Mariana Kalil: Sonhos Possíveis

Você tem sonhos? Eu tenho vários. Dos mais atingíveis e inatingíveis aos mais bizarros. Alguns, persigo feito cachorro perdigueiro; outros, estou ciente de que serão para sempre apenas sonhos, mas sigo sonhando. Por exemplo? Comer e não engordar. Vai dizer que não é um sonho de consumo?

:: Confira outras colunas da Mariana Kalil em Donna

COMER! COMER! COMER!

COMER! COMER! COMER!

E NÃO ENGORDAR!!

E NÃO ENGORDAR!!

VAI MORRER SONHANDO

VAI MORRER SONHANDO

Outro sonho que talvez morra sonhando: jogar frescobol na beira da praia de biquíni branco. Sacar, rebater, buscar a bolinha a galope pela areia sem que nada nas adjacências entre a região abdominal e os flancos movimente-se grotescamente. Que tal?

VAI MORRER SONHANDO

VAI PRECISAR DE 10 ENCARNAÇÕES

Há sonhos que não dependem de nós. No meu caso, comer e não engordar (não me foi concedido este benefício genético) e jogar frescobol na praia de biquíni branco (não nasci com talento para musa fitness). Porém, há sonhos perfeitamente possíveis de serem realizados.

NHAM NHAM!!

NHAM NHAM!!

Ir em busca de nossos sonhos não é nada fácil. O sonho não cai materializado do céu. Sonho é uma palavra muito bonita na teoria (e um doce ótimo também!), mas concretizá-lo às vezes dói, fere, machuca. Requer trabalho, disciplina, foco, método, persistência; requer maturidade para lidar com angústias, ansiedades, desassossegos, inquietações. Só que não existe outra maneira de fazer a vida valer a pena.

A FELICIDADE É POR AQUI

A FELICIDADE É POR AQUI

Me surpreendi negativamente com uma pesquisa realizada pela multinacional PR Newswire para uma marca mundial de cosméticos. Fiquei muito triste em saber que 50% das mulheres do mundo desistiram dos seus sonhos.

unnamed (2)

Metade da população feminina do planeta abriu mão de correr atrás do seu ideal de vida. Metade!!! É muita coisa!

ALGO ESTÁ MUITO ERRADO

ALGO ESTÁ MUITO ERRADO

Foram entrevistadas mulheres em 14 países dos seis continentes. As asiáticas lideram este triste ranking: 81% das japonesas abandonaram seus sonhos. Na Coreia do Sul, este número é de 67%. Nos Estados Unidos, 47%. Cuidado com os filhos, falta de apoio financeiro e medo de não se encaixar em algum possível padrão de sucesso estão entre as justificativas abdicar de um projeto de vida.

DEIXAR O VENTO LEVAR O SONHO EMBORA

DEIXAR O VENTO LEVAR O SONHO EMBORA

O resultado do estudo comprovou que mulheres que renunciaram aos sonhos estão absolutamente insatisfeitas com suas vidas. Por outro lado, 82% daquelas que se jogaram de cabeça atrás da vida idealizada estão felizes com quem são e com o que andam conquistando. Você deve pensar: “Ah, é muito fácil falar ‘largue tudo e faça o que te faz feliz’”.

NÃO É BEM ASSIM

NÃO É BEM ASSIM

TOCA AQUI!

TOCA AQUI!

Temos contas a pagar, temos compromissos a cumprir. A maioria das mudanças não ocorre da noite para o dia, embora pareça. Transformações, sobretudo aquelas que mexem com nossos sonhos e com as nossas vidas, devem ser planejadas. Com calma, com foco, com propósitos e objetivos bem claros.

ATÉ COM PLANILHA EXCEL

ATÉ COM PLANILHA EXCEL

Então, quando a gente vê, está semeado o terreno para largarmos aquele galho que já não servia mais e pularmos para o outro. Além disso, vale sempre lembrar que a felicidade também encontra-se no caminho percorrido dia a dia rumo aos nossos sonhos – e não apenas na obsessão em cruzar a linha de chegada. Trabalhar diariamente na concretização de um ideal de vida faz bem para a alma. Inaceitável é virar as costas, jogar a toalha e desistir da “vivência” pela “sobrevivência” quando temos saúde e uma jornada pela frente.

Leia mais
Comente

Hot no Donna