Mariana Kalil: Sobremesa emprestada

(Eline Prando)
(Eline Prando)

Você acabou de almoçar com seu marido (noivo ou namorado… Enfim, um ser do sexo masculino) em um restaurante pet-friendly (eles são cada vez mais numerosos, que bom!) e acabou não pedindo sobremesa. Vontade não faltou, mas seu marido quis apenas um café expresso, olhou para sua cara como quem diz “não precisa comer sobremesa” e você ponderou que podia seguir vivendo o resto do dia sem aquele docinho no final da refeição.

:: Confira outras colunas da Mari Kalil em Donna

enxaqueca21
LEDO ENGANO

Vocês deixaram o restaurante caminhando com os cachorros, mal viraram a esquina (você com aquela vontade de trincar os dentes por um docinho martelando na sua cabeça) e toparam com uma confeitaria no meio do caminho. Você ficou hipnotizada. “Só um brigadeiro”, pensou. “Bem pequeno. Só para adoçar a boca”, continuou pensando.

mulher-com-vergonha2SÓ UM

Então, você lembrou que era domingo, que você mantém o controle da alimentação a semana inteira, que se entope de salada verde e abacaxi com canela para tentar esquecer o chocolate, que trabalha feito uma mula, que cuida da casa, dos filhos, dos cachorros, que trata de estar sempre bonitinha, de unha feita e cabelo escovado, que não falta à  academia, que se estrebucha na maldita esteira ergométrica – e naquele dia, um domingo, você vai, sim, se dar o direito de comer um mísero brigadeiro.

brigadeiro1ESSA COISA INOFENSIVA

Você comunica em alto e bom som que vai entrar na confeitaria para comprar o brigadeiro. Seu companheiro dá de ombros, como se não se importasse com a decisão – e menos ainda com o brigadeiro. Você pergunta se ele quer um também. Ele responde “não, obrigado, fiquei bem com o café”. Então, você deixa os cachorros com ele, coloca o peito para frente e entra confiante no estabelecimento. Para hipnotizada diante da vitrine de doces e faz o pedido:
– Um brigadeiro, por favor.
– Só um? – pergunta a funcionária.
– Sim, apenas um – você responde.
– Para comer aqui ou para levar? – ela quer saber.

mulher-de-boca-aberta1PARA COMER AQUI!!

03-por-ai-mulher-gritando513AGORA!!

woman-going-crazyJÁ!!!

crazy-woman12PELO AMOR DE DEUS!!!!

A funcionária alcança aquele brigadeiro e você acomoda o doce na mão como se fosse um diamante raro. Percebe toda a circunferência e fica pensando por onde começar a degustar aquele sabor do paraíso. Dá uma pequena mordida, sente o doce entrando em contato com suas papilas gustativas. Quase solta uma lágrima de emoção.

bento1123ELA É MUITO DRAMÁTICA

Então, você se vê parada no meio da confeitaria, vivendo um romance com aquele brigadeiro e trancando toda a passagem dos clientes. Resolve voltar à realidade e seguir mordiscando devagar aquela maravilha enquanto passeia com seu marido e seus cachorros. Oferece um pedaço do brigadeiro ao seu companheiro como forma de ser educada, desejando que ele responda “não, obrigado”. Mas ele diz que sim.

mulher-doidissima5-594x4991SIM!!!!!!

hysteria23POR QUÊ????

Você estende a mão e dá o doce na boca dele para tentar delimitar uma fronteira de avanço das tropas dentárias do seu marido e evitar, assim, que ele engula o brigadeiro inteiro. Só que homens não tem essa delicadeza – e o que acontece? Ele engole quase todo o seu brigadeiro em uma única dentada.
– Está bom, hein? – fala.

crying2-425x499ESTAVA!!!!!!

Pensei que eu fosse a única mulher do mundo egoísta com sobremesas, mas conversando daqui e dali descobri que não. Sabe por quê? Porque homens têm mania de não pedir sobremesa para depois devorar a nossa. Faço minhas as palavras da advogada e escritora Ruth Manus, que conheci recentemente.

ruthmanus2RUTH COM SEU NOVO LIVRO

Conclama ela: “Pessoas do mundo. Especialmente homens. Contribuam para um mundo melhor: por favor, peçam suas próprias sobremesas. Nos deixem ser felizes. Nos deixem comer em paz. Ou no mínimo tenham a decência de dizer ‘vamos dividir?’ para que a gente se prepare psicologicamente. Dividir conscientemente é uma coisa, ser furtada é outra”.

:: Confira outras colunas da Mari Kalil em Donna

positivo1DÁ PRA COLABORAR?

 

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna