Luis Felipe Di Mare: ponto firme

Inversão térmica. As temperaturas começam cair aqui no hemisfério norte. O sol ainda brilha, mas de fato o verão já disse até logo. A alteração dos termômetros muda quase tudo. Trocamos o externo pelo interno, a salada pela sopa e por aí vai. O guarda-roupa também sofre transformação e nas ruas o knitwear se confirma como a previsão com a maior taxa de aceitação.

Foi lá em fevereiro, durante as semanas de moda que apresentaram o outono-inverno, que uma brisa forte indicou o tricô como o novo it-look da temporada. A proposta apareceu em desfiles importantes como Stella McCartney, Marc Jacobs e Céline. Outro craque nesse ramo é o brasileiro Lucas Nascimento que sempre cria peças usando o material com personalidade e muita qualidade.

Dessa vez, os pontos da malha são bem finos, a silhueta é alongada por conjuntos ou vestidos no mesmo tom. Essas opções trazem um ar de frescor e suavidade para a estação mais pesada. Se paramos para analisar, a proposta é excelente, pois funciona tranquilamente da primavera ao inverno. Tudo depende do calor e do seu humor.

Os decotes, as assimetrias e os recortes estratégicos aparecem, são cool e melhores para os dias de mais calor. O ponto alto mesmo são as golas rulê – aposta certeira para esse inverno! Se estiver de viagem marcada, lembre-se disso.

E se curtir muito e decidir cair de cabeça, acredite na sobreposição. O cebolismo (se vestir em camadas) te protege do frio e está mais do que in.

00a73cc0

A gola rulê é um dos hits do outono/inverno europeu.

00a73cc500a73cc7

Silhueta alongada por vestidos e conjuntos no mesmo tom.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna