Respira, não pira, tudo vai dar certo no seu casamento!

Foto: Vini Dalla Rosa
Foto: Vini Dalla Rosa

É batido, mas importante enfatizar, que toda a noiva pira e enlouquece: se não for durante todo o processo, será em pelo menos algum dia durante esse planejamento. Isso irá acontecer. #aceitaquedoimenos

Acredito, pois ainda não sou noiva, que isso ocorre pela grande quantidade de opções que se apresentam e pela ausência de uma regra a ser seguida neste momento único, uma vez que existem maneiras e maneiras de realizar um casamento.

É necessário definir o tipo de casamento que quer e pode ter. E aí o bicho pega, porque, antes de ir atrás de qualquer fornecedor, você deve parar para pensar, refletir, buscar inspirações, conversar com o noivo (até porque ele também vai estar lá, né!) e, o mais importante: se imaginar no grande dia.

Vamos tentar?

Se imagine entrando na igreja. Como ela seria? Teria flores, violinistas, padrinhos entrariam dançando? Ou não. Tente pensar você na praia: madrinhas usariam vestidos da mesma cor, o gazebo seria de madeira com flores brancas ao redor, posicionado em frente à praia?

Na nossa imaginação tudo pode, tudo é viável, mas é neste momento, sem bloqueios externos, que é possível realmente entender que tipo de casamento você espera ter. Depois desta etapa, posso garantir que todo o restante será bem mais fácil, pois existirá um norte a ser seguido.

Mas como imaginar também é um processo complexo, vou listar os seis passos básicos para facilitar o planejamento do grande dia:

1. Defina o estilo do casamento

Pode ser mais tradicional, moderno, contemporâneo ou uma mistura de estilos.

2. Inspire-se

Este é o momento de autoconhecimento e determinação do tipo de casamento que você deseja (em outra coluna falaremos de alguns modelos de eventos que existem por aí). Aproveite a era digital para procurar inspirações de decoração, vestidos, buquês, serviço de alimentação, músicas, entradas em cerimônias, enfim, existe uma infinidade de itens que vão te ajudar a estruturar melhor as ideias.

E, por favor, se você não tem Pinterest, este é um bom momento para criar uma conta. O Pinterest é uma rede social de fotos, mas focado em inspirações e dicas criativas. Uma dica: sempre coloque no espaço de “buscar” o item que você quer em português, mas também em inglês. Por exemplo: digitando “wedding ideas” aparecem ideias muito interessantes e superadaptáveis. E no próprio aplicativo você pode criar pastas e ir salvando as referências: é um ótimo companheiro para aquela insônia. Fora isso, olhe blogs, sites e tente saber sobre as tendências do mercado (vamos trazer por aqui também <3)
E, por fim, vou reforçar: salve todas as imagens de que você gostar. Isso irá te ajudar a explicar para os fornecedores que serão contratados mais pra frente e a parecer menos louca tentando desenhar, literalmente, para que seja compreendida.

1024

Foto: Vini Dalla Rosa

3. Defina o orçamento

Dedique um tempo, sente com seu noivo e sua família e estipule quanto vocês vão investir – já aproveite para listar os cinco itens megaimportantes para vocês, que não podem faltar e deverão ser impecáveis. Esta definição de prioridades ajudará muito o cerimonialista no rateio de investimento. E outra dica: (que os produtores/cerimonialistas/assessores não me leiam) não abra todo seu orçamento para os fornecedores. É bom ter uma “gordurinha” para possíveis emergências, para dar um upgrade na lua de mel ou no vestido, ou até mesmo para aqueles convidados que não confirmam e aparecem no dia, aumentando o valor a ser pago para o buffet.
E um mantra para vocês: em eventos, imprevistos naturalmente acontecem. Não é por falta de planejamento nem porque Deus está de pegadinha ou porque não é pra ser, mas simplesmente porque acontecem. Então quanto mais prevenidos vocês forem, melhor.

4. Faça a lista de convidados

Nesse item podemos ter alguns conflitos, só para avisar. São os pais dando palpite e vendo pessoas para convidar, é o noivo que inventa de convidar toda a galera do futebol, ou amizades de mil anos atrás que, nem se prestam para curtir uma foto nas tuas nas redes sociais (todo mundo ama uma boca livre, né, gente!). Mas lembre-se: você sabe quanto pode gastar, e esta quantia irá influenciar bastante o custo da maioria das contratações.

5. Contrate um cerimonialista, assessor ou produtor

Pesquise, peça indicação, visite site, redes sociais, acompanhe um evento que o profissional em questão irá produzir, veja fotos, converse longa e francamente.
O cerimonialista terá um papel muito importante nesse momento único e poderá te ajudar e facilitar a sua vida. Mas importante: você deve confiar e acreditar no que o profissional irá te dizer, lembrando que ele está envolvido em todos os pontos e entende melhor da logística do que você. Novamente: #aceitaquedoimenos

6. Escolha o local

Nesse momento, você já sabe onde se imagina casando, você e seu/sua cerimonialista já estão cheios de ideias de decoração, já sabem quantas pessoas pretendem convidar. Existem noivas que já sabem o local antes mesmo de terem um noivo, quiçá um namorado, mas vai uma dica: deixe para escolher após os itens citados a cima. Assim,  irá otimizar seu tempo e diminuir custos extras, pois você já irá procurar o lugar que melhor atende às suas necessidades, e o cerimonialista poderá  indicar os melhores espaços pensando sempre em custo X expectativa da noiva e do noivo.

Posso garantir que sai bem mais caro alugar um salão de festa num clube com piscina, querendo um visual de praia, como referência em Cancun, por exemplo. Pense no quanto de dinheiro você terá que investir em decoração e cenografia para conseguir ter o clima e a experiência que deseja. Por isso, se puder esperar para fechar, aconselho ter primeiro um evento bem planejado e estruturado.

1024.1

Foto: Vini Dalla Rosa

Depois desses itens, você está liberada para convidar os padrinhos e madrinhas, produzir os convites e começar a decidir cada item que inclui uma produção de casamento. Mas, para finalizar as dicas de hoje, contrate um serviço de R.S.V.P (confirmação de presença) ativo para ligar para cada um dos convidados para confirmar a presença. Infelizmente, no Brasil, não temos o costume, ou melhor, a etiqueta de confirmar via site, e-mail ou por ligação que iremos ao evento. Então, seguindo o mantra, imprevistos naturalmente acontecem e quanto mais prevenidos formos, melhor será para o nosso bolso.

Gostou das dicas? Tem algum ponto que gostaria de saber mais? Nos mande suas sugestões, queremos fazer parte desse momento único.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna