Claudia Tajes: “Projeto Flórida”, o melhor na categoria Filmaço, filme maravilhoso que o Oscar ignorou

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Todo brasileiro é um técnico de futebol, falava-se antes. Mais recentemente viu-se que todo brasileiro é um comentarista político feroz, do tipo que não admite opiniões contrárias. Nos últimos tempos, percebeu-se que todo brasileiro é também um crítico de cinema, como deu para ver agora mesmo, no Oscar. Dois dos concorrentes mais comentados nas redes sociais foram o escolhido melhor filme, A Forma da Água, e Três Anúncios para um Crime.

Se tiver mesmo que escolher um deles, prefiro A Forma da Água. Sou da turma dos que não curtiram Três Anúncios para um Crime (mas fiquei bem quieta, para ninguém me xingar). Se a gente vai ao cinema para esquecer de tudo por duas horas, mas passa se irritando com a história e seus desdobramentos, então o filme não funcionou. Só que entre eu não gostar e eu querer que ninguém goste porque eu não gostei, vai uma grande diferença. Amigos entraram em corpo a corpo – virtual, graças a Deus – durante dias e dias por conta de percepções diferentes. Alguns até se ofenderam. Eu, hein? Tanta coisa mais importante para se brigar nessa época em que direitos são subtraídos e custos aumentam do nada, pegando o pessoal de surpresa. Prefiro guardar minha energia.

No domingo passado, o sempre melhor de todos, Luis Fernando Verissimo, deu uma notinha sob o título INJUSTIÇA: “Não bastasse darem o Oscar de melhor filme de 2017 ao pegajoso A Forma da Água, não foi sequer mencionada, que dirá premiada, a atuação inacreditável de Brooklynn Prince no filme The Florida Project. Ela mereceria um Oscar de melhor atriz mesmo que não tivesse apenas sete anos de idade.”

Projeto Flórida. Esse filme maravilhoso – e que o Oscar ignorou – mostra a vida de quem mora na periferia de Orlando, no caminho para o parque da Disney, em motéis de beira de estrada que parecem os nossos velhos conjuntos habitacionais. Fica ali quem precisa amontoar a família em pequenos quartos, muitos expulsos de suas casas por causa da crise hipotecária de 2007 nos Estados Unidos. As crianças são quase selvagens, com uma imensidão árida para correr, gritar e aprontar. Aqui entra a pequena atriz de quem LFV falou, a menina Brooklynn, no papel de Moonee. Aos seis anos, idade dela quando filmou, é melhor atriz do que a maioria das jovens, adultas e veteranas que a gente vê nas telas. A situação da menina e sua mãe, o sobreviver dia após dia, a precariedade de tudo. Como parece familiar, apesar do cenário norte-americano. E ainda tem o ator William Dafoe como o gerente do motel Magic Castle, e um final de não esquecer tão cedo.

Sobre o diretor, corroteirista e montador de Projeto Flórida, Sean Baker: o trabalho anterior dele, Tangerine, sobre uma prostituta transexual que sai da prisão e descobre que o namorado está de romance com uma mulher cisgênero, foi todo filmado com um iPhone 6. Talento é talento.

Voltando ao Oscar. Para os amigos irritados com a cerimônia e a premiação, o melhor conselho veio da Cíntia Moscovich: “Mas tchê, é só não assistir”. Enquanto isso, o Chile ganhava seu Oscar de Melhor Filme Estrangeiro por Uma Mulher Fantástica. A Argentina já tem dois. Eu, colonizada, ainda quero ver o Brasil levar também. Se for de algum-alguma diretor-diretora amigo-amiga, melhor ainda. A torcida continua.

• • •

Sobre A Forma da Água, circula na internet uma comparação entre cenas do filme e de um antigo sucesso da Disney, Splash – Uma Sereia em Minha Vida, de 1984. Em Splash, a linda Daryl Hannah fazia a sereia que, ao ir para Nova York em busca de Tom Hanks, caía nas mãos mal-intencionadas do governo. Qualquer semelhança com o peixe sexy de Guillermo del Toro será mera coincidência? Para conferir: bit.ly/formaágua.

Leia mais colunas da Claudia:
:: Claudia Tajes: Até o homem mais primitivo pode ser sensível
:: Ah, WhatsApp, eu te quero, eu te odeio
:: Era para ser comunicação, virou uma maldição zumbi
:: Usado na hora certa, um palavrão ainda é a válvula de escape mais inofensiva que há

Leia mais
Comente

Hot no Donna