O “jogo dos 7 erros” na maternidade: mesmo tentando acertar, toda mãe irá cometer um destes deslizes

Fotos: Pixabay
Fotos: Pixabay

Se tem algo que toda mãe sente é medo de errar. Mas mães sempre vão errar, seja por tentar acertar ou mesmo sem querer em algum momento. No entanto, há erros comuns a quase todas as mães que ela observa frequentemente em seu consultório.

Veja os 7 mais comuns citados pela  psicóloga e coach de mães Ana Paula Petry:

  1. Tentar ser uma mãe perfeita

A maternidade perfeita e idealizada só existe em comerciais. Segundo a psicóloga, a perfeição na maternidade não existe. Aliás, perfeição não combina com o ser humano.
– Todos nós em algum momento vamos errar – diz Ana Paula.

  1. Comparação entre as formas de lidar com os filhos

Muitas vezes, no anseio de se identificar com alguém que esteja passando pelas mesmas questões, as mães fazem comparação com outras mães e facilmente se frustram, pois coisas que funcionam na rotina das amigas pode não dar certo pra elas, sendo que há várias outras questões que devem ser avaliadas. Cada criança é única! O que serviu para uma pode não servir para outra, afinal, não existe apenas um jeito correto na maternidade.

Fotos: Pixabay

Fotos: Pixabay

  1. Não procurar ajuda

As redes sociais são grandes motivadoras de sentimento de “não sou deste mundo” dentro da maternidade, pois dá a impressão que quase todos estão vivenciando uma maternidade perfeita e florida, e que só nós enfrentamos os lados difíceis e desafiadores deste universo. Mas o que realmente acontece é que muitas pessoas não têm coragem de falar dos lados ruins da maternidade pelo simples fato de não querer ser julgado. Pedir ajuda e compartilhar experiências difíceis é fundamental. 

  1. Deixar o pai de fora, assumindo assim todas as responsabilidades

Além de isentar o pai da responsabilidade, a mãe acredita que só ela sabe fazer bem feito e acaba sobrecarregada e extremamente desgastada, perdendo a oportunidade de dividir as tarefas com o pai ou quem quer que possa auxiliar.

Reprodução/Arquivo Pessoal

Reprodução/Arquivo Pessoal

  1. Esquecer de cuidar da mulher que existe por trás daquela mãe

– Quando nos tornamos mães, é muito comum respirar o universo da maternidade e acabar se deixando para trás. Depois de um tempo, percebemos que estávamos tão mergulhadas neste maternar, que já nem sabemos mais ao certo quem somos, o que gostamos de fazer. As roupas de antes parecem não fazer mais sentido, a rotina muda, a visão de mundo muda – diz Ana Paula Petry.

Segundo ela, isso faz parte, mas é muito importante que a mãe se cuide, tenha um tempinho para fazer o que gosta, como sair com amigas, ter momentos de lazer só para ela ou mesmo cuidar da aparência (desde que isso seja importante, lógico).

:: Participe do nosso Grupo de Mães Donna no Facebook

banner

  1. Não cuidar da saúde física e emocional

Se a mãe quer que os filhos fiquem bem, é preciso que ela também fique bem.

– E para isso precisamos cuidar da nossa saúde de uma forma ampla – diz a coach de mães.

Por isso, é importante lembrar de ter uma alimentação saudável, praticar atividade física sempre que possível e não ignorar as emoções. É fundamental ter uma boa rede de apoio que possa auxiliar e se permitir dar um tempo, de vez em quando, para cuidar da saúde.

7. Acreditar em verdades absolutas na maternidade

Este é um ponto delicado e que gera muito conflito entre mães. Muitas vezes elas acabam  tendo  algumas verdades particulares e levam isso “a ferro e fogo”. No entanto, falando em maternidade, estamos falando de seres humanos, e nenhum é igual ao outro. Cada um tem sua singularidade e ainda bem que é assim. Por isso, é fundamental abrir a mente e lembrar que as verdades podem se tornar inverdades no dia seguinte. A dica é viver um dia de cada vez, não criar expectativas e não levar tudo de forma radical. Esqueça as “receitas mágicas” para resolver as dificuldades que você tiver. Acolha, respeite, e principalmente, não julgue quem pensa diferente de você!

Leia também
:: Pesquisa mostra como, para muitas mulheres, ainda é difícil conciliar filhos e metas profissionais
:: Quando e como você saiu do hospital com seu bebê no colo? Mães compartilham histórias de parto normal e cesariana no Brasil
:: Após juntar economias por três anos, casal de Porto Alegre partiu com os filhos para um ano sabático
:: Depois de vencer um câncer de mama, advogada de 28 anos celebra cinco meses de gestação
:
Fotos de parto como você nunca viu: duas brasileiras ganham prêmio mundial de fotografia de nascimentos

Leia mais
Comente

Hot no Donna