Dinheiro traz felicidade? Saiba o que dizem as pesquisas

Foto: Pexels, reprodução
Foto: Pexels, reprodução

Você já experimentou atrasar o pagamento de alguma conta? Ou perceber que as despesas do mês não vão caber no salário? Ou, ainda, ver que as dívidas do mês anterior vão acumular com as do mês corrente? É desesperador, me dizia uma amiga na última semana. Ela é do tipo que nunca ligou muito para dinheiro, mas sempre manteve as contas em dia. Agora as dificuldades financeiras dela estão afetando a própria saúde, e ela já começa a repensar o papel do dinheiro, efetivamente.

Afinal, dinheiro traz felicidade?

Independentemente dos aspectos subjetivos, dinheiro é necessário e ponto. Você pode viver com menos ou com mais, só que vai precisar dele. Quanto é necessário para gerar aquela sensação de bem-estar? O debate é antigo, a ciência já se debruçou sobre ele várias e várias vezes. Agora, na última semana, um estudo da Fundação Getúlio Vargas revelou que dinheiro traz, sim, felicidade. A sondagem do Bem-Estar apurado pela FGV mostrou que quanto mais alta a renda do brasileiro, maior a pontuação no ranking de felicidade. Segundo a pesquisa, a evolução no quanto você ganha afeta positivamente a felicidade, enquanto o desemprego e a desigualdade impactam negativamente. A pesquisa feita com mais de 2500 pessoas revelou que homens são mais felizes que mulheres, o motivo segundo o estudo está na renda.

No mundo todo mulheres ganham menos do que os homens, revela levantamento da ONU Mulheres. No Brasil, pesquisa do IBGE divulgada neste ano mostrou que as mulheres receberam 23,6% do que os homens em levantamento feito em 2015. Ser feliz, obviamente, não se resume a quanto de dinheiro vai ter na sua conta bancária. Mas acredito que afeta sim a sensação de bem-estar. No meio do caminho entre sentir em estado emocional positivo ou não existe uma série de variáveis, uma bem prática no entanto é dinheiro.

Lembro no começo da minha carreira, quando a grana era curta eu cheguei a desenvolver uma alergia, que apelidei de alergia à falta de dinheiro. Quando a situação financeira melhorou, a alergia sumiu. Parece engraçado, mas a preocupação me gerava nervoso e o nervoso afetava a minha saúde. Pesquisas mostram e a gente sente na pele, dinheiro é mesmo importante. E se é assim, só me resta desejar que nessa busca pela felicidade e pelo dinheiro o caminho nos traga satisfação e a presença dele na nossa vida faça valer a pena todo o empenho.

Leia mais
:: Encorajamento feminino: 9 lições para colocar seus planos em prática
:: Celebridades abandonam smartphone para serem mais produtivas: conheça esta e outras técnicas
:: Por que não conseguimos fazer o que queremos? Dicas para lidar com a procrastinação

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna