua idade?
60 anos no veraneio

“Vou fazer uma festa com DJ e dança, ao entrar em nova década, na nossa casa de praia. São 80 convidados. Qual o tipo de traje que deve constar no convite ? ” M. H.

– Existe uma variedade de termos, por exemplo, beach gorgeous (praia linda) e luxury beach (praia luxuosa). O primeiro pede vestido longo ou curto, short com top para as jovens, sandálias. Para os homens calça ou bermudas com camisa de manga curta, tênis social (solado baixo). O segundo é mais luxuoso: eles de camisa de manga longa arregaçada acima do cotovelo, punho aberto como arremate; elas de longos, e longuetes com brilhos. No seu caso, pode ser praia chique: elas de longo ou curto confortável; eles sem gravata.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna