Luis Felipe Di Mare: that’s Paris, baby

Foto: Luis Felipe Di Mare/Divulgação
Foto: Luis Felipe Di Mare/Divulgação

Última semana da temporada de moda masculina primavera/verão 2015. O grand finale da season só podia ser em Paris, berço da moda e capital fashion. Vi muitas marcas inspiradas no motociclismo. A Kenzo apostou no mix entre USA e França e estampou listras que lembram os sinais das motinhos vespas que circulam pela cidade. Imagens turísticas, clássicos e adoráveis clichés foram apresentados com uma paleta de cor tão deliciosa como uma caixa de macarons da Ladurée.

A Balmain fez uma apresentação privé em seu próprio prédio e mostrou uma coleção cheia de grafismos, inspirada em pilotos dos anos 70. A pegada é esporte-luxo-rock-and-roll com várias peças bordadas que também entrarão na wishlist das mulheres. Essa mesma proposta apareceu na Givenchy, que apesar de ser mais hip hop, está fazendo barulho como quase nenhuma outra marca. Na passarela da grife, os destaques foram as transparências e os florais com pérolas bordadas, num jogo esperto entre masculino e feminino. Nas ruas, as meninas já abusam desses tecidos transparentes, como organza e telinhas. No próximo verão, esses materiais prometem invadir o guarda-roupa deles, assim como itens em jacquard, como vi nos desfile de Walter van Beirendonck e Wooyoungmi.

A Louis Vuitton foi mais longe e trouxe inspirações da Índia, sem investir no literal. O mais interessante foi ver como a grife criou uma proposta mais jovial e vibrante.

Estão todos de olho nos consumidores mais jovens. Ainda bem! Bisous.

Foto: Kenzo/Divulgação

Foto: Kenzo/Divulgação

Transparência e floral (abaixo) nas ruas e passarelas. Fotos: Luis Felipe Di Mare/Divulgação

Transparência e floral (abaixo) nas ruas e passarelas. Fotos: Luis Felipe Di Mare/Divulgação

Foto: Louis Vuitton/Divulgação

Foto: Louis Vuitton/Divulgação

Todos querem Givenchy!. Foto: Divulgação

Todos querem Givenchy!. Foto: Divulgação

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna