Não espere o cenário ideal para mudar a rota da sua vida: saiba como agir apesar do medo

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Eu estava a uma altura de 3 mil a 4 mil metros, era um sábado de céu azulado com nuvens que pareciam mesmo de algodão. O vento soprava forte e saltei, em queda livre, numa velocidade ao redor de 200 km/hora. O paraquedas abriu e contemplei umas das sensações mais bacanas que já vivi enquanto ia pousando lentamente. Muita gente, ao ver o salto, me disse: “Que coragem!”

Sim, é preciso coragem para se jogar, assim como é necessário agir apesar do medo e ter a mesma coragem para alterar a rota e conquistar novas posições na vida e na carreira.

No dia do paraquedismo, tive que esperar o tempo melhorar para que o salto fosse feito com a máxima segurança e a visibilidade necessária. No dia-a-dia, nem sempre a gente vai poder esperar pela melhor condição, pelo melhor momento para seguir adiante. Até porque, sinceramente, não acredito que exista um momento perfeito, algo sempre vai faltar.

“Nem sempre terá uma vida confortável e nem sempre será capaz de resolver todos os problemas, mas não deve subestimar a sua importância, porque a história mostrou-nos que a coragem pode ser contagiosa e a esperança pode ter uma vida própria”. Essa é uma das frases mais conhecidas de Michelle Obama, ex-primeira dama dos Estados Unidos, dona de uma personalidade doce e marcante, e reconhecida como uma mulher realizadora e inspiradora.

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Gosto de pensar que a coragem é contagiosa, como disse Michelle. Basta olhar para o lado e ver quanto o movimento de uma amiga em busca de algum sonho nos motiva a também sonhar, a também buscar, o quanto a realização de outras pessoas nos mostra que é possível. Isso mexe profundamente com nossas crenças, dá a sensação de que também vale para nós.

Coragem para alterar a rota não significa ausência de medo, mas a capacidade de enfrentar esse medo, já explica o escritor brasileiro, Mário Sergio Cortella, que lançou recentemente o livro “A Sorte Segue a Coragem”. Nele Cortella defende a necessidade de dar o primeiro passo, de ter a coragem de estudar, de buscar, de se preparar.

A coragem vem do coração, já nos ensina a origem da palavra, que vem do latim “coraticum”, que significa bravura que vem de um coração forte. Coragem é ânimo, é ação, é motivo para colocar em prática aquilo que fica lá na morada dos nossos sentimentos, o nosso coração. Bora alterar a rota?

Leia também
:: Como encontrar um propósito na sua carreira?
:: Palmas! 5 dicas para melhorar sua performance para falar em público

Leia mais
Comente

Hot no Donna