Compras não planejadas são reflexo de desperdício: veja como fugir desta cilada

Foto: Pexels, reprodução
Foto: Pexels, reprodução

O seu celular funcionava bem, mas sem querer você derrubou ele na piscina? Você gostava do seu óculos de sol, mas de repente ficou mais descuidada com ele?  O seu creme dental ainda tinha um pouco mais de produto no fim do tubo, mas você já abriu outro novo que estava na gaveta? O que existe em comum em todas essas situações?

A resposta é: um mesmo comportamento. Uma pesquisa recente identificou que, quando há um novo modelo disponível as pessoas tendem a se tornar mais descuidadas com o que possuem e, muitas vezes, podem estragar as coisas de propósito a fim de ter uma justificativa para adquirir um novo modelo mais moderno.

Em reportagem divulgada pelo jornal New York Times, a professora assistente de marketing da Columbia Business School Silvia Bellezza explica que “os consumidores agem de forma mais imprudente com seus produtos atuais quando na presença de um mais atraente, mas ainda não alcançado”. Bellezza conta que estava interessada em saber se os consumidores quebram as coisas de propósito e se eles precisam de uma justificativa para comprar outros produtos novos. Ela se juntou ao estudo de Joshua Ackerman, da Universidade de Michigan, e Francesca Gino, da Harvard Business School, e iniciaram alguns testes.

Shopping-Women-Vector-Set_small_preview

Em um dos experimentos, os pesquisadores testaram mais de 1 mil consumidores de itens como xampu, óculos de sol, creme dental e perfume e descobriram que as pessoas eram mais propensas a desperdiçar ou descuidar com um produto se soubessem que uma versão melhorada estava disponível.

– As pessoas se culpam se sentem o desejo de comprar uma nova versão de um produto quando o que elas têm está funcionando perfeitamente bem. Mas perder ou quebrá-lo é presumivelmente uma maneira de comprar um novo sem experimentar muita culpa sobre a despesa – explicou Bellezza em entrevista ao NYT.

E você, já fez isso também?  A pesquisa conclui dizendo que uma maneira de evitar o desperdício ou desatenção com o que já temos é pensar em doar as coisas a alguém que gostamos muito. Assim, ficamos menos descuidados e podemos até adiar esse “gatilho” da compra de algo novo, especialmente acionado a partir de lançamentos de produtos como um novo Iphone, um óculos de sol mais moderno ou qualquer outro produto.

O fato é que quando a gente quer algo, achamos desculpas, caminhos e até podemos “quebrar” nossas coisas de propósito para satisfazer aquele desejo de consumo. Parece louco, né? Pense já fez isso algum dia… Se já, vale a pena ficar atento a esses comportamentos e tentar, quem sabe, adiar um pouquinho mais o impulso da compra, especialmente se seu objetivo é economizar.

Dicas para evitar o desperdício:

  • Compre um novo modelo mais moderno quando o atual já não funcionar ou estiver dando problemas que te atrapalhem, de verdade.
  • Preste atenção no seu comportamento para ver se não está deixando as coisas estragarem de propósito a fim de ter uma justificativa para adquirir um novo modelo mais moderno.
  • Escreva num papel sobre o seu impulso da compra e tente adiar a vontade se você chegou a conclusão que o antigo produto que você tem ainda cumpre o seu papel
  • Doe as coisas que você está querendo trocar, assim você diminui a desatenção com o que já tem
  • Dispense a culpa pela compra do novo modelo se você o fez observando que o antigo já não funcionava mais.

Confira outras colunas sobre finanças
:: Por que as mulheres negociam menos do que os homens – e como virar este jogo
:: Lições de uma #Girlboss: como aprender com os erros e acertos da garota que inspirou a série
:: 10 motivos para não perder “Girlboss”

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna