Martha Medeiros: Problemas matemáticos

Ilustração: Gabriel Renner
Ilustração: Gabriel Renner

A matemática e eu nunca fomos íntimas. Isso explica eu ter tirado, no colégio, tantos NS (não satisfatório) e NA (não atingido), notas que equivaliam ao indesejado zero. Eu até que simpatizava com os problemas apresentados, mas me perdia na abstração. Maria tem 42 abacates, 75 bananas e 17 melancias: quantas frutas tem Maria? Não era complicado somar, complicado era entender por que raios Maria precisava de 42 abacates. E de 75 bananas. Quantas crianças ela tinha pra alimentar? Morava em algum sítio? Conseguiria consumir tanto abacate, banana e melancia antes de as frutas apodrecerem? Eu achava que o problema a ser solucionado era o exagero de Maria.

Uma escola tem 1.750 alunos e faltam 357 no primeiro dia de aula: quantos alunos compareceram? Eu não podia acreditar que apenas o resultado da subtração interessasse aos professores. A questão principal não era quantos, e sim por que tantos se ausentaram. Epidemia de mononucleose? Ônibus em greve? Despertadores em greve? O primeiro dia de aula era excitante, bastava de férias, a saudade dos colegas e a vontade de estrear caderno novo eram motivos suficientes para estar lá na segunda-feira. Onde haviam se metido os 357? Ou vai dizer que eram problemas inventados?

Imagino que hoje eles sejam mais realistas.

Um presidente precisa comprar 172 deputados a R$ 5 milhões cada um: quanto ele terá que desviar do orçamento para cumprir sua meta?

Se um jogador de futebol ganha R$ 100 milhões por ano e gasta R$ 8 milhões por mês, ao fim de 12 meses quantos milhões ainda sobrarão do seu salário?

Um servidor público tinha R$ 7 mil a receber de seu décimo terceiro do ano passado. Já recebeu seis parcelas e ainda lhe devem R$ 320. Qual o valor da sua paciência?

Um hospital tem 45 leitos e há 92 pessoas aguardando atendimento. Os corredores abrigarão quantos excedentes?

Um deputado federal ganha R$ 33.763, mais auxílio-moradia, verba de gabinete, ajuda de custo, passagens, carro com motorista e outros benefícios. Ele deveria defender os interesses de meia dúzia ou de milhões de brasileiros?

Um traficante disparou 37 tiros em duas horas. Um policial disparou 24 tiros num fim de semana. Duas crianças foram alvos de bala perdida no meio da tarde. Quantos tiros foram dados e quantos faltam para atingirmos a estatística de uma guerra civil?

Um fazendeiro tinha 85 bois numa sexta-feira à noite em que fazia 13 graus. No sábado de manhã, fazia 7 graus e ele contou 64. De quanto foi a variação de temperatura que surpreendeu os assaltantes durante a madrugada?

E um último probleminha: como serão as aulas de matemática do nosso futuro? Nem calculo.

 

Leia mais colunas de Martha Medeiros:

:: Martha Medeiros: Pai da Pátria

:: Martha Medeiros: A intérprete

:: Martha Medeiros: Cigarettes After Sex

 

Leia mais
Comente

Hot no Donna