Celia Ribeiro: “o carismático e elegante Oscar De La Renta que conheci”

Um homem bonito e atraente, de bem com a vida. Assim foi o estilista Oscar de la Renta, que morreu nesta semana, aos 82 anos, depois de lutar durante oito anos contra o câncer. Envolvido com seu trabalho até o fim, Oscar conseguiu ainda desenhar o vestido de noiva de Amal Alamuddin, a mulher de George Clooney, para o badalado casamento realizado recentemente em Veneza. Nascido em Santo Domingo, capital da República Dominicana, filho de mãe espanhola e pai porto-riquenho, aos 18 anos Oscar foi morar em Madri para estudar pintura numa academia. Mas, na verdade, o que ele queria era ser um criador de moda. Pensando em fazer sua formação com o melhor estilista madrilenho, estagiou no ateliê de Cristobal Balenciaga, um dos maiores nomes da alta costura europeia.

amalalamuddingeorge

A exemplo do mestre, que tinha também uma maison parisiense, Oscar de la Renta sabia que só seria reconhecido se fosse trabalhar em Paris. Mudou-se então para a Maison Lanvin, para melhor absorver o ambiente da alta costura francesa e se relacionar com pessoas influentes que o ajudassem a criar sua própria grife. Mas foi só quando Jacqueline Kennedy usou seus modelos, na época em que como primeira-dama dos Estados Unidos vestia Pierre Cardin, Chanel e outras famosas grifes parisienses, é que o nome Oscar de la Renta tornou-se reconhecido pelo mundo fashion.

:: De primeira-dama a cantora pop, as mulheres que vestiram as criações de Oscar De La Renta

Ao perceber o deslumbramento do jovem dominicano por Paris, Diane Vreeland, a famosa editora da revista Vogue americana e personagem central do filme O Diabo Veste Prada, aconselhou-o a se transferir para Nova York, porque o maior destaque em Paris seria sempre para as grifes francesas, como Dior, Cardin e Chanel. Foi assim que surgiu, em 1965, a primeira coleção de Oscar de la Renta em Nova York. Mas enquanto Geoffrey Beene e Ralph Lauren, principalmente este, construíam exitosas carreiras projetando suas grifes no prêt-à-porter como estilistas genuinamente americanos, Oscar marcava por sua primorosa alta costura, com roupas de festa consumidas por elegantes americanas famosas, inclusive primeiras-damas que sucederam a Jacqueline Kennedy.

Designer Oscar de la Renta dies at 82

Oscar também soube ganhar muito dinheiro, numa expansão multimídia que consagrou o perfume Oscar, acessórios e até design de móveis. Tudo isso foi realizado sem que Oscar perdesse a preocupação com o social. Numa praia da República Dominicana, próximo a um resort e uma de suas residências à beira-mar, fundou uma instituição para meninos carentes receberem instrução e treinamento em diversas áreas profissionais.

Nas minhas andanças por Paris, assistindo a desfiles de lançamento de coleções, conheci pessoalmente Oscar de la Renta. O seu carisma e a elegância máscula contribuíam também com os calorosos aplausos de final de desfile, quando surgia sorridente com uma de suas modelos vedetes, como foi Naomi Campbell, a percorrer a passarela com a mão da manequim elevada.

naomi

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna