Clara Averbuck: Alguém chega para um homem e diz para que ele “se respeite”?

Foto: SBT, divulgação
Foto: SBT, divulgação

Na semana passada, a adolescente Maísa, outrora menina Maísa, considerada “prodígio” do SBT, passou por um imenso constrangimento causado por Silvio Santos. A menina tem 15, repito, 15 anos, e ele achou por bem dar sua não solicitada opinião sobre o fato de ela “já ter 15 anos e não ter namorado”. O que se seguiu foi um míni show de horrores, com o outro jovem envolvido, Dudu Camargo, passando vergonha dançando Deu Onda sozinho no palco enquanto Maísa sofria de intensa incontinência facial (quando somos incapazes de conter o que estamos sentindo/pensando e fica evidente nas expressões) e se retirava do palco. Muito que bem.

A menina foi acusada de grosseira, de ter sido rude com o rapaz e de várias outras coisas. Chegou a postar uma notinha em seu Facebook pessoal: “…Minha apresentação no Programa Silvio Santos, do último domingo (18), está sendo motivo de questionamento e ataques nas redes sociais. Isso é comum, pois vivemos em uma sociedade onde a mulher muitas vezes não tem voz e precisa lutar com situações constrangedoras e brincadeirinhas todos os dias. Quando uma menina de 15 anos não aceita qualquer brincadeira ou comentário, e se posiciona, causa espanto. E muita gente se sente no lugar de tentar repreender tal atitude como se me conhecessem, ou se fossem meus pais”.

Dá-lhe. Mas melhora: “Estamos aqui para trazer reflexão: até quando as mulheres vão viver precisando aceitar tudo? Não é não!”.

Sim, Maísa, sim, sim. Obrigada.

Não é apenas uma adolescente se posicionando acerca de um constrangimento na televisão. É uma garota falando sobre o que nós, mulheres, passamos todos os dias. Todas as mulheres. Inclusive as que não querem admitir pois não cabe em seu discurso. As mulheres que saem na rua e são assediadas. As mulheres que dizem não e são ignoradas. Não, colega, não é só “se respeitar para ser respeitada”. O respeito já deveria ser nosso. Alguém chega para um homem e diz para que ele “se respeite”? Nunca vi.

Pra piorar essa história, o outro jovem envolvido, Dudu Camargo, já maior de idade porém carente de
noção, ainda disse que convidou Maísa para dormir com ele e vê-lo ao levantar da cama. Outra brincadeira muito legal, não é mesmo?

00c0822f

E qual o maior problema? Ora, é o Silvio Santos, dono da emissora, que acha ok constranger uma funcionária adolescente e deixar ir ao ar esse show de machismo, além de seguir repercutindo em outros programas de sua emissora que sequer merecem ser citados. Que acha ok repetir a dose e seguir a sessão de constrangimento – dificilmente um funcionário pode declinar o convite de seu chefe para estar num programa, então, pra mim, é evidente que, na segunda vez, ela não estava lá por livre e espontânea vontade. Que acha muito engraçado chamar de brincadeira algo que faz uma adolescente chorar, possivelmente por impotência e por se sentir humilhada. Que engraçado! Que brincadeira legal.

Espero que a Maísa, que tem apenas 15 anos mas uma carreira longa na TV, desista desse senhor e consiga contratos melhores sendo independente. Que o canal dela no YouTube bombe. Que ela não precise estar atrelada a ninguém que a humilhe e ainda possivelmente a silencie depois, já que ela não quer falar a respeito. Torço demais para que ela consiga se desenroscar dessa rede e viver livre pra ser essa menina consciente que demonstrou ser.

E Silvio Santos, tio, que vergonha de você. Que vergonha também de vários de seus outros contratados, que dizem muito sobre o que é “brincadeira” e “piada” no seu conceito. Que vergonha imensa. Seguir
fazendo tudo por audiência pode até parecer uma boa ideia na sua cabeça antiga, mas apenas demonstra que você perdeu o bonde da história faz tempo. Como imagino que a evolução e o aprendizado não sejam de seu interesse, apenas posso dizer: para, tiozão, que está feio demais.

Leia mais colunas de Clara Averbuck
:: A violência dos nossos filhos não é “só uma brincadeira”
:: A Mulher-Maravilha e o amor romântico
:: Tudo é político quando você é uma mulher

Leia mais
Comente

Hot no Donna