Dia dos namorados: casais negros poderosos & famosos para nos inspirar

Dia 12 de junho o assunto não poderia ser diferente: amor. Eu escolhi falar de casais que me inspiram e que, de alguma maneira, fortalecem a imagem dos negros na mídia. Afinal, é fundamental mostrar e enaltecer negros que estão em um alto patamar de vida para todo mundo entender que sim, podemos e somos capazes de estar lá.

Escolhi quatro casais da área das artes e da política.

Vinci Bucci/Divulgação

Will Smith e Jada Pinkett Smith

Ambos atores, casados há quase 20 anos e com dois filhos artistas. Will é um dos atores mais consagrados de Hollywood e juntos são um dos casais mais rentáveis da década. No ano de 2016, participaram do boicote àquela edição do Oscar pela ausência de indicação de profissionais negros. Tanto Will quanto Jada já declararam algumas vezes o racismo que existe na indústria cinematográfica e a falta de representatividade que há nesse meio.

Kevin Mazur/Divulgação

Beyoncé e Jay-Z

Os dois são artistas da música, casados há nove anos com um filho e dois ainda por nascer. Nos últimos anos, passaram a defender a cultura negra fortemente. A transformação mais notável de Beyoncé começou no lançamento do seu último álbum, Lemonade, que assume um discurso político e fala muito de negritude. O casal participa e ajuda financeiramente o #BlackLivesMatter (movimento ativista mundial contra a violência direcionada a pessoas negras).


Bruna Castanhera/Divulgação

Taís Araújo e Lázaro Ramos

Ambos atores, casados há 12 anos, têm dois filhos. Ela fez a primeira protagonista negra na televisão brasileira, e Lázaro é o ator negro com mais papéis de destaque na televisão. É o casal mais representativo no Brasil. Atualmente eles atuam em uma série em um horário nobre em que são protagonistas, além da peça O Topo da Montanha – que fala de racismo e a luta de direitos civis de Martin Luther King – em que os dois são os únicos atores e que acabaram de encerrar a turnê em Porto Alegre.

Kwaku Alston/Divulgação

Barack Obama e Michelle Obama

Impossível não falar do ex-presidente e da ex-primeira dama dos Estados Unidos.  São casados há 24 anos e têm duas filhas. Quando imaginaríamos que o país mais influente do mundo teria como representante maior um negro? Isso proporcionou sonhos e possibilidades a milhões de crianças e adolescentes (adultos e idosos também, por que não?). Infelizmente, a discussão da questão racial não teve significância em seu mandato – Obama até recuava de perguntas relacionadas a isso –, mas só o fato dele ter alcançado esse espaço enorme expressa muita coisa.

Leia também
:: Empoderamento e feminismo negro: três mulheres compartilham histórias de vida
:: Entrevista! Blogueira Luiza Brasil fala sobre ativismo e as pautas do feminismo negro
:: Beleza negra: especialistas indicam cuidados com a pele negra e o cabelo afro

Leia mais
Comente

Hot no Donna